Mostrando postagens de Agosto 17, 2016Mostrar tudo

LBV leva esperança a municípios de Pernambuco

A Legião da Boa Vontade (LBV) promove a edição 2016 da campanha Diga Sim!, uma importante iniciativa de mobilização social. A ação emergencial visa entregar alimentos a famílias que vivem em extrema pobreza e sofrem com a seca ou enchentes em dezenas de municípios brasileiros.
São beneficiadas com cestas de alimentos mais de dez mil famílias que enfrentam a estiagem nas regiões Nordeste (Ceará, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte), Norte (Acre, Amapá e Rondônia). Cada cesta contém itens básicos e de acordo com os costumes de cada região.
Em Pernambuco, as famílias contempladas serão as que residem na zona rural de Arcoverde, Buíque, Venturosa e Poção, municípios que integram o Sertão do Moxotó. De 23 a 25 de agosto, a Instituição faz a entrega das cestas de alimentos às famílias dessas localidades.
Além de todo o trabalho transformador que a Legião da Boa Vontade realiza diariamente em suas escolas, lares para idosos e centros comunitários, ela mobiliza mais uma vez a sociedade nessa ação solidária em favor de tantas famílias que sofrem com extremos climáticos. Assim, juntos contribuiremos para reduzir os problemas sociais e levar a campo também a Solidariedade, o Amor Fraterno e a esperança para essas populações.
Faça sua Doação:
Para fazer doações, acesse www.lbv.org/doe, pelo 0800 055 50 99 ou visite pessoalmente a unidade da Instituição na cidade do Recife localizada à Rua dos Coelhos, 219 – Bairro Coelhos, próximo ao Cais José Mariano.

Mais dois casos de microcefalia confirmados em uma semana em Pernambuco

Mais dois casos de microcefalia foram confirmados na última semana pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). O número de bebês comprovadamente afetados pela mal formação subiu para 378 em Pernambuco. O balanço, que compreende o período de 1º de agosto de 2015 a 13 de agosto de 2016, foi apresentado na manhã desta terça-feira. Neste mesmo período, dezessete novos casos foram notificados, aumentando para 2.102 o número de bebês com suspeita do mal, com 1.337 casos descartados e 308 em investigação.
Setenta e nove mortes estão em investigação, de um total de 85 óbitos notificados, sendo 42 natimortos, 42 neomortos (óbito logo após o nascimento) e um ignorado. Quatro dos mortos foram confirmados com microcefalia sugestiva de estar relacionada à infecção por zika vírus e dois foram descartados. De acordo com a SES, nenhum dos casos teve microcefalia como causa básica de morte.
Do total de 378 casos confirmados, 181 tiveram resultado laboratorial positivo para zika. Outros 154 deram negativos e sete inconclusivos, totalizando 342, de acordo com o Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães/Fiocruz e o Instituto Evandro
Chagas.
De dois de dezembro de 2015 até 13 de agosto de 2016, das 4.445 gestantes com exantema, trinta receberam confirmação de microcefalia intra-útero. A SES enfatiza que o exantema não significa, necessariamente suspeita de dengue, chikungunya ou zika, já que outros fatores podemter ocasionado as manchas vermelhas (rubéola, intoxicação, alergia ou alguma outra virose) e que também não é indicativo que a mulher terá um bebê com microcefalia.
Do Diário de Pernambuco

