Mostrando postagens de Dezembro, 2016Mostrar tudo

Apac divulga previsão do tempo para Pernambuco na virada do ano

 
Não há sistema meteorológico de grande escala que possa provocar chuva nos próximos dias, porém, na madrugada do dia 31 para o dia 01, devido à alta umidade e nebulosidade vinda do oceano, podem ocorrer chuvas rápidas, fracas e isoladas, apenas no Litoral do estado (Zona da Mata e Região Metropolitana). No Agreste e Sertão, não devem ocorrer chuvas.
Réveillon na praia de Boa Viagem
 Réveillon na praia de Boa Viagem
Regiões
Previsão 31/12/2016 e 01/01/2017
RMR Possibilidade de chuvas rápidas, fracas e isoladas na madrugada do dia 01/01/2017.
Mata Norte Possibilidade de chuvas rápidas, fracas e isoladas na madrugada do dia 01/01/2017.
Mata Sul Possibilidade de chuvas rápidas, fracas e isoladas na madrugada do dia 01/01/2017.
Agreste Céu claro a parcialmente nublado, sem chuvas
Sertão de Pernambuco Céu claro a parcialmente nublado, sem chuvas
Sertão de São Francisco Céu claro a parcialmente nublado, sem chuvas.
Gerência de Meteorologia e Mudanças Climáticas – GMMC
Agência Pernambucana de Águas e Clima – APAC

CNH SOCIAL: CONHEÇA REQUISITOS E FAÇA SEU CADASTRO!

O CNH Popular é uma oportunidade para você que quer adquirir sua primeira carteira de habilitação, o objetivo do programa e beneficiar as famílias e as pessoas pobres que antes não possuíam nem condições nem acesso para participar de programas de condutores, o programa foi implantado pelo o Governo em 2011, essa iniciativa do Governo permitiu que diversos beneficiários do programa bolsa família, ex presidiários ou trabalhadores que se encontram desempregados a mais de um ano adquire-se gratuitamente o CNH Social.
O que é a CNH Social?
A CNH Popular – ou Habilitação Social – trata-se do Programa Popular de Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos. No caso, este projeto estabelece que:
20% das vagas para dependentes dos programas Bolsa Família e Chapéu de Palha;
Pessoas que nunca tiveram experiência com mercado de trabalho ou que estejam desempregados;
25% das vagas dos cursos de formação de motorista seja destinada a pessoas com rendimento familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimo (R$ 2.640);
20% das vagas para alunos ingressos no ensino fundamental ou médio de escolas públicas.
Dependendo do estado, podem existir outros percentuais, mas geralmente as principais categorias são estas.
Requisitos para a CNH Social
Veja quais os requisitos para participar do programa e se você se encaixa no que se pede:
Ter renda de até 02 salários mínimos;
Estar desempregado a mais de 1 ano ou não ter nenhuma experiência na carteira de trabalho;
Participar do programa Bolsa Família;
Alunos da Rede Pública, que apresentem bom rendimento escolar;
Ex-presidiários;
Portadores de necessidades especiais;
Pequeno agricultor rural.
Além desses requisitos, o candidato deve saber ler e escrever, possuir CPF, identidade e carteira de trabalho.
Categorias disponíveis para CNH Social
A habilitação popular está disponível para os seguintes tipos de habilitação:
Emissão ou mudança de categoria para Carteira A;
Emissão ou mudança de categoria para Carteira B;
Mudança de Categoria para carteira C;
Mudança de Categoria para carteira D;
Mudança de Categoria para carteira E;
Abertura de Cadastro em cada Estado
Não existe um banco de dados nacional para inscrição na CNH Popular. Portanto, os
interessados devem procurar o Departamento de Trânsito de seu estado. Muitos DETRAN’s costumam disponibilizar avisos em seu site sobre o processo de abertura de inscrição da CNH Popular. 
Cada departamento costuma seguir um calendário próprio, portanto se o de Pernambuco abrir, não será certo que o do Rio de Janeiro abrirá para seleção de pessoas para CNH Social.
Antes de se inscrever no CNH Gratuita é de extrema importância ler as diretrizes que estão expostas no edital, até como forma de se precaver de algumas regras que possam lhe impedir de ingressar no Programa CNH Social.
Após inscrito, é possível acompanhar os andamentos de sua CNH Popular por meio dos sites do Departamento de Trânsito de seu estado. Basta apenas procurar a seção de acompanhamento de cnh social. Geralmente, para realizar esta consulta é pedido o cpf, data de nascimento e o período de inscrição.

Corpos com mais de 2.000 anos intrigam arqueólogos na Dinamarca

Os restos mortais são encontrados dentro de pântanos na região, e seu estado de conservação faz com que sejam confundidos com vítimas de crimes recentes

O 'Homem de Tollund', um dos corpos encontrados nos pântanos dinamarqueses, em exposição no museu da cidade de Silkeborg (Tim Graham/Getty Images)
Corpos com mais de 2.000 anos de idade e em ótimo estado de conservação encontrados em pântanos da Dinamarca intrigam os arqueólogos. As informações são da BBC. Arqueólogos acreditam que tratam-se de sacrifícios feitos em rituais religiosos. Quase todas as pessoas foram vítimas de morte violenta, por enforcamento ou cortes na garganta, por exemplo, antes de serem jogadas nos pântanos.
A composição química dos pântanos, comuns na Dinamarca e em outras regiões os norte europeu, como Polônia e Irlanda, seria a responsável por evitar a degradação dos corpos mesmo após tanto tempo. O ambiente contém ácidos produzidos pelos musgos existentes no ecossistema. Um dos efeitos desse ambiente é tornar os cabelos e a pele avermelhados, resultado de um processo químico conhecido como reação de Maillard.
Uma das descobertas, feita em 1950, ostenta detalhes como vestígios de barba. O chamado Homem de Tollund foi encontrado por dois irmãos enquanto escavavam com a família nos arredores da cidade de Silkeborg em busca de turfa – matéria vegetal, de cor escura, que seria usada como combustível. As análises feitas por arqueólogos indicam que o Homem de Tollund morreu há cerca de 2.400 anos, quando tinha cerca de 40 anos de idade.
O estado de conservação dos corpos é tão impressionante que despertam a suspeita de serem vítimas de crimes recentes ao serem encontrados. No caso do Homem de Tollund, atualmente em exposição no Museu de Silkeborg, os dois irmãos chamaram a polícia após sua descoberta. Havia uma corda de couro ao redor do seu pescoço, provavelmente sinal de um enforcamento.
O museu Moesgaard, na cidade de Aarhus, tem no seu acervo, além de corpos humanos, restos mortais de 13 cães que também teriam sido sacrificados. Os corpos dos animais datam o ano de 250 antes de cristo e foram encontrados num pântano perto da cidade.
A falta de escritos em idioma local da Idade do Ferro (iniciado por volta de 1.200 antes de Cristo) na região é um obstáculo para a compreensão mais aprofundada do que se passou com os corpos achados nos pântanos antes de eles serem depositados lá.
Os detalhes do chamado Homem de Grabaulle, achado em 1952, dá indícios de como os rituais se passavam. “Ele foi forçado a se ajoelhar, e sua garganta foi cortada de orelha a orelha por alguém de pé por trás dele. Mas ele foi colocado com delicadeza no pântano. Pode parecer violento para nós, mas sacrifícios eram uma parte importante da vida cultural desse período”, disse a diretora de exibições do museu, Pauline Asingh, à BBC.

