https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

‘Evento adverso grave’ faz a Anvisa suspender testes da Coronavac no Brasil


“Um evento adverso grave” causou a interrupção dos testes em humanos da vacina chinesa Coronavac. O anúncio foi feito, nesta segunda-feira (9), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Esperança contra o coronavírus, o imunizante é desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan (São Paulo). Por causa da interrupção do estudo, nenhum voluntário poderá ser vacinado. Se enquadram como "eventos adversos graves" casos de morte, incapacidade ou invalidez persistente e internação hospitalar do paciente, entre outros efeitos.
De acordo com o G1, através de comunicado, a Anvisa informou que foi noticiada no dia 29 de outubro sobre um efeito adverso grave. Contudo, não deu nenhum detalhe sobre qual seria a consequência apresentada durante os testes.
A Coronavac é a terceira vacina experimental contra o coronavírus a suspender os ensaios clínicos após sérios efeitos adversos. Antes dela, o imunizante de Oxford interrompeu seus testes após um participante apresentar sintomas de uma doença neurológica e a vacina da Johnson & Johnson foi depois de uma "doença inexplicada" em um dos voluntários.