Em uma semana, mais 10 mortes por chikungunya são confirmadas em PE

Em uma semana, foram confirmadas mais dez mortes por chikungunya em Pernambuco. Segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta terça (16), o estado já conta com 46 óbitos cujos resultados laboratoriais tiveram resultados positivos para a doença. Ao todo, foram 79 mortes por doenças transmitidas pelo Aedes aegypti confirmadas este ano.
A capital pernambucana concentra o maior número de mortes por chikungunya em Pernambuco. Entre os dias 3 de janeiro e 13 de agosto, foram contabilizados 17 óbitos somente no Recife. As outras mortes foram registradas nos municípios deAbreu e Lima, Afogados da Ingazeira,Bezerros, Bom Conselho, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Escada, Goiana, Igarassu,Jaboatão dos Guararapes, João Alfredo, Limoeiro, Nazaré da Mata, Olinda, Paulista, São Caetano, Timbaúba,Toritama e Vitória de Santo Antão.
Foram registradas mais duas mortes por dengue em relação aos dados divulgados na última semana. Com o acréscimo, o número de óbitos por dengue subiu para 24, contabilizados entre os dias 3 de janeiro e 13 de agosto de 2016. Os casos foram registrados em Caruaru, Casinhas, Goiana, Jaboatão dos Guararapes, João Alfredo, Olinda, Paulista, Recife, São Lourenço da Mata e Timbaúba.
A SES também informou que outras três mortes registradas pela pasta tiveram diagnóstico positivo para ambas as doenças, totalizando nove óbitos causados por dengue e chikungunya. No mesmo período do ano passado, eram apenas 20 os casos de óbitos cujo resultado laboratorial foi positivo para dengue. Não houve registros para chikungunya.
Ao todo, já foram confirmados 20.677 casos de chikungunya no estado. Para a mesma doença, foram contabilizados 50.305 casos suspeitos, de janeiro até o último sábado (13). No caso da dengue, foram 96.293 notificações e 25.433 confirmações da doença. A SES ainda emitiu, no mesmo período, 10.809 notificações e 147 confirmações de casos de zika em Pernambuco.
Microcefalia
Foram confirmados 378 casos de microcefalia desde 1º de agosto de 2015 até o último sábado (13). Outros 308 casos estão em investigação e 1.337 tiveram a malformação descartada durante exames. No mesmo período, a Secretaria também notificou 85 óbitos – seis a mais do que a semana anterior. Dentre esses casos, 79 permanecem em investigação e outros quatro foram confirmados com microcefalia ligada ao vírus da zika. Ainda assim, a pasta esclarece que nenhum dos casos teve a malformação como causa básica da morte.
Desde o dia 2 de dezembro de 2015 até o dia 13 de agosto, a pasta também contabilizou 4.445 gestantes com exantemas pelo corpo e fez 30 confirmações de microcefalia intra-útero. Apesar das manchas no corpo serem um dos sintomas das arboviroses, a SES esclarece que a notificação recebida pelas gestantes não significa, necessariamente, casos suspeitos de dengue, zika ou chikungunya.
Do G1

Compesa divulga lista de candidatos aprovados no concurso público

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) divulgou, nesta quarta-feira (17), o resultado do concurso público para o preenchimento de 65 vagas. A lista dos candidatos aprovados está disponível no siteda comissão organizadora, a Fundação Getúlio Vargas (FGV),e no portal da Compesa. Foram disponibilizados 24 cargos para o nível superior e 41 para o nível médio.
As vagas foram disponibilizadas para diversos municípios do Estado. As primeiras contratações podem ser realizadas ainda este ano. O prazo de vigência do concurso é de um ano, sendo prorrogável por igual período.
Os empregos são regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Além da remuneração, os empregados da companhia são contemplados com política que prevê progressões salarias por mérito e por antiguidade, bem como participação nos resultados.
Eles recebem atualmente os benefícios de plano de saúde e plano odontológico (empregado e dependentes), previdência privada, vale-alimentação e auxílio-educação.
A seleção
Mais de 11 mil pessoas se cadastraram no concurso público. Para analista de gestão/biólogo, a concorrência chegou a 764 candidatos para uma única vaga. Já Analista de Gestão/Médico do Trabalho registrou a menor disputa do certame, 15 candidatos por vaga. Os salários oferecidos pela instituição variam de R$ 1.844,51 a R$ 7.480,00.
Com 2.399 candidatos, o cargo de analista de gestão/advocacia recebeu o maior número de inscritos do concurso. Eles disputaram quatro vagas em todo estado. Os cargos mais procurados foram: técnico em segurança do trabalho (1.483 inscritos para quatro vagas) e saneamento (1.024 inscritos para 23 vagas). Ao todo, a Compesa recebeu 11.132 inscrições validadas.As provas foram realizadas no dia 17 de julho. (G1)