Protesto de taxistas acaba elegendo prostituta vereadora no AM

Francisca da Silva, a prostituta Coroca, em bar da feira de Manacapuru (AM), onde se elegeu vereadora
Folha de S.Paulo 
Uma das principais notícias do ano em todo o mundo, a insurreição dos eleitores contra a política tradicional, sacudiu também a pequena cidade de Manacapuru (99 km de Manaus), onde a prostituta Francisca da Silva, a Coroca, fez história ao se eleger vereadora.
A candidatura de protesto partiu de taxistas e mototaxistas do movimentado cais do porto. Há anos, Coroca faz ponto ali entre bares e camelôs que também se aproveitam do vaivém de estivadores e viajantes.
A cidade de 95 mil habitantes vive um clima de sublevação contra o atual prefeito, Jaziel Tororó (PMDB), e a Câmara, onde ele tem maioria. Em outubro, ele ficou em terceiro lugar (24% dos votos), e apenas 2 dos 15 vereadores se reelegeram.
Em 16 de novembro, dezenas de funcionários municipais da saúde com salários atrasados jogaram tinta nas paredes de prédios públicos, incluindo a Câmara e a Prefeitura, e lançaram sacos de lixo na casa do prefeito. Atualmente, o principal hospital da cidade só atende casos de emergência.
A cidade amarga o 5.075° lugar (de 5.281 prefeituras) no Ranking de Eficiência Dos Municípios da Folha (REM-F). Pelas ruas, a sujeira acumulada pela paralisação da coleta de lixo e o esgoto a céu aberto são a parte mais visível da má administração.
"Aqui era a Princesinha do Solimões, vê se agora dá pra dizer isso?", diz o taxista Valdemir Santana, citando a alcunha da cidade.
Santana, que trabalha no cais, é um dos idealizadores da candidatura, surgida em tom de brincadeira em conversa sobre a política local.
Convencida a se candidatar, Coroca contou com o apoio também de feirantes e comerciantes.
O único material de campanha foi um santinho onde ela aparece maquiada e vestida com uma sóbria roupa preta ao lado dos dizeres: "Por insatisfação e revolta vote...!!! Coroca".
O resultado surpreendeu até os mais otimistas. Ela ficou em quarto lugar, com 1.122 votos (2,2% dos votos válidos), a apenas 334 votos do primeiro colocado. Um êxito para uma campanha com custo declarado de R$ 155.
A vitória tem sido uma reviravolta na vida de Coroca —o apelido vem do antigo hábito de se vestir de preto, a cor do pássaro que lhe empresta o nome.
Com problema de alcoolismo, ela se prostitui desde os 11 anos. No cais, um programa pode custar R$ 10.
Mora com os pais e os três filhos, de idades entre 6 e 10 anos, em um casebre de paredes de madeira e teto de zinco.
Desde a eleição, Coroca ganhou status de celebridade local —é recebida com sorrisos e costuma ser chamada de "minha vereadora".
A partir da semana que vem, terá salário de R$ 7.800, verba de gabinete de R$ 3.500 e ainda poderá nomear até quatro funcionários.

Conta de luz terá bandeira verde em janeiro, diz Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta (30) que a bandeira tarifária para o mês de janeiro será a verde, sem cobrança extra dos consumidores. A decisão é baseada em relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), que aponta que a condição hidrológica está mais favorável.
De janeiro de 2015, quando o sistema de bandeiras tarifárias foi implementado – até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.
Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh; de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente e em dezembro está verde.
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a energia de hidrelétricas.
A cor da bandeira em vigor no mês da cobrança é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia.

Governo reforça Ensino Integral do estado com 38 novas escolas; Afogados está na lista

O Governo de Pernambuco vai reforçar o Ensino Integral do estado com 38 novas escolas do modelo. Do total, 36 serão implantadas em parceria com o Ministério da Educação (MEC).
Essas 36 escolas apoiadas pelo Governo Federal se distribuem em 27 municípios - seis do Grande Recife, cinco da Mata Norte, duas da Mata Sul, cinco do Agreste e nove do Sertão. As outras duas unidades que serão convertidas pelo Estado estão em Paulista e Igarassu.
O ministro da educação, Mendonça Filho, considera que os recursos do MEC reforçam uma política pública consolidada em Pernambuco. "Praticamente R$ 80 milhões assegurados hoje vão incrementar uma política de sucesso em Pernambuco, que é a política de educação em tempo integral", salientou.
O MEC ainda vai liberar R$ 111 milhões para programas de fomento à implementação da Escola em Tempo Integral e MédioTec. Outros R$ 42 milhões serão destinados a 45 secretarias municipais de Pernambuco, a serem utilizados para construção de escolas, creches e pagamentos do piso salarial dos professores.
As 36 escolas que passarão a funcionar em regime de tempo integral estão em 27 municípios, desde o Grande Recife à Zona da Mata e Agreste, até o Sertão. São eles: Recife; Paulista; Camaragibe; Jaboatão dos Guararapes; São Lourenço da Mata; Ipojuca; Carpina; Goiana; Timbaúba; Nazaré da Mata; Vicência; Barreiros; Palmares; Bezerros; Gravatá; Caruaru; Belo Jardim; Buíque; Afogados da Ingazeira; Tuparetama; Serra Talhada; Salgueiro; Belém do São Francisco; Floresta; Petrolândia; Petrolina e Araripina.

Brasil fecha vagas pela 20º mês seguido e perde 117 mil empregos em novembro

G1
O Brasil continuou a fechar vagas formais de trabalho em novembro deste ano.
As demissões superaram as contratações em 116.747 no mês passado, de acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas nesta quinta-feira (29) pelo Ministério do Trabalho.
Trata-se do 20º mês seguido em que o número de vagas formais diminuiu no mercado de trabalho brasileiro.
A perda de emprego em novembro foi a segunda maior registrada no ano de 2016. O resultado, no entanto, representou um fechamento de vagas menor do que em novembro de 2015, quando o país perdeu 130 mil empregos formais. O último mês em que houve mais contratações foi em março do ano passado, quando foram criados 19,2 mil postos de trabalho.
No acumulado de janeiro a novembro, o mercado de trabalho brasileiro já fechou 858.333 postos formais, de acordo com dados do Ministério do Trabalho.
O fechamento de vagas formais em novembro contribuiu para o aumento do desemprego no País, que atingiu uma taxa de 11,9%da população economicamente ativa em novembro. Com isso, o número de desempregados no Brasil supera 12 milhões de pessoas, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O comércio foi o único setor que contratou mais do que demitiu em novembro. Foram criadas 58.961 vagas formais.
O setor que mais demitiu no mês passado foi a indústria de transformação (-51.859 postos), seguida da construção civil (-50.891), serviços (-37.959) e a agricultura (-26.097).
O Rio Grande do Sul foi o único Estado que contratou mais do que demitiu em novembro, com a criação de 1.191 postos de trabalho. Os piores desempenhos foram registrados em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com fechamento de 39.675 postos, 12.438 e 11.402, respectivamente.

Salário mínimo de R$ 937 entra em vigor no dia 1º de janeiro

O governo federal anunciou o reajuste do salário mínimo de R$ 880 para R$ 937 em 2017. O novo valor passa a vigorar no dia 1º de janeiro de 2017. O presidente Michel Temer assinou um decreto nesaa quinta-feira (29) prevendo o reajuste. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30).
Em nota divulgada no início da noite de quinta-feira (29), o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão informa que o reajuste significa um aumento de R$ 38,6 bilhões da massa salarial em 2017. Esse valor representa 0,62% do Produto Interno Bruto (PIB) e, segundo o governo, terá "efeitos positivos na retomada do consumo e do crescimento econômico ao longo do ano".

Prazo final para renovar contratos do Fies termina hoje (30)

Dezenas de milhares de estudantes com contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até esta sexta-feira (30) para realizar o processo de prorrogação do contrato para o ano que vem. De acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o prazo para realizar o processo de renovação no SisFies termina às 23h59 desta sexta.
Os contratos de financiamento do Fies são renovados a cada semestre letivo. O prazo inicial para realizar o processo de renovação terminou em outubro, mas foi prorrogado duas vezes. Ainda de acordo com o FNDE, não existem, dentro do governo, estudos sobre a possibilidade de nova prorrogação do prazo.
Segundo o FNDE, dos 1,5 milhão de contratos de financiamento vigentes no fundo, cerca 3% (ou seja, por volta 45 mil) ainda não foram aditados. O FNDE diz ainda que alertou os estudantes por SMS e e-mail sobre a necessidade de renovação, e as informações sobre os prazos.
O SisFies pode ser acessado pelo endereço http://sisfiesaluno.mec.gov.br.
Veja abaixo o que fazer em cada caso:
Aditamento simplificado do contrato: Se o estudante não precisa alterar nenhum dado do contrato, basta acessar o SisFies antes das 23h59 desta sexta para checar as informações da renovação e validá-las.
Aditamento do contrato com alteração de dados: Caso o financiamento tenha sofrido alguma alteração desde o último aditamento (como, por exemplo, mudança de fiador), o aditamento não é simplificado e, portanto, o estudante precisa, além de checar os dados no SisFies, ir até a faculdade nesta sexta-feira (30) para buscar o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM) e entregá-lo ao banco que serve como agente financeiro do contrato. Nesta sexta, os bancos não abrem para atendimento ao público, mas, de acordo com o FNDE, o DRM pode ser entregue no início de 2017, desde que a entrega seja feita dentro do prazo indicado no próprio documento, que costuma ser de dez dias.
Aditamento do contrato com DRM emitido depois de 25/11: Os estudantes que já iniciaram o processo de aditamento não simplificado, e têm um DRM que foi emitido após 25 de novembro deveriam ter entregue o documento ao banco, mesmo já vencido, até esta quinta-feira (29). Essa opção foi permitida após a publicação de uma portaria no dia 12 de dezembro. Caso isso não tenha acontecido, o FNDE diz que é possível que o estudante recomece, nesta sexta-feira (30), o processo de aditamento no SisFies, e retire, também nesta sexta, um novo DRM, com novo prazo.
Entenda o processo de renovação de contratos
Cada contrato de financiamento deve ser renovado (ou aditado) a cada novo semestre. Dessa vez, houve atraso no repasse das verbas que vem do governo federal para as faculdades. O Ministério da Educação afirma que essa lentidão foi provocada pelo Congresso Nacional que demorou para aprovar o crédito extra para o Fies.
Em 7 de outubro, o sistema foi aberto para que as instituições pedissem o aditamento. A abertura do sistema para o pedido dos alunos foi feita no dia 19 de outubro. A validação de informações por parte dos estudantes, segundo o FNDE, é o último passo antes da formalização da renovação dos contratos.
Caso o estudante não precise alterar dados, base validar as informações no SisFies. Caso haja alterações a serem feitas, é preciso entregar o DRM pessoalmente no banco.
Na tarde desta quinta-feira (29), o FNDE afirmou que não sabia quantos contratos teriam que passar pelo aditamento simplificado e quantos deveriam fazer alterações nos dados cadastrais. Além disso, o órgão afirmou que não tinha dados concretos sobre o número de estudantes que emitiram DRMs após o dia 25 de novembro (ou seja, que já tinham iniciado o processo de aditamento não simplificado), mas não cumpriram o prazo de entrega do documento ao banco.
Do G1

