ONS desliga mais de 20 térmicas para baixar conta de luz

Com a volta das chuvas e o nível dos reservatórios aumentando, o governo federal começa a desligar as usinas térmicas, que são mais caras e poluentes que as hidrelétricas.
Levantamento feito pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a pedido da CNN, aponta que mais de 20 térmicas já foram desligadas, o que representa 15% da capacidade instalada no país.
O objetivo é baixar a conta de luz. No acumulado de 12 meses até setembro, a energia elétrica subiu quase 32%, conforme o IBGE.
Outra medida que deve ser anunciada em breve é um empréstimo bilionário para que as distribuidoras de energia consigam diluir os reajustes previstos para o ano que vem. O empréstimo vai ser coordenado pelo BNDES e feito por bancos privados, a exemplo do que ocorreu na fase mais aguda da pandemia da Covid-19.
Para o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, o governo precisa reduzir a produção de energia térmicas com cuidado para não baixar demais os reservatórios no período chuvoso e correr o risco de falta de energia no ano que vem. “Não podemos cometer os mesmo erro do ano passado”, afirmou.
As usinas térmicas representam 13% da capacidade de produção de energia do país, bem abaixo dos 63% das hidrelétricas. As usinas eólicas vem em terceiro lugar com 11,4%.
Fonte: CNN

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232