Rio 2016: Robson bate francês e conquista título histórico no boxe

Quando criança, Robson Conceição não tinha sonhos muito grandes. Invocado, queria ser que nem o tio, famoso por brigar na rua. Virou o “Terror” de Boa Vista de São Caetano, bairro humilde onde nasceu, em Salvador. Ao descobrir a nobre arte do boxe, porém, viu que brigar não estava com nada. Trocou os socos nas ruas pelos ringues e viu que poderia sonhar mais alto. Para alcançar seus sonhos, ralou muito. Conciliou trabalho, estudos e o boxe. Foi feirante, vendeu picolé na praia, foi ajudante de pedreiro… Sonhou tão alto que alcançou. Nesta terça-feira, ao derrotar o francês Sofiane Oumiha por decisão unânime, com 3 a 0 (30-27, 29-28 e 29-28), virou campeão olímpico. Colocou seu nome na história do boxe brasileiro ao conquistar a primeira medalha de ouro da modalidade em Jogos Olímpicos. Hoje, é o orgulho de Boa Vista. Orgulho de Salvador. Orgulho da Bahia. Orgulho do Brasil.
Para alcançar o maior resultado do país na nobre arte em Olimpíadas, Robson esbanjou serenidade. Convenhamos, não deve ser fácil disputar uma competição deste porte. Imagine uma final olímpica. Mas este baiano, cada vez que entrava no ringue, impressionava pela serenidade. O ringue, na verdade, virou o quintal de sua casa, como o que utilizou para aprender os primeiros socos com seu primo, ainda na infância.

Atleta francês compara torcida brasileira a Alemanha de Hitler

Nem as mais otimistas das apostas poderiam prever o que aconteceu ontem no Engenhão durante a final da competição do salto com vara masculino. As Olimpíadas do Rio de Janeiro realmente vieram para abalar as estruturas.
Favorito ao ouro nesta modalidade, o francês Renaud Lavillenie, campeão olímpico em 2012, foi surpreendido pelo brasuca Thiago Braz da Silva, que ganhou a competição e deixou Lavillenie com a prata.
A derrota, e a forma como ela aconteceu, irritaram o francês, que saiu reclamando das vaias da torcida e comparou o público do Engenhão aos alemães nazistas que vaiaram Jesse Owens, um negro americano, na Olimpíada de 1936, em Berlim.
“Não houve fair play (jogo justo) por parte do público. Isso é para futebol, não para o atletismo. Em 1936, o público estava contra Jesse Owens. Não víamos isso desde então. Preciso lidar com isso. Para as Olimpíadas, não é uma boa imagem. Não fiz nada para os brasileiros”, declarou ele logo após o salto.
A declaração pegou mal. No momento em que o ouro ficou entre Lavillenie e Thiago, a torcida vaiou e desconcentrou o francês, que se irritou com a situação. Ele mesmo, porém, admitiu que não cabia uma comparação com o nazismo. “Eu acho que cometi um erro. Foram minhas primeiras palavras e eu não me dei conta, não queria comparar a isso. Foi só sentimento que eu tive. Na minha vida toda eu nunca tive um sentimento como esse. Foi provavelmente porque estava muito irritado. Como eu disse antes, quando você treina muito forte para a competição da sua vida e tem uma torcida como essa, não é fácil”, disse Lavillenie, mantendo o tom contra o público. (Catraca Livre)

