Asteroide ‘potencialmente perigoso’ passará próximo a Terra neste domingo

Um asteroide de cerca de 1,7 quilômetro de diâmetro passará perto da Terra neste domingo (21) por volta das 13h03 (horário de Brasília). Nomeado 2001 FO32, o astro chegará a uma distância mínima de 2 milhões de quilômetros do planeta e a uma velocidade de cerca de 124 mil km/h.
O corpo rochoso foi formado nos primórdios do Sistema Solar, viaja a 124 mil quilômetros por hora (km/h), foi identificado há 20 anos e é classificado como “Apollo”, o que significa dizer que ele costuma passar perto da órbita da Terra.
Apesar de ter sido classificado como “potencialmente perigoso” pela Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), devido ao tamanho e à proximidade, não há risco de colisão com a Terra.
Qualquer asteroide que chegue a menos de 7,48 milhões de quilômetros de distância do planeta e tenha tamanho superior a 140 metros de diâmetro é considerado potencialmente perigoso pela agência.
Segundo a agência, o F032 é o maior entre os asteroides que se aproximarão da Terra em 2021 e os astrônomos terão “uma rara oportunidade de se observar uma relíquia rochosa que se formou no início do nosso sistema solar”.
Não será possível enxergar o corpo rochoso a “olho nu”. Para visualizar esse asteroide são necessários telescópios de 8 polegadas ou mais.
Ainda que possa causar certo temor a passagem de uma rocha gigante tão perto da Terra, a Nasa assegura que, pelo menos pelos próximos cem anos, os terráqueos não têm com o que se preocupar.
A próxima visita do asteroide nas proximidades da Terra está prevista para 2052, quando ele passará a cerca de sete distâncias lunares, ou 2,8 milhões de quilômetros do planeta.
De acordo com a Nasa, mais de 95% dos asteroides próximos à Terra, com tamanho similar ou maior ao do F032, já foram descobertos, rastreados e catalogados.
Nenhum deles tem qualquer chance de impacto direto com o planeta.
A próxima rocha que requer atenção dos astrônomos é o asteroide designado como 2009 FD, que passará pelo planeta em 2185 e, mesmo assim, com potencial de colisão de menos de 0,2%, uma chance de uma em 714.