Mostrando postagens de Junho 24, 2016Mostrar tudo

Muitos acidentes automobilísticos foram registrados nas últimas 24h na região

Muitos acidentes foram registrados na região entre a noite desta quinta (véspera de São João) e manhã desta sexta. Até a manhã desta sexta foram registradas 13 ocorrências de pessoas acidentadas que deram entrada no hospital Emília Câmara vítimas de acidentes nas estradas. 
 
Na manhã desta sexta, também na PE-292, nas proximidades da entrada da Ingazeira, outro acidente vitimou José Caetano dos Santos, 58 anos. As informações são de que ele seguia sentido Afogados em uma motocicleta quando um carro colidiu na traseira de sua moto, arremessando-o longe, tendo morte instantânea.
Um jovem de apenas 18 anos sofreu um grave acidente na PE-292 na noite desa quinta nas imediações da Gangorra, zona rural de Afogados, e teve fratura exposta na altura do joelho. Ele foi socorrido ao HR e depois transferido para Caruaru.
Na tarde desta sexta, faleceu o guarda do Banco do Brasil de Afogados da Ingazeira, Benone, vítima de acidente registrado na estrada da Ingazeira. Ainda não se tem muitos detalhes do acidente. Há poucos dias faleceu em São José do Egito outro guarda (Falcão) que trabalhou durante vários anos na agência de Afogados da Ingazeira.
Escrito por Afogados Online

Obama quer obrigar igrejas a pagarem por abortos

Plano obrigatório de saúde é contestado por grupos religiosos
Na terça-feira, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos confirmou que as igrejas na Califórnia terão de pagar por abortos eletivos. O órgão federal abriu uma investigação depois que igrejas evangélicas entraram com uma ação em outubro passado, tentando mudar essa lei. Elas alegam que a legislação americana garante seus “direitos de consciência”.
Em 2014, o Departamento de Saúde reclassificou o aborto, passando a considerá-lo um “cuidado básico de saúde”, seguindo o plano nacional do governo Obama de exigir que todos os planos de seguro cubram abortos cirúrgicos.
As organizações religiosas também são obrigadas a oferecer seguro médico a seus funcionários. Portanto, ela e seu afiliados – como escolas, orfanatos, asilos e clínicas – na prática estão ajudando a custear procedimentos de interrupção de gravidez.
O deputado Chris Smith, um dos líderes da frente Pró-Vida da Califórnia, acusou o governo de impor “flagrante desrespeito ao Estado de Direito”. Para ele, “Esta decisão só confirma a falta de limites da ideologia radical pró-aborto de Obama, que força até mesmo comunidades de fé que têm convicções pró-vida a participardo programa federal”.
A ONG Aliança pela Defesa da Liberdade, lideradas por cristãos, afirmou que vai recorrer a um tribunal federal para revisar o veredito. O processo foi aberto em nome das Igrejas Foothill, Calvary Chapel de Chino e The Shepherd of the Hills.
Em 2012, a Arquidiocese de Nova York entrou com um processo parecido, alegando que as instituições religiosas não poderiam ser obrigadas a pagar por abortos, o que seria uma intolerável intromissão do governo sobre a liberdade religiosa. Acabou perdendo.
Banheiros transgêneros e trocas de sexo
O Departamento de Saúde e Serviços Humanos tem exigido que todos os fornecedores de serviços que recebem financiamento federal ofereçam o custeio de “transição de gênero”, sob pena de interrupção da ajuda governamental. Além disso, podem ser encaminhadas ao Departamento de Justiça e processadas.
Durante uma cerimônia recente na Casa Branca, Obama defendeu a obrigação das escolas do país a disponibilizar banheiros e vestiários para “transexuais”. Agora existe um condicionamento federal para o cumprimento desta norma. Ou seja, se não criar esses tipos de banheiro, as instituições de educação perderiam repasses de verbas. Com informações de Breitbart

Estado Islâmico ''queima 19 meninas vivas'' após se recusarem a fazer sexo com Jihadistas

O Estado Islâmico (EI) fez novas vítimas com suas execuções brutais em frente a centenas de pessoas no Iraque. Desta vez, o alvo da ação foram 19 meninas da minoria yazidi que se recusaram a ter relações sexuais com os militantes do grupo enquanto eram escravas sexuais. Elas foram presas em gaiolas de ferro e, em seguida, queimadas até a morte em praça pública na cidade de Mossul.
A história foi confirmada pela imprensa local, testemunhas e ativistas. Este é mais uma ação de violência contra as meninas da etnia yazidi, cuja região foi tomada pelos jihadistas. Estima-se que 3 mil meninas tenham se tornado escravas sexuais e 40 mil pessoas tenham fugido desde então.
— Ninguém podia fazer nada para salvá-las da punição brutal — disse uma testemunha.
A ONG Human Rights Watch classifica os assassinatos em massa dos yazidis que permaneceram presos no Monte Sinjar como um genocídio.
“Os abusos contra as mulheres e meninas yazidi documentadas pela Human Rights Watch, incluindo a prática de sequestrar mulheres e crianças e convertê-las forçadamente ao Islã ou obrigá-las a se casar com membros do EI, podem ser parte do genocídio contra os yazidis”, afirmou a organização em um relatório.
A maioria da população yazidi, etnia secular que tem cerca de um milhão de pessoas, permanece deslocada em campos no Curdistão.
Fonte: O Globo

