Reconhecimento facial agora é obrigatório para confecção da nova CNH

O processo de emissão da CNH ganhará uma nova etapa de validação facialpara diminuir o risco de fraudes. O objetivo é diminuir a possibilidade de alguém emitir carteira com foto e dados roubados. A tecnologia, por enquanto, está disponível apenas em Detrans de Pernambuco, Espirito Santo, Mato Grosso do Sul, Acre e Santa Catarina.
Motoristas em processo de renovação de CNH ou buscando mudança/adição de categorias estarão sujeitos a passar pelo novo processo. Nessa etapa, antes da autorização da emissão, o condutor terá sua imagem coletada no posto do Detran. A fotografia será enviada ao banco de dados do Sistema Nacional de Habilitação, e então, comparada com outra imagem que o usuário já tenha cadastrada.
Caso o índice de similaridade entre as fotos fique abaixo do aceitável, ou seja, menor que 90%, a imagem é reprovada, o que demanda a checagem “manual” por um usuário do Detran, que poderá aprovar ou reprovar a emissão da CNH.
A previsão é de que até 11 de novembro, mais 22 estados recebam a validação facial.