31% dos brasileiros estão insatisfeitos com o trabalho do STF, mostra pesquisa PoderData

Pesquisa PoderData mostra que o trabalho do STF (Supremo Tribunal Federal) é considerado “ruim” ou “péssimo” por 31%. A taxa caiu 11 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, quando estava em 42%. Foi a 1ª vez em que o percentual dos que avaliam a atuação da cúpula do Poder Judiciário negativamente ultrapassou o dos que consideram o órgão “regular”.
São 43% aqueles que consideram o STF “regular” nesta rodada. Apenas 18% acreditam que o órgão tem feito um trabalho “ótimo” ou “bom”.
Esta pesquisa foi realizada no período de 21 a 23 de junho de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.
Foram 2.500 entrevistas em 445 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.
Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.
O PoderData também analisou os recortes para a pergunta por sexo, idade, região, nível de instrução e renda. Eis os principais estratos:
Quem mais rejeita
Os que recebem mais de 10 salários mínimos (71%);
Os  que moram na região Centro-Oeste (46%);
Os que têm ensino superior (41%);
Os  que têm de 45 a 59 anos (38%).
Quem mais aprova
Os que recebem de 5 a 10 salários mínimos (39%);
Os que moram na região Norte (32%).
STF X Bolsonaro
O trabalho do Supremo é considerado “ruim” ou “péssimo” principalmente entre quem apoia o presidente da República. Dos que acham Jair Bolsonaro “ótimo” ou “bom”, 52% avaliam o STF negativamente.
Para metade dos que acreditam que Bolsonaro é “ruim” ou “péssimo”, a atuação da cúpula do Poder Judiciário é “regular”.