Mostrando postagens de Fevereiro 3, 2015Mostrar tudo

ALUNO NOTA 10: GOVERNO DE IGUARACY PREMIA ESTUDANTES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Estudantes da Escola Judite Bezerra (Jabitacá) ao lado da atual diretora e do prefeito
A premiação aconteceu na manhã da última segunda (02) durante a I Formação de Professores da Rede Municipal de Ensino de 2015. O evento coordenado pelo Secretário de Educação, Williams Siqueira, reuniu centenas de profissionais e convidados. O projeto Aluno Nota 10 premia anualmente os estudantes que se destacam nas turmas do 9º ano, no momento em que deixam a rede municipal e passam a estudar na rede estadual de ensino. O critério de premiação baseia-se na análise de notas, assiduidade e participação em sala de aula. Os alunos premiados recebem incentivo financeiro e ganham espaço para auxiliar, de forma remunerada, em departamentos do Município no período de um ano. A maioria dos contemplados fazem escolha por atuar na própria escola.
O Prefeito de Iguaracy, Francisco Dessoles, a Secretária de Administração, Shirley Coelho, e a nova Secretária de Desenvolvimento, Socorro Martins, participaram das atividades e da entrega dos certificados. Os estudantes premiados pelo projeto foram:
Pedro Henrique Lopes Torres (Escola Dr. Diomedes Gomes Lopes)
Fernando da Silva Emiliano (Escola Dr. Diomedes Gomes Lopes)
Tereza Raquel de Lima Alves (Escola Judite Bezerra)
Natália Caetano da Silva (Escola Profª. Judite Bezerra da Silva)
Na oportunidade também aconteceu a entrega de diplomas para professores que participaram do Gestar II e a premiação dos alunos vencedores da última olimpíada de Língua Portuguesa. São eles: Daniel de Aquino Silva - 1º Lugar nas Olimpíadas de Língua Portuguesa-Gênero Memórias literárias - Edição 2014 - Etapa Municipal, Maria Gabriella Alves Nunes Rabelo - 1º Lugar nas Olimpíadas de Língua Portuguesa-Gênero Poema - Edição 2014 - Etapa Municipal, Victória Liberal Barbosa de Oliveira - 1º Lugar nas Olimpíadas de Língua Portuguesa-Gênero Crônica - Edição 2014 - Etapa Municipal e Willame de Lima Cordeiro - 1º Lugar nas Olimpíadas de Língua Portuguesa-Gênero Artigo de Opinião - Edição 2014 - Etapa Municipal.
A iniciativa engaja o poder público e os profissionais da educação no trabalho de promoção da cidadania e valorização da escola pública. Uma mobilização que revela o quanto os alunos estão interessados em participar do dia a dia da escola, ávidos por aprender coisas novas. Essa participação maior dos estudantes faz parte do novo modelo de ensino implantado pelo Governo de Iguaracy.(Bruno Júnior)

GOVERNO DE IGUARACY: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO REALIZA I FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE 2015

Durante esse dia cerca de 120 profissionais dentre gestores, coordenadores e professores participaram do evento. 
O Governo Municipal de Iguaracy, através da Secretaria de Educação, realizou na última segunda-feira (02) a I Formação de Professores da Rede Municipal de Ensino de 2015, com o objetivo de dar suporte teórico para nortear a rotina de trabalho dentro da área pedagógica administrativa da rede. O evento aconteceu no prédio do Cemupi.
O Secretário de Educação Wiliams Siqueira coordenou as atividades
O propósito é capacitar os professores em diversas temáticas, esse ano voltado para a discussão da violência na escola, com enfoque nos direitos humanos. Com o tema: "A Ética da Diferença: vozes e silêncio na formação de educadores”, a pisicóloga Alcione Melo realizou uma palestra para esses profissionais.
Para a Secretaria Municipal de Educação, esse encontro também possibilita a troca de informações entre as escolas, dando a oportunidade para que cada gestor possa apresentar suas experiências e contribuir para a consolidação de uma rede pública de qualidade e eficiência. (Bruno Júnior)
 O Prefeito Dessoles participou do evento

