Iguaracy agora é nível "Desejado", diz Tribunal de Contas de Pernambuco. Prefeito Zeinha e equipe de governo comemoram salto na posição do Ranking de Transparência do TCE.

No Pajeú, apenas três municípios saíram do nível insuficiente para o desejado: Iguaracy, Serra Talhada e Solidão.
O Tribunal de Contas divulgou nesta terça-feira (16) o índice de Transparência dos Municípios e Iguaracy passou da 123ª colocação para a 23ª colocação, um salto muito significativo no índice de transparência.
Isso só vem a mostrar, que o município de Iguaracy, através da gestão do prefeito Zeinha Torres, vem trabalhando com uma melhora muito significativa de transparência pública em relação ao governo antecessor, que recebia bastantes críticas neste quesito, principalmente, na dificuldade que os cidadãos tinham em encontrar as informações referentes a gestão municipal.
Conforme o Tribunal de Contas de Pernambuco, o município de Iguaracy alcançou o indicador considerado Desejável pelo órgão de controle, o que quer dizer que Iguaracy agora atende todos os quesitos fundamentais para o bom funcionamento das ferramentas de transparência.
O município já havia apresentado uma melhor evolução no levantamento realizado em 2017, primeiro ano de governo do prefeito Zeinha, e agora em 2018, alcançou a maior classificação considerada no levantamento, que é o nível “desejado”.
A apuração do índice, relativo ao exercício de 2018, compreende a avaliação da disponibilização de informações e recursos essenciais à transparência pública nos sites oficiais e portais de transparência, bem como da existência de regulamentação, em legislação própria, da criação do Serviço de Informação ao Cidadão – SIC, que consiste em uma unidade física, de fácil acesso e aberta ao público, voltada ao atendimento do cidadão que queira obter orientações ou informações públicas custodiadas pelo órgão.
A partir dos critérios definidos pela resolução, as Prefeituras e Câmaras Municipais foram avaliadas e enquadradas em cinco níveis de transparência: Desejado, Moderado, Insuficiente, Crítico e Inexistente.