Trinta cidades de Pernambuco têm mais de 100 mortes de Covid-19

Embora com os indicadores da Covid-19 em desaceleração, Pernambuco alcançou a marca de 30 municípios com mais de 100 mortes provocadas pela doença. Juntos, eles totalizam 75,07% dos óbitos no estado. O mapa de vidas perdidas alcança todas as regiões, do Sertão ao Litoral, mas é na Região Metropolitana do Recife (RMR) que se concentra a maior quantidade de cidades com tal registro.
Exceto, Araçoiaba, Itapissuma e Ilha de Itamaracá, os outros 11 se encaixam neste perfil. No boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgado no último sábado, Moreno tinha o menor número de mortes da RMR, com 108 registros, e a capital, o maior, não só da região, mas do estado, 4.718.
São da RMR os quatro municípios com o maior número de óbitos. Três são os mais populosos do estado. Além do Recife, Jaboatão dos Guararapes, que anotava 1.586 mortes, e Olinda, 914. A quarta cidade da relação é Paulista, com 737 óbitos, embora sua população seja inferior as de Caruaru, no Agreste, e Petrolina, no Sertão. Estes, quarto e quinto mais populosos, aparecem, respectivamente, na quinta e sétima posição em mortes, conforme o boletim. O Cabo de Santo Agostinho é o sexto, com 481, e Camaragibe o oitavo, 401.
O mapa dos óbitos aponta para os municípios com maior número de habitantes, contudo nem todos estão presentes na lista dos 30 mais populosos, segundo estimativas do IBGE. São os casos de Limoeiro, no Agreste, e Paudalho e Timbaúba, na Mata Norte. Timbaúba com 103 mortes, enquanto Paudalho registrou 104 e Limoeiro, 108.
Na ordem entre 100 e 200 óbitos, o boletim aponta cinco cidades do Agreste: Santa Cruz do Capibaribe, Gravatá, Belo Jardim, Bezerros e Pesqueira. A lista continua na Mata, com Palmares, Carpina e Goiana. No Sertão, Serra Talhada, Salgueiro, Araripina e Arcoverde. Ainda há o grupo com óbitos entre 201 e 400: Garanhuns, Vitória de Santo Antão, Igarassu, Abreu e Lima e São Lourenço da Mata.