CIENTISTAS CONSEGUEM CULTIVAR PLANTAS EM SOLO LUNAR PELA PRIMEIRA VEZ

Se a técnica se provar eficiente, poderá abrir caminho para desenvolver a agricultura na Lua, o que seria crucial para missões a longo prazo
Em um estudo inovador financiado pela NASA, cientistas conseguiram cultivar plantas em solo lunar pela primeira vez. Para isso, foram usadas amostras da superfície do satélite natural da Terra colhidas por astronautas há mais de 50 anos. Se a técnica se provar eficiente, poderá abrir caminho para desenvolver a agricultura na Lua, o que seria crucial para missões a longo prazo no local.
Amostras coletadas nas missões Apollo:
Para o estudo, os pesquisadores utilizaram sementes de uma espécie chamada Arabidopsis thaliana. Trata-se de uma planta que tem parentesco com a mostarda e outros vegetais crucíferos, incluindo brócolis e couve-flor. As sementes foram depositadas em amostras de regolito lunar coletadas nas missões Apollo 11, 12 e 17, que aconteceram entre 1969 e 1972.
Para cultivar a planta, a equipe adicionou água e depois sementes às amostras de regolito. Depois, os pesquisadores colocam as bandejas em caixas de terrário em uma sala limpa. Uma solução nutritiva também era adicionada diariamente. Para efeito de comparação, os pesquisadores também criaram um grupo de controle, plantando sementes em um simulador projetado para imitar o solo lunar real.
“Depois de dois dias, elas começaram a brotar!”, disse Anna-Lisa Paul, professora de Ciências Hortícolas na Universidade da Flórida e principal autora do artigo. “Tudo brotou. Eu não posso dizer o quanto ficamos surpresos! Cada planta – seja em uma amostra lunar ou em um controle – parecia a mesma até o sexto dia.”
Após o sexto dia, no entanto, ficou claro que as plantas cultivadas em solo lunar não eram tão robustas quanto as do grupo de controle. Algumas delas tinham raízes e folhas "atrofiadas", bem como "pigmentação avermelhada. Análises de RNA feitas posteriormente, mostraram que essas plantas se comportaram de forma semelhante a quando são cultivadas em ambientes extremos (onde o solo apresenta muito sal ou foi contaminado com metais pesados, por exemplo).
“Esta pesquisa é fundamental para os objetivos de exploração humana de longo prazo da NASA, pois precisaremos usar recursos encontrados na Lua e em Marte para desenvolver fontes de alimentos para futuros astronautas que vivem e operam no espaço sideral”, disse o administrador da NASA, Bill Nelson. "O estudo também é um exemplo chave de como a NASA está trabalhando para desenvolver inovações agrícolas que podem nos ajudar a entender como as plantas podem superar condições difíceis em áreas com escassez de alimentos aqui na Terra”, completou.

Por History Channel Brasil em 16 de Maio de 2022 às 15:56

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232