EUA anunciam possível liberação rápida de remédio contra Covid-19

O presidente do Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, nesta quinta-feira (19) que o país pode ter, em breve, um remédio aprovado contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Isso porque, conforme estudos realizados na China, a droga hidroxicloroquina pode ter bons resultados no combate à doença.
Segundo a NBC, o presidente ordenou que a FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, libere a utilização do medicamento rapidamente. Além da China e dos Estados Unidos, a França também já vem testando o uso da droga nos casos de coronavírus.
A hidroxicloroquina já é utilizada para o tratamento contra a malária. Por isso, Trump garante que os Estados Unidos têm condições de fornecer o medicamento para todos os cidadãos que apresentarem receita médica “quase imediatamente”. Ele também chegou a dizer que a droga já estava aprovada. No entanto, alguns momentos depois, a própria FDA informou que ainda não havia aprovado o uso de nenhum tipo de medicação contra a Covid-19.
‘Momento da virada’
Para Trump, a utilização da droga será mais vantajosa e eficiente do que a criação de um novo medicamento. “Se você começa a desenvolver uma droga do zero, não sabe o que vai acontecer. Os médicos vão distribuir o medicamento, os Estados também, vai ser excelente. Esse pode ser ou não o momento de virada”, afirmou.

O presidente também defendeu que o fato de a droga já ser aprovada para uso no combate à malária é mais um ponto positivo. No entanto, alguns momentos depois, a própria FDA informou que ainda não havia aprovado o uso de nenhum tipo de medicação para uso específico contra a Covid-19, o que precisaria acontecer antes da comercialização do produto para este fim.
Stephen Hahn, comissário da FDA, confirmou que Trump pediu que a agência fosse “rápida e agressiva” na avaliação, mas reforçou que é importante não criar falsas esperanças: “A FDA se compromete a continuar fornecendo flexibilidade de orientação regulatória. Estamos olhando para tudo que está surgindo em nossa mesa como uma possível opção de tratamento”.
A OMS (Organização Mundial da Saúde) também informou que, no mundo todo, ainda não foi encontrado um remédio comprovadamente eficaz contra a Covid-19. Os estudos e avaliações sobre a hidroxicloroquina seguem em andamento.