HOMEM É ALVEJADO COM SEIS TIROS EM SÃO JOSÉ DO EGITO

Durante a realização da Operação Risco Zero a G.T e a equipe ROCAM foram acionados pela Central de Rádio da 3º CPM onde informou que em frente ao Clube do Bigode o imputado C. S. dos S. teria efetuado vários disparos de arma de fogo contra a vítima após discussão com ela.
Chegando ao local da ocorrência os policiais receberam a informação de que a vítima já estava no hospital local, após deslocamento para o hospital, a vítima foi procurada e em conversação a mesma relatou que o imputado teria lhe alvejado com disparos de arma de fogo após discutirem motivados por ciúmes, por parte do imputado, por causa de uma menor que convive maritalmente com o imputado, mas outrora já teria tido envolvimento amoroso com a vítima.
Ao ter conhecimento do endereço do imputado e de possíveis locais onde este poderia esconder-se foram feitas diligências e campanas com o efetivo do GATI e da ROCAM. Por volta das 03:30 a equipe da ROCAM percebeu uma motocicleta YBR vermelha aproximar-se da residência do imputado, a companheira do mesmo estava na porta com um capacete nas mãos, e tentou interceptá-la mas o homem que a conduzia partiu em alta velocidade entrando na PE-320 (sentido Tabira), saindo para uma estrada vicinal tentando despistar a equipe da ROCAM abandonou a referida moto e se adentrou na caatinga efetuando 02 disparos contra a ROCAM, que revidou os disparos, mas o meliante adentrou na vegetação tomando destino ignorado.
Novamente foram realizadas incursões com o intuito de localizar o imputado, porém sem obter êxito. A vítima foi encaminhada à cidade de Campina Grande – PB com 06 (seis) perfurações na cabeça, 01 (uma) nas costas e 01 (uma) no tórax. A Motocicleta marca Yamaha YBR, cor vermelha, ano 2007 e 02 (dois) capacetes marca Samarino/Liberty apreendidos, foram passados a disposição da D.P local para adoção das medidas cabíveis.

DENTRO DOS PRESÍDIOS: FACÕES, CELULARES, DROGAS E CACHAÇA EM RECIFE

Foices, facões, celulares, drogas e bebidas alcoólicas foram apreendidos em revista realizada, nesta segunda-feira (2), no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), que integra o Complexo Prisional do Curado (antigo Aníbal Bruno), Zona Oeste do Recife. O material foi encontrado nos 13 pavilhões da unidade, que registrou duas brigas no último fim de semana, deixando o saldo de dois detentos mortos e outros 12 feridos. A vistoria foi coordenada pela Polícia Militar.

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), foram recolhidas 170 armas, sendo 35 facões industrializado, 17 foices artesanais, cinco foices industrializadas, 22 facões artesanais, 55 facas industrializadas, 28 facas artesanais e oito chuços (objeto artesanal pontiagudo, normalmente feito no interior dos presídios pelos próprios detentos).

Além das armas, foram encontrados na unidade 44 celulares, 47 carregadores, dez baterias, dez chips, 340 litros de cachaça artesanal, três litros de uísque, sete pen drives, quatro balanças de precisão, 30 fones de ouvido, 120 comprimidos psicotrópicos, 120 gramas de crack, 60 gramas de pó virado, 60g de ácido bórico e 2,26 quilos de maconha.
Participaram da revista agentes penitenciários, integrantes do Grupo de Operações de Segurança (GOS) e PMs do Batalhão de Choque e das companhias independentes de Operações Especiais (Cioe) e Policiamento com Cães (CIPCães).
Ainda conforme a Seres, três presidiários feridos no tumulto do domingo (1º) receberam alta do Hospital Otávio de Freitas e foram reencaminhados à unidade prisional.
Nas últimas duas semanas, o Complexo Prisional do Curado, o maior do estado, registrou uma série de tumultos e motins. Há 15 dias, uma rebelião que durou três dias terminou com o saldo de três mortos e dezenas de feridos. Um sargento da PM foi assassinado durante o motim e um dos detentos foi decapitado.
No início deste mês, um cinegrafista da TV Globo já havia captado imagens de presos utilizando facões e celulares na área comum do complexo. Um vídeo mostrando a realização de festas e fabricação de cachaça artesanal na unidade também foi divulgado. Após as denúncias, o então secretário de Ressocialização, Humberto Inojosa, entregou o cargo. No lugar dele, assumiu o coronel reformado da PM Éden Vespaziano. Os três presídios do Curado têm capacidade para 1.800 presos, mas atualmente abrigam 7.000.
Diante da situação, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), declarou estado de emergência no sistema penitenciário na quarta (28) passada e determinou intervenção do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga, que está com as obras paradas há cerca de dois anos. O decreto com as medidas foi publicado no Diário Oficial da sexta (30). Em nota, o Executivo Estadual destacou que “tais medidas se dão em face à atual situação de tensão vivenciada no sistema prisional”.
O decreto assinado pelo governador criou uma força-tarefa envolvendo nove secretarias: Justiça e Direitos Humanos, Casa Civil, Fazenda, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Social, Controladoria Geral, Administração, Gabinete de Projetos Estratégicos e Procuradoria Geral do Estado.

