Estudo mostra que aspirina pode aumentar sobrevida de pacientes com câncer

O médico, da Universidade de Cardiff, continuou estudando as propriedades do medicamento como integrante de um grupo de pesquisadores independentes que investigam o papel do AAS na prevenção e no combate a diversas doenças.
Para o trabalho divulgado ontem, ele fez uma revisão sistemática da literatura científica recente que tem a associação entre câncer e aspirina como foco. No total, a equipe de Elwood avaliou 47 estudos, sendo cinco randomizados — testes que compararam a eficácia do remédio à do placebo — e o restante observacional, quando se tem um resultado, mas não se investiga a relação de causa e efeito. Dessa vez, no lugar de pesquisar a prevenção, o epidemiologista decidiu avaliar a redução de mortalidade em pessoas que já têm a doença. Foram eleitos os cânceres colorretal, de próstata e de mama.

Share/Bookmark

0 comentários: