Vacina contra Covid evitou até 600 mortes por dia em 2021

Entre fevereiro e junho de 2021, primeiros quatro meses do esquema vacinal contra a Covid, foram evitadas 500 mortes por dia. O número subiu para 600 ao longo dos quatro meses seguintes, mesmo com a imunização escalonada por idade, de acordo com uma pesquisa feita por Gesner Oliveira, economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), solicitada pela Pfizer Brasil.
A pesquisa revela que a vacinação foi o melhor investimento durante a pandemia, pelos seus efeitos de curto a longo prazo, segundo o economista.
Impacto no PIB
Segundo o estudo, além de evitar as mortes, os R$ 22 bilhões investidos pelo País em vacinas contra a Covid-19 em 2021 geraram um impacto positivo de R$ 200 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB). Ou seja, para cada real investido em vacina gerou-se um impacto positivo de R$ 9.
Além disso, o economista também afirma que a vacina é uma das melhores ferramentas de política econômica, combatendo a pandemia e estimulando a economia pelo fato de reestabelecer a circulação entre as pessoas.
Para o economista, um instrumento que reduza em 500 ou 600 o número de mortes por dia e ainda estimula a economia deve estar "no topo da prioridade das políticas públicas".

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232