999 prefeituras vão começar 2017 em estado de emergência

UOL
Quase 20% dos prefeitos do país que vão assumir o cargo neste dia 1º de janeiro governarão municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública. Levantamento feito pelo UOL aponta que 999 cidades têm decretos reconhecidos pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil com validade até 2017. O país possui 5.570 municípios.
Os decretos de anormalidade têm validade de 90 ou 180 dias e vencem entre janeiro e abril de 2017. Com eles, prefeitos reduzem burocracia e têm direito a verbas federais exclusivas para ações de resposta ao desastre –seja ele qual for.
O Estado proporcionalmente mais afetado é o Rio Grande do Norte, onde 153 dos 167 municípios estão em emergência por estiagem ou seca. Na Paraíba, há o maior número de prefeituras em números absolutos: 197 e todos também pela severa estiagem. Já no Rio Grande do Sul há a maior variedade de motivos para decretação de emergência. Os 35 municípios decretaram emergência por chuva, granizo, inundações, deslizamentos, ressaca e vendaval.
Nordeste campeão
Com a pior seca do Nordeste, quase metade dos municípios da região entram 2017 em emergência. São 853 dos 1.794 municípios em emergência válida até alguma data do próximo ano. Entre todos, apenas Jaborandi (BA) está em emergência por outro motivo: estragos causados pela chuva. A situação, inclusive, levou chefes de Executivo a desistirem da candidatura à reeleição, como o prefeito Jorge Dantas (PSDB) de Água Branca, no sertão alagoano.
“Não fui candidato exatamente por conta dessas dificuldades. A gente fica impotente diante de tanta necessidade, e eu sinceramente preferi não enfrentar outro mandato”, disse, citando a crise financeira e temendo um ano ainda pior em 2017.
“Eu nunca tinha visto uma seca como essa! Tenho 60 anos, criado no sertão, e as pessoas com quem eu converso dizem a mesma coisa. Acho que o ano que vem vai ser a mesma coisa e talvez até pior, porque a seca é acumulativa; a cada ano vai ficando pior, e a situação financeira vai ser pior”, afirmou.
Sobre os decretos de emergência, ele considera que são fundamentais, porém, por conta do tamanho do problema e da falta de recursos, a resposta não é a ideal.
“Estamos numa excepcionalíssima normalidade. O decreto é fundamental, mas o fato é que do decreto às ações está demorando muito. Não tem jeito, precisamos de carro-pipa, as pessoas estão morrendo de sede. Aqui, por exemplo, eram oito carros e tive de reduzir para os três da prefeitura para fechar as contas. Mas há uma reclamação enorme”, afirma.
Como funciona
O decreto de emergência ou calamidade pública de um município passa por três etapas. Primeiro, a prefeitura publica o decreto. Em seguida, o Estado homologa a situação e, por fim, o governo federal reconhece a situação. Para que seja aprovado, a prefeituras apresentam um relatório com as avaliações dos danos. O documento é avaliado pelo governo federal, que reconhece ou não a validade. Um dos itens obrigatórios e a existência de Defesa Civil no município.
Com o decreto em validade, os prefeitos passam a ter facilidade em solicitar verbas estaduais e federais e podem eliminar a burocracia em gastos públicos em ações de respostas ao desastre. No caso do governo federal, por exemplo, há uma verba exclusiva para esses municípios para uma resposta imediata à tragédia. Os critérios para reconhecimento da situação emergência ou estado de calamidade pública estão em instrução normativa federal de 2012, que prevê a classificação do desastre conforme a capacidade de resposta do ente (Estado ou município) e a quantidade de pessoas afetadas.
Municípios em emergência por Estado
Paraíba – 197
Rio Grande do Norte – 153
Pernambuco – 124
Piauí – 124
Ceará – 111
Bahia – 69
Minas Gerais – 62
Alagoas – 40
Rio Grande do Sul – 35
Sergipe – 19
Maranhão – 16
Acre – 9
Mato Grosso – 9
Espírito Santo – 8
Santa Catarina – 7
Amazonas – 7
Paraná – 5
Tocantins – 2
Rio de Janeiro – 1
Mato Grosso do Sul – 1
Total – 999

