Eu vi no face:

Imoralidade praticada por políticos inescrupulosos

Amigo Gilberto Moura: lendo o seu comentário sobre ações do Ministério Público e, para se ter uma ideia de como andam as coisas em nossa cidade, é bom que se registre que no dia 7 de outubro (data da eleição), através de denúncias de populares, uma senhora foi conduzida até a delegacia de Polícia local e tinha em seu poder cerca de 30 títulos de
eleitor.
Achei estranho porque só tenho um. A mesma respondeu um TCO e foi liberada. Outras informações dão conta de que um rapaz, que é serralheiro na Av. Manoel Borba, estava de posse de cerca de 1.000 (MIL) títulos eleitorais. Acho a quantidade exagerada mas, não sendo ele funcionário do Cartório Eleitoral, ter o seu em mãos já estaria de bom tamanho.

Depois de tudo isso, ninguém consegue explicar, ainda, porque Afogados teve uma abstenção de mais de 6.000 votos, o que representa 22% do eleitorado. É bem verdade que morreu muita gente nos últimos 4 anos (2008/2012) mas, em contrapartida, quem tinha 12 anos na outra eleição, querendo votar nessa já poderia e, se compararmos esse pleito com os anteriores encontraremos grandes distorções.
Para alguns isso é consequência de povo elitizado (piada de péssimo gosto); para mim, pobre mortal e cercado de ignorância, esse tipo de aberração fere a ética, os bons costumes e deixa em maus lençóis os condutores do processo democrático, aí incluídos o tão propalado Ministério Público, o TRE e outras instâncias que poderiam ser acionadas a bem da ordem e do combate à imoralidade praticada por políticos inescrupulosos que permeiam o nosso meio.

Danizete Siqueira de Lima <danizete_siqueira@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 13-Outubro-2012 / 13:13:55