Bolsonaro: "Se não sou eu, o Brasil já estava no buraco"

O presidente Jair Bolsonaro (PL) exaltou o próprio governo em conversa com apoiadores no "cercadinho" do Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (7). O chefe do Executivo disse que a situação econômica do país vai bem, e citou medidas tomadas pelo governo às vésperas da eleição.
"Os combustíveis estão caindo bastante. Ninguém me culpa agora, né? Cai combustível, cai inflação também. Não temos desabastecimento, não temos problemas internos, não temos terrorismo aqui, não tem mais o MST. Nós botamos o MST lá embaixo sem usar a violência, titulando terras para eles", disse Bolsonaro, em vídeo publicado no YouTube por um canal simpatizante.
Segundo o presidente, aos poucos, os brasileiros entendem que a solução dos problemas não vem “no grito” nem "na demagogia". "Não é prometendo o paraíso para todo mundo, como a esquerda sempre promete, que a gente pode sonhar com um Brasil melhor. O Brasil não é mais do futuro, é do presente. Se não sou eu, esse Brasil já estava no buraco", prosseguiu.