A equação que pode fazer o preço da gasolina cair ainda mais

Uma combinação de fatores contribui para uma nova queda de 2% na cotação do petróleo brent, que negociava a 104 dólares o barril às 13h20 desta quinta-feira, 21. A agência de energia dos Estados Unidos disse que a demanda por combustíveis no verão americano tem sido menor que a esperada, fato corroborado pelo aumento de 3,5 milhões de barris de gasolina nos estoques na semana passada, enquanto os analistas previam um aumento de apenas 200 mil barris. Para fechar o combo, a Rússia voltou a fornecer gás à Europa por meio de Nord Stream 1 e os europeus elevaram os juros em 0,5 ponto percentual, decisão que pode diminuir a atividade econômica europeia e, por consequência, a demanda por commodities. Em outras palavras, se o petróleo continuar caindo, a Petrobras pode baixar o preço da gasolina novamente. Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis, a defasagem do preço brasileiro para o mercado internacional está zerada.