FORA DOS PRESÍDIOS: Homicídios aumentam 20,7% em janeiro

O mês de janeiro registrou aumento de 20,7% nos assassinatos, em comparação com o mesmo período de 2014, em Pernambuco.
Até o dia 30, pelo menos 309 pessoas foram mortas. No ano passado, foram contabilizadas 256. O resultado negativo ainda sofrerá maior variação, já que os assassinatos que aconteceram no dia 31 ainda não foram contabilizados.
As estatísticas da SDS demonstram que as primeiras mudanças feitas no Pacto pela Vida, pelo governo do estado, não surtiram o efeito esperado. No primeiro dia útil do ano, a nova cúpula das polícias Civil, Militar e Científica tomou posse no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, Câmara anunciou esforços para garantir redução da violência em Pernambuco para uma chegada tranquila do período carnavalesco.
Ao longo do mês passado, comandantes da PM e delegados titulares também foram trocados na tentativa de trazer novo gás. Outra ação foi aumentar o efetivo da PM em Jaboatão dos Guararapes - um dos municípios que teve maior crescimento no número de mortes em 2014.
O aumento nos assassinatos registrados em Pernambuco começou em março de 2014. Deste então, o governo do estado não conseguiu mais reduzir as estatísticas. O ano fechou com crescimento de 9,4% de aumento em relação a 2013. Em oito anos do programa de segurança Pacto pela Vida, criado pelo ex-governador Eduardo Campos, foi a primeira vez que as estatísticas contabilizadas fecharam o período de 12 meses com saldo negativo.

Mistério de “força desconhecida” que matou esquiadores completa 56 anos sem explicação

 
Um mistério em torno da morte de nove pessoas - sete homens e duas mulheres - em uma montanha da Rússia acaba de completar 56 anos. No dia 2 de fevereiro de 1959 ocorreu a trágica e inexplicável morte de um grupo de esquiadores no que ficou conhecido como Incidente do Passo Dyatlov. As mortes ocorreram ao norte dos montes Urais, na costa leste da montanha Kholat Syakhl, cujo nome significa Montanha dos Mortos na linguagem mansi, povo da região. O nome Dyatlov é por conta do líder do grupo Igor Dyatlov. De acordo com investigações posteriores, todos foram vítimas de “forças desconhecidas”.
A expedição
O objetivo da expedição era alcançar o topo da montanha Otorten, considerado um desafio difícil, porém todos os integrantes do grupo possuíam experiência em escaladas. Com a ajuda das anotações de viagem, foi possível, identificar a rota do grupo até o dia da tragédia. No dia 1o. de fevereiro, o tempo na montanha piorou, os esquiadores se perderam - provavelmente se separam - e resolveram montar acampamento.
A partir dali, provavelmente, começou uma sequência de horrores causada por algo desconhecido. Sem sinal dos esquiadores, as buscas tiveram início no dia 20 de fevereiro. Seis dias depois, foram encontrados os primeiros corpos. Eles estavam apenas com roupas íntimas, indicando que os esquiadores estavam dormindo e tentaram fugir de alguma coisa ameaçadora. Estima-se que naquela noite a temperatura deveria estar em torno de -25 C e -30 C graus.
Próximo dali, entre 300 e 630 metros, foram encontrados, outros três corpos. Pela maneira que estavam dispostos, a hipótese é de que estivessem tentando voltar às barracas. Os outros quatro esquiadores só foram encontrados mais de dois meses depois, no dia 4 de maio, sob quatro metros de neve.
O que aconteceu?
Mais tarde, uma investigação constatou que ao menos quatro dos esquiadores receberam ferimentos fatais - dois no crânio e dois no tórax. Um dos corpos estava sem a língua. O que espantou os investigadores foi a força usada nestes ferimentos, praticamente impossível para um ser humano. Os corpos não tinham machucados externos e pareciam ter sido submetidos a uma grande pressão. Para adicionar mais mistério à história, também foi encontrado um alto índice de radiação nas roupas dos esquiadores.
De início, suspeitou-se que as mortes tivessem sido causadas pelo povo indígena Mansi, porém não havia qualquer tipo de pegadas ali, a não ser as dos esquiadores. Nos ano 90, pessoas envolvidas na investigação revelaram que houve relatos naquela época de que "esferas voadoras brilhantes" foram avistadas na área, mas nada pode ser comprovado - anos mais tarde, foi divulgado que as luzes foram causadas por testes de mísseis balísticos R-7. Sem ter como resolver o caso, a investigação final apontou que o grupo morreu vítima de "força desconhecida" e o caso foi arquivado. O incidente só veio à tona na década de 1990.
Nova teoria
No ano passado, o produtor de cinema e de TV norte-americano Donnie Eichar divulgou uma teoria após cinco anos de pesquisa. De acordo com ele, o grupo estava na hora errada e no lugar errado e se deparou com a chamada “tempestade perfeita”. Segundo Eichar, o fenômeno é um minitornado violento que produz um ruído ensurdecedor, que pode gerar uma grande quantidade de infrassom, capaz causar vibrações no corpo humano, provocando perda de sono, falta de ar e, acima de tudo, um pânico indescritível e incontrolável. O terror, amplificado pela escuridão da noite e do barulho do tornado, teria levado os jovens à loucura e à morte.
Teorias à parte, morreram misteriosamente Igor Dyatlov, o líder da expedição, com 23 anos; Zinaida Kolmogorova, 22; Ljudmila Dubinina, de 23 anos, que foi encontrado sem língua; Aleksandr Kolevatov, 24; Rustem Slobodin, 23; Jurij Krivoniščenko, 24; Jurij Dorošenko, 21; Nikolaj Tibo-Brin'ol ', 37; Alexander Zolotarev, que em 2 de fevereiro havia completado 38 anos.
Fonte:
Correire della Sera