“Estou pronto para enfrentar qualquer um”, diz Zeinha Torres sobre eleições 2020

O prefeito do município de Iguaracy, Zeinha Torres, foi o convidado do Debate das Dez da Rádio Pajeú desta quarta-feira (08.01). O prefeito de Tabira, Sebastião Dias, havia confirmado a sua presença, mas alegando uma reunião de última hora, informou que não poderia comparecer.
Fazendo um balanço do ano de 2019, Zeinha falou sobre as dificuldades enfrentadas pelo município. Também falou sobre as perspectivas para este, sobre o governo Bolsonaro que segundo ele: ainda não mostrou à que veio. Falou ainda sobre eleições 2020, a festa de janeiro e é claro, sobre a pesquisa divulgada no blog na noite desta terça-feira (07.01), onde aparece com quase 86% de aprovação.
Quando perguntado sobre o que gostaria de ter feito, mas não conseguiu por conta dos entraves financeiros, Zeinha disse que as questões hídricas foram as que deram mais dor de cabeça, como o caso do abastecimento simplificado. Para ele essa é uma questão que precisa ser resolvida. “Já fizemos algumas adutoras, mas precisamos fazer mais. Ainda tem muita gente que depende de carro pipa. Queremos acabar com isso”, destacou.
Sobre a pesquisa divulgada no blog na noite de ontem. O prefeito agradeceu. Disse não ser fácil chegar a três anos de mandato com uma aprovação dessas e atribuiu o fato ao conjunto de forças que foi formado em sua volta na gestão. E demonstrando confiança, disparou: “cem por cento a gente não chega, mas passa dos noventa logo, logo”.
Questionado se vai para a reeleição, Zeinha disse ser normal o direito a reeleição, e que vai discutir com o grupo, mas afirmou: “se for o caso vou junto com meu vice, o dr. Pedro”, a quem teceu vários elogios e disse que tem sido uma pessoa importante na condução de sua gestão.
Provocado a falar se teria preferência de nome a enfrentar na disputa deste ano, disse que não. “Estou pronto para enfrentar qualquer um que vier”, disse.
Zeinha também confirmou que já está quase tudo acertado para a folha de pagamento dos servidores ser levada para o Sicoob, visto que o Banco do Brasil decidiu pela permanência do fechamento da agência.
Sobre a Festa de Janeiro, disse que não foi fácil, mas que com a ajuda de muitos deu tudo certo. Questionado sobre o grande gargalo da festa que é a questão do estacionamento, o prefeito disse já ter tomado medidas duras em anos anteriores para resolver o problema e que este ano não vai permitir que ninguém de fora da cidade coloque estacionamento durante a festa. “Estavam tomando o dinheiro das pessoas.” Pontuou.
Por André Luis / Nill Júnior

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY