Dono do Chelsea e dois negociadores ucranianos apresentaram sinais de envenenamento após reunião por paz

O bilionário russo Roman Abramovich e dois negociadores de paz ucranianos tiveram sintomas de envenenamento após uma reunião em Kiev no início deste mês, sobre a guerra na Ucrânia. Segundo o G1, a notícia foi dada, nesta segunda-feira (28), pelo "The Wall Street Journal" (WSJ), ao citar "pessoas a par do tema".
De acordo com o WSJ, após a reunião na capital ucraniana, Abramovich, que viajou para alguns locais de negociação, bem como pelo menos dois membros da equipe ucraniana desenvolveram sintomas como olhos vermelhos, lacrimejamento constante e doloroso, além de descamação da pele do rosto e das mãos.
O dono do Chelsea F.C está entre os bilionários russos que tentam, como parte dos esforços do Ocidente, isolar Vladimir Putin pela invasão da Ucrânia.
O suposto ataque pode ter relação com representantes russos que não querem as negociações para acabar com a guerra. O estado de saúde de Abramovich e dos negociadores ucranianos já melhorou desde o suposto envenenamento e não correm risco de vida.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232