Mostrando postagens de Outubro 2, 2016Mostrar tudo

Resultado dos vereadores eleitos em Iguaracy

Foram eleitos Francisco de Sales com 468 votos, Fábio Torres com 436, Odete Baião com 432, Tenente com 387, Jorge Soldado com 375, Simão com 354, Neguinho de Irajaí com 312, Manoel Olímpio com 288 e Chico Torres de Jabitacá com 285.
O resultado completo você ver por aqui:
http://placar.eleicoes.uol.com.br/2016/1turno/pe/iguaraci/?cmpid=fb-uolnot

Degelo na Sibéria pode trazer de volta uma das doenças mais mortais da história

A varíola era uma doença altamente contagiosa; fatal em cerca de 30% dos casos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Muitas pessoas perderam a vida por causa dela. No entanto, a doença infecciosa foi erradicada pela humanidade graças às campanhas de vacinação bem sucedidas em todo o mundo.
O problema é que este velho mal poderia voltar, de acordo com cientistas russos, por causa do aquecimento global.
As planícies da região da Sibéria estão na maior parte do ano cobertas de gelo. Há até mesmo partes que quase nunca derretem. Este tipo de solo, comum no Ártico, é chamado de permafrost. Muitas vítimas de uma epidemia de varíola há 130 anos foram enterradas em camadas superficiais de permafrost, mas o derretimento do gelo por causa das altas temperaturas do verão no hemisfério norte (junho a setembro) poderiam expor os corpos novamente.
A Rússia já está lutando contra um surto de antraz na região.
Isso teria ocorrido logo após corpos de humanos e veados mortos serem descobertos pelo derretimento do gelo, de acordo com as suspeitas do governo local. Pelo menos 24 pessoas foram hospitalizadas com suspeita de antraz em um hospital em Salekhard, norte da Rússia.
“Em 1890, houve uma epidemia de varíola na área. Uma cidade aqui perdeu mais de 40% da sua população. Claro, eles enterraram os corpos na camada superior de gelo nas margens do rio Kolyma. Mas agora, um século mais tarde, o calor e a água estão causando a erosão do rio”, disse Boris Kershengolts, diretor da Academia de Ciências da Rússia.
Peritos do Centro de Virologia e Biotecnologia, em Novosibirsk, também estão olhando para outras doenças que o degelo tem “liberado”. Entre os restos, eles encontraram corpos com cicatrizes de varíola e fragmentos de DNA do vírus, embora nenhum deles com amostras intactas.
“Alguns poços com gado doente, por exemplo, tem apenas três metros de profundidade, com muito pouca terra acima ,”disse Mikhail Grigoriev, diretor do Centro de Estudos de Yakutia, afirmando que “bactérias do antraz, por exemplo, já estão soltas”.
Isso não parece bom.

Inventor do telefone celular revela a próxima revolução tecnológica

Marty Cooper, inventor do telefone celular, crê que a necessidade de carregar constantemente a bateria é um grande inconveniente e ele já vislumbra uma solução para o problema.
A medida, aparentemente, é simples: criar aparelhos que são carregados sem a necessidade de serem ligados na tomada.
“A necessidade de ter sempre um carregador à mão é um transtorno e acredito que será um problema cada vez maior”, afirmou o inventor em uma entrevista, antecipando todos os tipos de tecnologias móveis que, em breve, estaremos vestindo no corpo, como relógios, óculos e roupas. “Será muito incômodo ter que tirá-los o tempo todo para carregá-los. Por isso, eles têm de ser capazes de se autocarregar permanentemente”, explicou Cooper.
O pai da telefonia móvel é membro do conselho da Energous, uma empresa dedicada a transformar as ondas de rádio em energia para carregar baterias – tecnologia que permitirá que aparelhos sem fio se recarreguem constantemente, sem a necessidade de cabos.
Não é ficção científica. A Energous apenas espera a aprovação do seu transmissor em miniaturada pela Comissão Federal de Comunicação. Com ele será possível carregar aparelhos especialmente equipados com o WattUp Miniature, como é chamado o transmissor que poderá alimentar aparelhos auditivos, dispositivos médicos e outros pequenos equipamentos sem fios.
Fonte: CNN

Pernambucana vence Mini Miss Universo no Peru: ‘Realizei um sonho’

