Canção de Flávio Leandro é elogiada pelo presidente no dia que o cantor esteve em Jabitacá.

Por coincidência ou não, no dia em que o Governo Municipal de Iguaracy, através da gestão do prefeito Zeinha Torres, presenteou o distrito de Jabitacá com a presença do cantor e compositor Flávio Leandro, neste último domingo, 11 de agosto de 2019, uma de suas mais excelentes composições, "Chuva de Honestidade", foi citada na manhã do mesmo dia, pelo então presidente da República, Jair Bolsonaro.
Às vésperas de uma nova viagem oficial ao Nordeste, a terceira, em menos de um mês, para participar do aniversário de Parnaíba e de inaugurações na cidade, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Nordeste “sempre precisou” de uma “chuva de honestidade”.
Ele fazia referência à canção com esse título, de autoria do compositor e cantor pernambucano Flávio Leandro, que faz uma crítica contundente à exploração política da seca. 
Veja abaixo a canção que tocou o coração do presidente:

Bolsonaro conversava descontraidamente com admiradores e com cinegrafistas que o aguardavam à saída do Palácio da Alvorada.
Em um gesto inusitado, o que está se tornando uma característica pessoal dele, Bolsonaro pegou o microfone da TV Globo e fez um pedido à emissora e às demais TV’s:
“Eu queria que a Globo botasse no ar 1 vídeo com uma canção lá do Nordeste que se chama ‘Chuva de honestidade’. A Globo e as demais emissoras de televisão". O presidente que é amado por uns e odiado por outros ainda afirmou, "O Nordeste sempre precisou foi disso, chuva de honestidade. E o Brasil agradece”, concluiu. 
Veja entrevista:
O presidente se perdeu na idade da canção, Flávio Leandro tem apenas 50 anos e só entrou no mundo artístico depois de 1995. O cantor e compositor sofreu influência musical de Luiz Gonzaga e várias composições suas já viraram sucesso nas vozes de Flávio José, Elba Ramalho e outros artistas nacionais.
Além de compositor e cantor, Flávio Leandro é auditor fiscal da Receita Estadual de Pernambuco.