Pen drives podem ajudar a elucidar morte de homem forte na campanha de Eduardo Campos

No quarto onde o empresário Paulo César de Barros Morato, 48 anos, foi encontrado morto ontem (22), em um motel de Olinda (PE), foram recolhidos sete pen drives (dispositivos portáveis para armazenar dados) e três celulares que podem conter provas de transações investigadas pela Operação Turbulência, deflagrada pela Polícia Federal (PF) na terça-feira (21).
Morato era considerado foragido pela Polícia Federal. Ele tinha um pedido de prisão preventiva em aberto por causa da Operação Turbulência, deflagrada terça-feira (21). A PF investiga uma suposta rede criminosa de lavagem de dinheiro formada por pelo menos 18 pessoas físicas e jurídicas, a maior parte empresas de pequeno porte e de fachada. Elas teriam movimentado mais de R$ 600 milhões desde 2010. A suspeita é que a organização teria atuado no financiamento das campanhas eleitorais do ex-governador de Pernambuco e ex-candidato à Presidência da República Eduardo Campos.
Paulo César Morato era apontado com um dos testas de ferro do grupo. De acordo com as investigações, o empresário se apresentava como dono da empresa Câmara e Vasconcelos Locações e Terraplenagem, que, segundo a PF, era de fachada. A organização foi uma das compradoras do avião usado por Eduardo Campos na campanha presidencial. O avião caiu em Santos matando Eduardo Campos e outras pessoas. No mesmo ano da compra da aeronave, em 2014, a empresa recebeu quase R$ 19 milhões de contrutora OAS por serviços de locação e terraplenagem que teriam sido realizados nas obras de transposição do Rio São Francisco.

Justiça suspende festa de São Pedro de Itapetim orçada em R$ 165 mil

A Justiça suspendeu a festa de São Pedro em Itapetim, no Sertão pernambucano. O Ministério Público do estado ajuizou com uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o prefeito Arquimedes Machado. De acordo com a assessoria do MPPE, o evento que ocorreria de 23 a 28 de junho está orçado em R$ 165 mil, mas o município ainda está em atraso com o pagamento do 13º salário de 2015.
O G1 entrou em contato com a prefeitura de Itapetim por telefone, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também tentou comunicação via e-mail, mas não obteve resposta da solicitação até a publicação desta matéria.
A liminar concedida pela Justiça “suspende qualquer repasse de recursos financeiros do município para realização de eventos festivos”. Caso a prefeitura descumpra a determinação, estará sujeita a multa de R$ 15 mil por dia.
A promotora de Justiça Lorena de Medeiros Santos disse por meio da assessoria que a análise do contrato da festa de São Pedro – disponível no Portal da Transparência – indica que o município custerá o evento, orçado em R$ 165 mil, com recursos próprios.
A assessoria informou o evento poderá ser realizado se o prefeito compravar quer pagou os salários a todos os servidores ou que a organização para os fesetjos não traga custos ao município.
Para o MPPE, a realização da festa – com a folha do 13º salário de 2015 em atraso – descumpre um decreto instituído em outubro do ano passado, assinado por Arquimedes Machado, que trata da “suspensão de todo e qualquer evento que importe em realização de despesas para o Erário Municipal”.
Fonte:G1

Polícia Federal faz buscas na sede do PT em São Paulo

A Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão como parte da Operação Custo Brasil desde as 6h desta quinta-feira (23) na sede do Partido dos Trabalhadores (PT), na capital paulista. Por volta das 8h30, a equipe de policiais continuava no interior do prédio, na Rua Silveira Martins, região central.
Oito homens armados do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal fazem a segurança na parte de fora da sede do PT, auxiliados por policiais militares. A Rua Silveira Martins está interditada para o trânsito de veículos.
A assessoria de imprensa da PF em São Paulo informou que as informações sobre a operação serão fornecidas aos jornalistas apenas às 11h, em coletiva na sua sede na capital. A Custo Brasil é um desdobramento da Operação Lava Jato. As ações são feitas de forma conjunta com o Ministério Público Federal e a Receita Federal.

Após prisão do marido, Gleisi Hoffman não aparece no Senado

A prisão do ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo na manhã desta quinta-feira (23) atingiu o núcleo de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff na Comissão Processante do Impeachment do Senado.
Em fase de oitiva de testemunhas de defesa, a comissão abriu a sessão desta quinta-feira sem a presença da senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), esposa de Paulo Bernardo e integrante da linha de frente da defesa de Dilma na comissão, ao lado de Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Lindbergh Farias (PT-RJ).
"Hoje a senadora não vem, ela está em casa com os filhos", confirmou Lindbergh. "Mas com certeza estará aqui amanhã, estará aqui na próxima semana e vai continuar participando da comissão da mesma forma", acrescentou ele.