A pernambucana Letícia Gabrielle venceu o Mini Miss Universo realizado no Peru na sexta-feira (30). A garota de 8 anos ganhou o direito de representar o país, após vencer o Mini Miss Brasil em 2015. A grande campeã, que mora em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, superou concorrentes de 29 países.
Cheia de carisma e também bastante emocionada, a Letícia Gabrielle diz ter realizado um sonho. “A minha emoção foi muito grande de estar lá representando o Brasil de pessoas tão belas, tão lindas. Apesar de estar no meio de tantas meninas bonitas, de países bonitos, Deus me abençoou e realizei um sonho de ser a nova Miss Universo”, disse
Orgulhosa, a mãe da menina, Érika Letícia, não escondeu a emoção por mais essa conquista da filha. “Foi muito emocionante porque tinha que ter um conjunto, como cultura, profissão, beleza e simpatia, e a gente trabalhou muito isso, para atingirmos todo esse conjunto de requisitos. As meninas do concurso vieram de várias partes da Europa e América do Sul, mas graças a Deus nós conseguimos”, destacou.
Em meio a emoção pelo desempenho de Letícia, Érika explicou que alguns detalhes foram cruciais para a menina ser a grande campeã. “Tivemos um carinho muito especial em ver e produzir bem na medida certa, sem deixar uma aparência muito adulta, procurando sempre evidenciar a beleza da criança, por ser um concurso infantil, eu acho que isso fez a diferença”.
Além do título da mini miss, o seu vestido também levou o estilista dela a ser o melhor do concurso. “Com a produção dela, feita por Jam Moraes, rendeu também a ele o título de estilista da noite em todas as categorias, com um traje que representou a flora brasileira”, explicou Érika.
A descoberta
Em 2015, Letícia venceu os concursos de Mini Miss Gravatá e Pernambuco. Ela também ganhou o Miss Simpatia Mundinho Fashion e Garota Fashion. A mãe lembra que a menina foi descoberta por uma pessoa enquanto passeava com a família em um centro de compras.
“Ela tinha três anos. Durante o passeio, uma pessoa veio até nós e perguntou se queríamos que ela fizesse um teste para ser modelo de uma campanha. Ela ficou logo empolgada e eu disse que sim. O pai não queria, mas eu dei todo apoio. Hoje ele é o maior fã dela. Acompanha os concursos, tira fotos. A partir deste momento ela começou a trabalhar como modelo”, conta.
Rotina
Letícia frequenta a escola regular e está cursando o 2º ano do Ensino Fundamental. “Ela não me dá trabalho com os estudos. É bem dedicada”, revela Érika. A mãe diz que faz o possível para que a filha não deixe de ir à escola. A menina também tem aulas de inglês e teatro. “Letícia também gosta de brincar de ser atriz e com jogos virtuais. Ela também é fã de leitura”, conta. (G1)

Zeinha é eleito prefeito de Iguaracy

O candidato Zeinha Torres, da coligação JUNTOS SOMOS MAIS FORTES, formada pelos partidos, PMDB, PV, PHS, PT e PSB, venceu o atual prefeito Francisco Dessoles por uma diferença de 661 votos, que equivale a 9,44% dos votos.

DESSOLES VOTA NA MANHÃ DESTE DOMINGO - VEJA BALANÇO DOS ÚLTIMOS DIAS DE CAMPANHA

O Prefeito Francisco Dessoles Monteiro que é candidato a reeleição pelo PTB em Iguaracy, por volta das 10 horas da manhã de hoje, realizou a sua votação na sessão 83 que fica localizada na Escola Professora Rosete Bezerra de Souza.
A movimentação na Escola Professora Rosete e Escola Dr. Diomedes, que são duas das principais zonas eleitorais do município,  apesar de tranquila, apresentava  razoável número de eleitores nas imediações, tudo indica que será uma eleição bem participativa.
Algumas das obras realizadas por Dessoles em 12 anos de governo
O prefeito Dessoles disse estar confiante que a população saberá reconhecer nas urnas todo o seu esforço e empenho em fazer de Iguaracy um lugar cada vez melhor para se viver. Disse que se os eleitores analisarem com carinho e gratidão tudo o que foi feito durante os 12 anos que administrou Iguaracy, não haverá dúvidas em quem votar neste domingo.
 