MENOS UM: Policiais da Malha da Lei, prendem acusado de praticar assalto a Farmácia em São José do Belmonte

Policiais Militares do Malhas da Lei do 14º BPM, em diligências na Serra do Coco – zona rual de São José do Belmonte, para tentar identificar e capturar o autor de um assalto ocorrido naquela cidade, no dia 24/12/16 na farmácia São José, na localidade prenderam o imputado Gleyson Felipe Lima de Melo, 27 anos, com o revólver calibre 38 n°1280082, uma moto Honda CG placa KHD3625, utilizados para prática do assalto; um relógio technos dourado, um celular Samsung e a quantia de R$ 600,00 todos produtos de roubo. Também foi encontrada uma placa de moto alterada pelo imputado. Na ocasião Gleyson Felipe confessou a prática do referido roubo, bem como de outros na cidade de Serra Talhada. Conste-se ainda que o imputado cumpri pena em regime aberto (condicional) pelo mesmo crime. O elemento e o material foram apresentados na DP.
(Silva Lima)

Fim da Seca 2017 chegará com muita chuva, principalmente em janeiro, fevereiro e março, preveem meteorologistas

As previsões da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) apontam que haverá uma melhora significativa nos índices de chuva para o primeiro trimestre de 2017.
Muito embora janeiro já traga um volume superior de água, é no final de fevereiro e começo de março que a pluviosidade deve alcançar valores verdadeiramente positivos. A expectativa é de que chova entre300 e 400 mm na área litorânea e entre 500 e 600 mm no semiárido.
As previsões da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) apontam que haverá uma melhora significativa nos índices de chuva para o primeiro trimestre de 2017
 
Esta é uma excelente notícia quando se leva em consideração que o ano de 2016 foi aquele em que registrou-se uma das maiores secas em pelo menos dez anos, principalmente no período de julho. Isso aconteceu por conta dos fenômenos conhecidos como El Niño, geralmente responsável por causar seca na região Nordeste do País, e La Niña, que, ao contrário do que se imagina, nem sempre traz chuvas. O primeiro desses fenômenos foi identificado como o mais forte do século.
Segundo o meteorologista da Aesa, Flaviano Fernandes, como o Oceano Atlântico Sul vem sofrendo um processo de aquecimento e o Atlântico Norte resfriando-se, é esperado que hajam chuvas próximas da normalidade. "Ou seja, as chuvas podem ficar dentro da climatologia da região, tanto do Semiárido, quanto no Litoral", afirma. Ele explica que as chuvas dessas regiões são naturalmente mal distribuídas e que, em algumas áreas, pode haver uma maior intensidade de água.
 
