Mulheres sorteadas através de rifa na BA eram estimuladas a levar novas garotas para casa de prostituição, diz delegada

As mulheres que estavam sendo sorteadas através de uma rifa, para oferecer programa sexual em Salvador, eram estimuladas a levar novas garotas para uma casa de prostituição, no bairro do Itaigara. As informações foram reveladas pela delegada Simone Moitinho, responsável pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).
"As pessoas que foram ouvidas disseram que eram estimuladas a trazer novas garotas para aquele local e que seriam premiadas, cada uma com R$ 50, por cada nova garota", disse a delegada.
De acordo com a Polícia Civil, os agentes chegaram na casa de prostituição, que fica em um bairro considerado nobre em Salvador, após denúncias de exploração sexual infanto-juvenil. No entanto, a polícia não encontrou crianças ou adolescentes no local.
Uma mulher que não foi identificada foi presa em flagrante no local. Segundo a polícia, ela negociava as vítimas de exploração sexual por meio das rifas.
"Durante as investigações chegamos a um card, onde no dia 1º de setembro haveria uma rifa, cujo sorteio correria pela loteria federal, e os prêmios seriam mulheres e bebidas alcoólicas", explicou Simone Moitinho. (Clique aqui e leia a matéria na íntegra do G1 BA)

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232