'Estamos no meio de um furacão', diz infectologista sobre perigo de visitas no Dia das Mães devido à Covid-19

"Independente da vacina, estamos no meio de um furacão. Um número de casos elevado, um número de óbitos elevado. Não é porque as coisas estão funcionando, mais ou menos, que a pandemia está melhor que no ano passado. Muito pelo contrário. É fundamental o distanciamento social, a utilização de máscaras e a higienização das mãos".
O alerta é do infectologista Demétrius Montenegro, do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, unidade de saúde localizada no Centro do Recife que é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas. Segundo o médico, as visitas no Dia das Mães, no domingo (9), podem ocorrer somente se forem controladas e se as pessoas mais velhas estiverem vacinadas contra a Covid-19 (Clique aqui e leia na íntegra no G1 PE).

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232