ONU pede ao Brasil que não reduza maioridade penal para 16 anos

A ONU pediu nesta quarta-feira ao Congresso do Brasil que rejeite a proposta de reforma constitucional para reduzir a maioridade penal para 16 anos, frente aos 18 atuais, pois isso representa um atentado contra os direitos de crianças e adolescentes.
"A prisão está intrinsecamente ligada a maus-tratos de crianças, que estão em maior risco de sofrer violência, abusos e atos de tortura quando privadas de liberdade", alertou o relator especial da ONU sobre tortura e outras formas de punição e tratamento cruel, desumano e degradante, Juan Méndez, sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) do Senado.
Méndez advertiu que a redução da maioridade penal para o Brasil, uma medida que seria aplicada para crimes graves, representaria a violação das obrigações do país em relação à Convenção dos Direitos da Criança, mesmo que os sentenciados cumprissem suas penas em instalações separadas das dos detentos adultos.
Méndez afirmou que, caso a proposta seja aprovada, ela irá agravar a situação que já é tensa nas prisões do país, que tem problemas como superlotação e condições precárias de vida, que podem ser comparadas com tratamento cruel, desumano e degradante.
O relator, que fez uma visita de trabalho ao Brasil em 2015, opinou que muitos centros de detenção juvenis do país sofrem com o excesso de internos e carecem de programas de reabilitação, de lazer e socioeducativos.

APARECEU: Faixa presidencial foi encontrada no Palácio… só não acharam as joias

Do G1, em Brasília
A Secretaria de Imprensa da Presidência divulgou nota nesta quarta-feira (17) na qual informou que foi localizado um broche presidencial que teria sumido. Por telefone, ao G1, a assessoria do Palácio do Planalto informou que, além do broche, duas faixas presidenciais também foram encontradas.
Nesta terça, a assessoria da Presidência anunciou a instauração de uma sindicância pela Secretaria de Controle Interno para apurar o desaparecimento desses objetos.
Conforme o site da revista “Época”, em reportagem publicada nesta terça, levantamento feito no Planalto, após pedido do Tribunal de Contas da União (TCU), que apura o extravio de presentes dados aos presidentes, constatou que a faixa presidencial não estava depositada no cofre da Presidência como deveria. No último dia 12, a revista “Veja” noticiou que a faixa havia sumido.
Segundo a assessoria, o broche da faixa presidencial foi encontrado na manhã desta quarta por um funcionário do Palácio do Planalto.
“O objeto estava embaixo de um armário do Cerimonial. A Polícia Federal realiza perícia no local. A sindicância instaurada pela Secretaria de Controle Interno para apurar eventuais desaparecimento de itens do patrimônio da Presidência da República segue em curso”, informou a Secretaria de Imprensa.
Mesmo com os objetos encontrados, diz a assessoria, o processo de sindicância seguirá por 30 dias, prorrogáveis por mais 30.
A faixa
Ao tomar posse para iniciar um mandato, em 1º de janeiro, o presidente eleito se dirige ao Parlatório do Palácio do Planalto, localizado na frente do edifício e virado para a Praça dos Três Poderes, onde recebe a faixa de seu antecessor.
Com as cores verde e amarela, a faixa carrega o brasão da República. É com essa faixa que o presidente também posa para a foto oficial do mandato, e os gabinetes dos ministérios passam a ser decorados com essa foto.
Incompleta:
Falta o imponente broche de ouro 18 quilates maciço, cravejado com 21 brilhantes. No centro, há a face da mulher que simboliza a liberdade na pintura de Delacroix “A liberdade guiando o povo”.
A nova faixa foi comprada em 2007 pelo ex-presidente Lula. Na época, custou R$ 55 mil. (Veja)

