PREFEITURA DE CARNAÍBA

Descaso da Progresso com usuários do TFD foi discutido na Câmara de Iguaracy

Na sessão ordinária desta semana, outro assunto importante teve destaque na Câmara Municipal de Iguaracy. Com a presença da Secretária de Saúde Laura Véras na Casa, os vereadores aproveitaram o momento para se inteirar da atual situação do TFD (Tratamento Fora do Domicílio), e falar sobre o descaso da Empresa Progresso com os usuários e pacientes.
"Quase todos os dias tem dor de cabeça com a Progresso. As vezes tem sete pacientes que estão numa calçada em Recife, tiram foto e mandam para mim. É angustiante. Infelizmente só tem ela aqui para nos servir, e a gente tem que depender desses atropelos.", disse a secretária. Ainda de acordo com Laura, nos feriados e períodos de festa a situação piora.
Conforme o que a secretária contou aos vereadores, a problemática se dá quando os usuários passam a usar o serviço da Progresso. O processo de retirada da passagem na cidade acontece dentro da normalidade, cumpre-se as determinações da empresa e a prefeitura mantém a população informada por meio de carro de som e das rádios. Mas é na hora de voltar do Recife que a coisa se complica.

Reféns
Não é a primeira vez que acontece isso. De acordo com relatos do usuários, a situação humilhante ocorre quase que semanalmente. Muitas vezes eles são obrigados a aguardar várias horas para embarcar, e quando não conseguem chegar no horário, devido o congestionamento nos hospitais, perdem o ônibus e a passagem.  O paciente tem que ficar na rodoviária aguardando o socorro da Secretaria de Saúde para aquisição de outro bilhete.
A principal dificuldade é o diálogo com a gerência da Progresso, que não se posiciona e nem resolve o problema. São muitas as notificações enviadas a empresa por parte de diversos setores do Governo Municipal, inclusive do jurídico, mas sem nenhuma resposta quanto as reclamações dos pacientes. Medidas judiciais foram tomadas mediante a situação e a prefeitura cogita acionar também o Ministério Público para tentar resolver a questão. (Assessoria de Comunicação)

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: