Cientistas de Wuhan identificam outro coronavírus em morcegos na África


Os pesquisadores da Universidade de Wuhan, na China, anunciaram no Portal bioRxiv um estudo que detectou o coronavírus NeoCoV em morcegos na África do Sul.
De acordo com os cientistas, o NeoCoV é um "parente" próximo do coronavírus MERS-CoV que causa a síndrome respiratória do Oriente Médio e ainda pode ter princípios de penetração celular similares aos do SARS-CoV-2 que provoca a Covid-19. “O vírus tem um potencial latente de mutação e como resultado tem capacidade de penetrar não só em células de animais, mas também nos seres humanos. Neste estudo detectamos inesperadamente que o NeoCoV e seu parente próximo PDF-2180-CoV podem usar eficazmente alguns tipos da enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2), um receptor através do qual alguns coronavírus entram no corpo de morcegos e humanos para entrar, sendo o mesmo usado pelo SARS-CoV”, dizem os cientistas.
Para os pesquisadores o comportamento do vírus necessita ser meticulosamente monitorado. Entretanto, eles destacaram também que a natureza do NeoCoV ainda não foi suficientemente estudada.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232