A Carta: Dilma propõe plebiscito sobre eleição presidencial

A presidente afastada Dilma Rousseff divulgou há pouco uma carta à população propondo a realização de plebiscito sobre a convocação de eleições presidenciais antecipadas.
Na carta, Dilma aborda a crise política e defende que a população decida sobre a realização de um novo pleito presidencial. “A restauração plena da democracia requer que a população decida qual o melhor caminho para melhorar a governabilidade", disse, ao ler o documento, direcionado à nação e aos senadores, durante entrevista coletiva à imprensa no Palácio da Alvorada. A presidente afastada apenas leu o documento e não respondeu perguntas.
No documento, intitulado "Mensagem ao Senado e ao povo brasileiro", Dilma reafirma que não cometeu crime de responsabilidade e classifica o processo de impeachment contra ela de "golpe". Dilma diz que caso o Senado decida pelo afastamento definitivo dela da Presidência da República haverá "ruptura da ordem democrática baseada em um impeachment sem crime de responsabilidade".
Na carta, Dilma também reconhece erros cometidos durante seu governo e acena com mudanças na política econômica caso retorne à presidência.
A presidente disse ainda que o processo é injusto, pois foi "desencadeado contra uma pessoa honesta e inocente."
Dilma disse ainda que apoia a luta contra a corrupção e que ela é "inegociável".
"Não tenho contas secretas no exterior, nunca desviei um único centavo do patrimônio público e não recebi propina de ninguém", disse Dilma ao ler a carta, em referência ao deputado afastado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
A presidente afastada convocou uma coletiva de imprensa no Palácio da Alvorada para explicar os argumentos da carta, debatidos nos últimos dias com aliados. O texto que será encaminhado aos senadores aponta um dos últimos posicionamentos de Dilma antes do julgamento final do processo de impeachment.
Na semana passada, 59 senadores votaram pela aceitação do parecer que dá continuidade ao processo. Com isso, o julgamento de Dilma por crime de responsabilidade terá início no próximo dia 25, uma quinta-feira. Para barrar o impeachment, Dilma precisa do voto de, no mínimo, 28 do 81 senadores. A presidenta afastada não informou se irá ao Senado para apresentar pessoalmente sua defesa.
Acompanharam Dilma na entrevista os ex-ministros Eleonora Menicucci (Secretaria Especial de Políticas para Mulheres), Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) e Aloizio Mercadante (Educação).

Mais de 60% das barragens de Pernambuco estão em colapso

Sessenta e seis por cento dos reservatórios de Pernambuco estão em situação de colapso. Já são 14 cidades em situação de emergência, tendo o caminhão-pipa como a única fonte de abastecimento. De acordo com a Compesa, a atual frota de veículos para esta finalidade deve saltar, até dezembro deste ano, de 250 para 400. A ampliação também se refletirá nos gastos com o serviço, passando de R$ 1,7 milhão para cerca de R$ 3 milhões. A companhia alega dificuldades com verbas estaduais e federais para dar andamentos a obras de grande complexidade, a exemplo das adutoras do Moxotó e Pirangi, dentro do pacote da Adutora do Agreste. Apenas no primeiro semestre deste ano, as chuvas previstas para o Agreste ficaram cerca de 40% abaixo da média.
“Terminamos a quadra chuvosa de julho e não temos qualquer expectativa de chuva com intensidade para este ano. Por mais que os meteorologistas apontem uma luz no fim do túnel, com o fenômeno El Niño, não temos muitos recursos ao nosso alcance”, admitiu o diretor regional, Marconi Azevedo. Segundo ele, além do aumento do abastecimento alternativo, foi também reforçado o tratamento químico das cidades que extraem de reservatórios deficitários. É promessa para melhorar a condição da água de baixa qualidade, como apontam os moradores. Conforme o Estado, obras de adutoras e barragens, como a de Serro Azul, em Palmares, na Mata Sul, devem aliviar a realidade. Mas só em 2017.
Da Folha de Pernambuco

Uso de celular ao dirigir será uma infração gravíssima a partir de novembro

Do Portal do Trânsito
Dirigir com segurança exige atenção, o tempo todo. “Qualquer distração ao volante pode provocar um acidente, e os motivos para desviar a atenção são muitos, mas atualmente o campeão é o celular”, explica Celso Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal.
Segundo estudos, dirigir e falar ao celular pode aumentar em quatro vezes o risco de acidente. Entretanto, muito pior é dirigir e digitar no celular, nesse caso, o risco de acidente aumenta 23 vezes.
Quem faz uma simples chamada fica quase seis vezes mais exposto a se envolver em acidente, aponta um estudo do Departamento de Transportes dos Estados Unidos. O motivo é que se o condutor desviar a atenção e o olhar apenas para ver quem está chamando, ele perde em média 4 segundos de atenção, o que a 60 km/h pode significar percorrer aproximadamente 65 metros sem ficar atento ao trânsito.
E o risco de acidente devido ao uso do celular não está restrito ao ato de dirigir. Muitos pedestres causam acidentes ou morrem atropelados enquanto digitavam ou falavam ao aparelho.
Penalidade
Atualmente essa infração é considerada de gravidade média, mas isso vai mudar. A partir de novembro, usar o celular ao volante passará a ser considerada infração gravíssima. Com os valores atualizados, a multa será de R$ 293,47.
“Não são só os olhos que são desviados do trânsito, o pensamento, o foco, a atenção e a concentração são desviadas junto, quando o condutor responde uma mensagem, navega na internet, faz ou recebe uma ligação”, finaliza Celso Alves Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito.