Golpe do "veja quem visitou o seu perfil" chega ao WhatsApp

"Saiba quem xeretou o seu perfil". Abordagens semelhantes a essas são usadas em inúmeras tentativas de golpe e fraude digital para roubar dados do usuário. Em geral, elas prometem à vítima um recurso que permite saber quem acessou seu perfil do Facebook, e surgem como extensão maliciosa da rede social. Essa mesma estratégia está sendo usada agora também no WhatsApp, segundo a Kaspersky Lab.
De acordo com os especialistas da Kaspersky, a mensagem chega geralmente de algum contato do usuário que já foi infectado. Ela contém uma mensagem como "Sabe quem xeretou seu perfil? Kkkkkk", seguida de um link. Ao acessar o link, a vítima é direcionada a um site que oferece o suposto recurso em troca do compartilhamento do link com dez amigos ou três grupos.
Caso a vítima siga as orientações, ela é depois direcionada para uma série de sites de propaganda - nenhum dos quais traz o recurso prometido. Se ela cadastrar seu número em qualquer um deles, ela será cobrada pelo serviço na próxima fatura do celular, e é aí que os criminosos ganham dinheiro. Segundo Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky, uma busca em sites de reclamações de consumidores revela que uma grande quantidade de pessoas já foram enganadas.

Sócio de ex governador de PE envolvido em corrupção teria feito delação premiada que desencadeou Operação Turbulência

Sócio de ex governador de PE envolvido em corrupção teria feito delação premiada que desencadeou Operação Turbulência
Apontado como chefe do esquema que operava a “Lavagem” dos recursos que irrigaram campanhas do PSB e de partidos aliados, em Pernambuco e outros Estado, o ex-presidente da Copergás e sócio do ex-governador Eduardo Campos, Aldo Guedes, teria feito a delação premiada que possibilitou a prisão dos empresários e demais operadores do mesmo esquema João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, Eduardo Freire Bezerra Leite (Ventola), Apolo Santana Vieira e Arthur Lapa Rosal, pela Operação Turbulência, que desbaratou a negociata que viabilizou a compra, por meio de “laranjas”, do jatinho utilizado na campanha presidencial de Eduardo Campos e Marina Silva.
Segundo informações do Jornal do Comércio, a Polícia Federal, em coletiva concedida há pouco em sua sede situada no Cais do Apolo, há poucos metro de onde despacha o atual prefeito Geraldo Júlio, do PSB, o esquema movimentou, desde 2010, cerca de R$ 600 milhões em propinas pagas a políticos oriundas de recursos desviados de contratos de empreiteiras com a Petrobras e para as obras da Transposição do Rio São Francisco.

Foragido da Operação Turbulência pode ter se matado, diz secretário

Imagens de empresário circularam redes sociais
A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco trabalha com duas linhas principais de investigação para esclarecera morte do empresário Paulo Cesar Morato, achado em um motel de Olinda, no Grande Recife, na noite de quarta-feira (22): suicídio ou óbito por causa natural. As informações foram repassadas na manhã desta quinta-feira (23), durante entrevista coletiva, na sede da secretaria, na região central do Recife.
Morato era considerado foragido pela Polícia Federal, que investiga a sua participação em um esquema depagamento de propina e lavagem de dinheiro que pode ter movimentado R$ 600 milhões. Ele era um dos alvos da Operação Turbulência, deflagrada na terça-feira (21), em Pernambuco e em Goiás, que prendeu quatro empresários no Recife e apurou também a ligação entre a compra do avião do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) e empresas de fachada.
Ao falar sobre a morte de Morato, o secretário em exercício de Defesa Social, Alexandre Lucena, no entanto, não descartou outras possibilidades. “Uma pessoa corpulenta, de 48 anos, gordo. Ele já tinha tentado suícidio, tomava remédios. Então, a morte pode ter sido natural ou suícidio. Ele deve ter passado mal quando chegou. Essas são as duas principais linhas de investigação, mas não descartamos a possibilidade de homicídio”, afirmou o secretário.
Também participaram da entrevista o chefe da Polícia Civil, Antônio Barros, e a gerente-geral da Polícia Científica, Sandra Santos.
De acordo com o secretário em exercício, no dia da morte de Morato, os policiais apreenderam o carro da vítima. Nele, encontraram uma caixa com vários objetos, entre eles sete pen drives, três celulares, óculos e relógios de grife e remédios, além de documentos, cartões, cheques em branco e 53 envelopes de depósito bancário vazios.
Segundo Alexandre Lucena, os medicamentos encontrados com Morato são usados para doenças como hipertensão e diabetes. “Não são para quem quer se suicidar. A gente não pode trabalhar com conspiração, mas com dados. Queria dar a coletiva com o resultado da perícia. As pessoas especulam muito”, declarou, ressaltando que ainda não saíram resultados periciais.
Imagem de empresário morto vazada: a imagem do empresário sem vida correram as redes sociais esta manhã. No corpo não há marcas de tiros, o que sugere morte por ingestão de alguma substância ou fruto das doenças da vítima.