Veja acima foto do público e vídeo do arrastão realizado no comício de Iguaracy
Veja acima foto do público e vídeo do arrastão realizado no comício de Jabitacá
Dessoles disse ainda que ficou muito satisfeito com a sua campanha, disse que a população compareceu em massa aos seus eventos e que aproveita este espaço para agradecer a todos que direta e indiretamente contribuíram nestes 45 dias de campanha para que Iguaracy não perca o rumo do seu desenvolvimento.
Assessoria de Comunicação Dessoles 14
Fonte: http://www.dessoles14.com.br/

Eleições têm 95 candidatos únicos que precisam de só um voto

Nos últimos 45 dias, os 17 mil candidatos a prefeito que disputam as eleições deste domingo (2) foram às ruas, distribuíram panfletos, gravaram programas de rádio e televisão em busca de votos. Para 95 desses candidatos, no entanto, a "disputa" pelo voto será bem mais fácil. Isso porque eles concorrem como candidatos únicos e para serem eleitos precisarão apenas de um voto, que pode ser o dele mesmo.
De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os 95 candidatos a únicos são de 14 partidos: PMDB, PP, PSDB, dez PSB, PDT, PSD, PV, DEM, PR, PTB, PPS, PT, PRB e PEN.
Os municípios com candidatos únicos estão distribuídos por 12 Estados - Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Ceará, Mato Grosso do Sul, Piauí e Tocantins.
Dos 95 candidatos únicos, de acordo com a dados da Justiça Eleitoral, 86 são do sexo masculino e nove do sexo feminino. Oitenta e um são da cor branca e 14 declararam-se pardos.

NÃO ESTÁ SENDO FÁCIL GOVERNAR EM ÉPOCA DE CRISE: Entre os prefeitos que poderiam ter 2º mandato, quase metade não quer

JN
Neste domingo (2), os eleitores de muitas cidades não vão encontrar o nome do prefeito atual na urna eletrônica. Quase metade dos que poderiam tentar a reeleição desistiu de se candidatar.
Lixo na rua, buracos, falta de calçada. Essa é a cidade de Moreno, em Pernambuco. Mas há muitos municípios com os mesmos problemas no Brasil. E prefeitos na mesma situação, que não querem um segundo mandato.
“Não é fácil governar sem dinheiro, tendo todas as obrigações que são impostas aos municípios e tendo responsabilização. Às vezes você tem que escolher qual a lei que você vai cumprir”, disse Adilson Gomes (PSB), prefeito de Moreno.
De cada R$ 10 do orçamento das prefeituras, quase nove vêm de repasses federais e estaduais. E isso vem despencando. O Fundo de Participação dos Municípios, dinheiro que vem do governo federal, caiu 9% em 2016, segundo a Confederação Nacional de Municípios.
É o que está fazendo prefeitos até de capitais desistirem da reeleição. “Nenhum candidato vai dizer talvez aquilo que tenha que ser dito, que vai se ter muito esforço para cortar despesas, para se manter serviços funcionando e muitas vezes fica na promessa vazia”, afirmou César Souza Júnior (PSD), prefeito de Florianópolis.
O Brasil tem 5.568 prefeitos. Mais de 4 mil estão em primeiro mandato, têm direito de tentar a reeleição. Mas quase metade não quer.
Desde 2000, os prefeitos têm direito à reeleição. E em 2016 haverá o menor percentual de candidatos a um segundo mandato.
“Chegaram a essa situação porque eles aumentaram muito as despesas num período em que a receita estava crescendo e criaram diversas despesas que são permanentes, como, por exemplo, despesa com pessoal. E quando a receita cai, como caiu nos últimos anos, a despesa fica lá, que ela é permanente, ela continua resistindo, e a receita cai e eles não têm mais como financiar essas despesas. Então eles entraram em crise”, disse Nelson Marconi, economista da FGV. Uma herança para quem vencer as eleições no domingo.
“A prefeitura gasta igual. E se a arrecadação cai e a atribuição é maior, quem aceita o desafio de concorrer? É um desafio gigantesco. Eu diria que tem que ter muita coragem para concorrer a prefeito”, afirma Paulo Ziulkoski, presidente da Confederação Nacional dos Municípios.