Data e horários das provas de Yane Marques nas Olimpíadas do Rio

Anote na agenda:
Horário das Competições de Yane Marques nas Olimpíadas Rio 2016

QUINTA-FEIRA
10h – Esgrima

SEXTA-FEIRA
12h – Natação
15h30 – Hipismo
18h – Corrida e Tiro

(Mais Pajeú)

Encerramento da Festa de Nossa Senhora dos Remédios em Jabitacá

Terminou na tarde/noite desta última segunda (15) o encerramento de mais uma edição da Festa de Nossa Senhora dos Remédios em Jabitacá, distrito de Iguaraci. Foi a 113ª edição da festa em honra a Senhora dos Remédios daquele distrito. Durante 9 noites pessoas de diversas localidades prestigiaram a festa e acompanharam as celebrações que foram presididas por diversos padres da diocese.

A missa de encerramento foi presidida pelo vigário geral da diocese, Monsenhor João Carlos Acioly. Em sua homilia, o Monsenhor destacou a importância de estarem todos naquele momento louvando ao Senhor a partir de uma Figura importante na vida Dele que é Maria. O Monsenhor ainda ressaltou que a comunidade de Jabitacá é feliz porque celebra a Assunção de Nossa Senhora e o que faz Dela a solenidade é a participação do povo de Deus. “Aqui nós podemos testemunhar este povo aqui em praça pública ao lado de nossa igreja de Nossa Senhora da Conceição participando piedosamente deste momento festivo”, disse.
O vigário geral parabenizou o Pe. Erinaldo e a comissão da festa pela escolha do local para se realizar a missa de encerramento deste ano em que foram utilizados o palco montado ao lado da igreja e o som usado durante as atrações musicais.
Escrito por Afogados Online

Planalto vai apurar sumiço da faixa presidencial

A Secretaria de Administração da Presidência da República instaurou processo de sindicância para identificar e punir os responsáveis pelo desaparecimento da faixa presidencial e de presentes recebidos pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela presidente afastada Dilma Rousseff, que não se encontram no acervo do Palácio do Planalto.
Levantamento feito no Planalto, após o pedido do Tribunal de Contas da União (TCU), que apura o extravio dos presentes, constatou que a faixa presidencial não está depositada no cofre da Presidência como deveria. O sumiço foi revelado pela revista Veja no fim de semana. Segundo informações extraoficiais que chegaram ao governo, a faixa também não está no Palácio da Alvorada.
A nova faixa, comprada em 2007 por R$ 55 mil, foi usada por Lula pela primeira vez nas comemorações do Dia da Independência, em 2008.
No fim de semana, nota da assessoria de Dilma afirmou que serão avaliadas “medidas legais cabíveis” contra quem cabe a guarda da faixa, que é o Planalto.

Se depender do declarado ao TSE, não são poucos os candidatos “quase lisos”. Veja exemplos:

O site do TSE finalmente está processando as candidaturas às prefeituras de todo o país, alguns dias ou horas depois do registro oficial. Já é possível por exemplo, ter vários detalhes das candidaturas a prefeito e vereador, como a declaração de bens dos candidatos, que sempre chama a atenção pela clássica omissão de patrimônio dos candidatos, muitas vezes sob o manto da Justiça Eleitoral que não vê a questão como tão importante e não cruza os dados por exemplo, com receita Federal e contas bancárias.
Em Afogados da Ingazeira, o candidato que declarou ter mais bens foi Emídio Vasconcelos. Ele informou patrimônio de R$ 1.189.265,69. Dentre os bens participação no capital social da empresa Renovare Caruaru (R$ 198 mil), participação na REnovare Mossoró (R$ 75 mil), prédio comercial na Osvaldo Golveia (R$ 275 mil) e área de três hectares na Gangorra, avaliados em R$ 233 mil.
O candidato da Frente Popular José Patriota declarou patrimônio de R$ 133.906,74. Dentre os bens declarados, um veículo Nissan Frontier, avaliado em R$ 77.906,74, uma casa no Bairro Manoela Valadares avaliada por ele em R$ 40 mil e um lote no mesmo bairro avaliado em R$ 15 mil. O candidato Itamar França simplesmente não declarou nenhum bem.
Em Tabira, até agora só consta o registro da candidatura de Nicinha de Dinca (PMDB). A candidata não declarou bens. Restam os registros de Sebastião Dias e Zé de Bira.
Em Carnaíba, o candidato do PSB Anchieta Patriota declarou um patrimônio de R$ 500 mil, que incluem uma casa residencial em Carnaíba (R$ 250 mil) e seu apartamento em Recife (R$ 250 mil).
Diógenes Gomes afirmou ter patrimônio de R$ 115 mil, fruto de uma casa em Carnaíba (R$ 50 mil), um carro Peuget 95 (R$ 15 mil) e uma casa em Jaboatão (R$ 50 mil).
O candidato José Francisco Filho, Didi, declarou o menor patrimônio: R$ 78 mil. Incluiu na avaliação uma propriedade com 242 hectares, que avaliou em R$ 12 mil, a propriedade rural Bom Sussego, avaliada por ele em R$ 16 mil e 100% do capital da empresa José Francisco Filho transporte, que ele avaliou em R$ 50 mil.
No site, apenas um candidato registrado de Salgueiro: Marcelo Sá (PSB), declarou à Justiça ter patrimônio de apenas R$ 30 mil. Um corsa ano 2000 (R$ 5 mil) e um Tucson 2009 (R$ 25 mi). Cidades como Serra Talhada ainda não haviam tido até esta noite a divulgação de bens e registro informados. A Justiça Eleitoral ainda está processando os dados.

Emídio, Patriota, Itamar, Anchieta, Didi, Diógenes, Nicinha e Marcelo: você acha que eles tem o patrimônio que realmente declararam?
A se levar em conta esse patrimônio geralmente declarado, muita gente sonha com o dia em que os candidatos colocarão a esse custo a venda os bens que declaram ter. Não vai precisar nem do dou-lhe uma…
Entenda porque não há rigor: A legislação eleitoral é pouco específica em relação às regras que os candidatos devem seguir na hora de declarar seus bens. O Código Eleitoral de 1965 determinou que o registro de candidatura só poderia acontecer com a apresentação de uma declaração de bens, incluindo “a origem e as mutações patrimoniais”.
Em 1997, no entanto, a exigência foi abrandada, com a sanção da Lei Eleitoral. Ela diz textualmente que basta uma “declaração de bens, assinada pelo candidato” para que a candidatura seja considerada válida.
Apesar dessa lei não revogar de maneira explícita a exigência antiga, um acórdão publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após o julgamento de um caso que envolvia essas duas normas em 2006 decidiu que a obrigatoriedade de se listar a origem e o valor atualizado dos bens foi revogada tacitamente pela legislação mais recente.
O caso julgado envolvia a então candidata ao governo do Maranhão Roseana Sarney. Na ocasião, ela declarou à Justiça Eleitoral uma lista de 16 bens que compunham seu patrimônio, mas apenas informou o valor de um deles. Todos os outros 15 – incluindo ações e cotas de empresa, um Ford EcoSport e imóveis em Brasília Rio, São Luís e em uma ilha próxima à capital maranhense – foram registrados como valor de R$ 0.
Seus adversários na disputa eleitoral entraram com um pedido de impugnação da sua candidatura, afirmando que a lei exigia que o candidato especificasse os valores atualizados dos bens declarados. O Ministério Público Eleitoral concordou com a tese, mas o TSE não. Assim, a atual jurisprudência do tribunal entende que nenhum candidato é obrigado a atualizar os preços de seus bens. (Nill Júnior)
Confira a situação dos candidatos clicando aqui.