Em comparação ao ano passado, Fernandes esclarece que as chuvas devem ser bem características, igualando-se, mas com uma diferença importante: "O mês de janeiro deve ser mais seco que o do ano passado", explica, acrescentando que a sensação térmica para este primeiro trimestre também deve ser alta. Quanto ao resto do ano, o meteorologista pontua que a partir de abril as chuvas serão mais intensas, trazendo benefícios para os setores da agricultura e da pecuária.
''Discussão ?" As informações de perspectiva climática para 2017 foram divulgadas em uma reunião realizada na Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), na última terça-feira (20).
O encontro também contou com a presença de representantes dos produtores agropecuários e dos trabalhadores da agricultura, além do presidente da associação, Murilo Paraíso.
 
"Estamos todos preocupados com a crise hídrica e a Aesa trouxe aqui um representante falando sobre as perspectivas de chuva, animando o pessoal", disse o responsável pela Asplan ?" A União ? Matéria de Lucas Campos.
Portal Carlos Magno

Sobe para 7 os mortos com ônibus de turismo que saiu de Arcoverde para São Paulo

O acidente foi no km 749 da BR 116, no município de Poções, Sudoeste da Bahia.
Mais uma pessoa morreu, vítima do capotamento de um ônibus que saiu de Pernambuco em direção a São Paulo. Com isso, aumentou para sete o número de mortos. De acordo com a Polícia Rodoviária, o motorista teve ferimentos leves e a documentação dele e do coletivo estão em dia, mas ainda não sabe se a empresa Cida Turismo tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres(ANTT) para esse tipo de viagem. As informações são do Agora Bahia.
Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados, mas duas crianças estão entre os sete que morreram. O motorista foi identificado como Alan Silva Santos, de 28 anos, que não explicou como saiu da pista quando subia uma ladeira na estrada e caiu de uma ribanceira de 20 metros.
O acidente foi no km 749 da BR 116, no município de Poções, Sudoeste do estado. Os corpos dos mortos foram levados por rabecões do Instituto Médico Lega para o Departamento de Polícia Técnica de Vitória da Conquista.
O ônibus conduzia passageiros que saíram da cidade de Arcoverde, em Pernambuco e iam para São Paulo, quando capotou na estrada. A Polícia Rodoviária Federal(PRF) está no local com várias equipes para identificar as causas do acidente e também as vítimas. Ainda não há confirmação sobre as circunstâncias do acidente.
A Polícia Técnica de Vitória da Conquista também está no local para a remoção dos corpos e para a perícia. Um policial rodoviário disse ao #AgoraNaBahia que ainda não tinha localizado a documentação do ônibus para confirmar se o veículo era autorizado para fazer esse tipo de transporte.

Ônibus de turismo que saiu de Arcoverde (PE) com destino a São Paulo capota e deixa mortos na Bahia

Seis pessoas morreram em um acidente envolvendo um ônibus na BR-116, trecho de Poções, no sudoeste da Bahia, no início da manhã desta quinta-feira (29). As informações foram confirmadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pelo Corpo de Bombeiros. A ViaBahia, concessionária que administra o trecho da rodovia onde o acidente ocorreu, informou que uma criança e cinco adultos estão entre os mortos. Onze feridos foram socorridos por equipes de resgate dos bombeiros e Samu para hospitais da região. As vítimas em estado mais grave foram levadas para o Hospital de Base de Vitória da Conquista.
As demais foram encaminhadas para a UPA e para o Hospital São Lucas, ambos em Poções. Não há informações sobre o estado de saúde deles. De acordo com a PRF, 50 pessoas estavam no ônibus, sendo que 48 passageiros e dois motoristas. A maioria dos passageiros teve lesões leves ou não teve ferimentos e não precisou de atendimento em uma unidade médica, informou a polícia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o ônibus saiu da cidade de Arco Verde (PE) com destino a São Paulo, capital. A PRF informou que as apurações iniciais são de que o ônibus saiu da pista e capotou em uma ribanceira às margens da rodovia, na altura do KM 748,9. Ainda não há detalhes do que provocou o acidente. Por volta das 12h, equipes da PRF e do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista ainda estavam no local do acidente para fazer a remoção dos corpos. A PRF informou que o ônibus deve ser retirado do local do acidente ainda nesta quinta-feira.
Com informações do G1