https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Polícia Civil investiga perfil falso de difamação nas redes sociais de vereadores e servidores públicos

Polícia Civil do Estado de Pernambuco, por meio do Delegado de Polícia Civil de Afrânio e Dormentes, o Bel. Ronaldo Luz Dantas,com auxílio da 26° Delegacia Seccional do Estado de Pernambuco deflagrou nesta sexta-feira (03) nos municípios de Dormentes e Petrolina a Operação Xeque Mate, visando inibir e coibir a prática de crime cibernético praticado em desfavor de 06 vítimas do município de Dormentes, entre eles funcionários públicos efetivos e dois membros do poder legislativo municipal.
De acordo com a polícia, a investigação da prática de cybercrime iniciou em meados do mês de Agosto de 2019, onde após a criação de e_mail dormentada@outlook.com, isso no dia (24.08), nasceu o perfil Coxinha_Cabueta_Dormentes, isso no dia (25.08).
Em aproximadamente 30 dias a equipe de investigação nomeada para elucidação do caso em tela identificou o local de criação, horário, IP, cadastro do servidor e um dos manipuladores do perfil, na realidade era responsável por alimentar a página do Instagram com informações com timbre difamatório, calunioso e injurioso.
No decorrer dos dias o responsável por alimentar o perfil passou a mesclar críticas políticas (não foi objeto da investigação) com crimes, realizando estas condutas por 04 meses.
Ao longo deste período foi identificado que a motivação das condutas criminosas eram políticas, onde membro apoiador da oposição, com auxílio de outros atacavam membros da situação política.
O mecanismo investigativo utilizado para busca da elucidação demonstrou que o empresário do ramo de refrigeração veicular WANDO EDUARDO GOMES DE SOUSA alimentava o perfil do Instagram coxinha_cabueta_dormentes de seu aparelho celular, sendo aquele um dos ALVOS da operação.
O local que foi criado o perfil do Instagram foi alvo de cumprimento de mandado de busca domiciliar_ Supermecardo no centro de Dormentes PE da cunhada do alimentador das informações no perfil do Instagram_, assim como no endereço que reside WANDO EDUARDO GOMES DE SOUSA.
Na operação foram apreendidos celulares, computadores, equipamentos do uso de transmissão de sinal de internet e remédios diversos (no supermercado)
Além do manipulador do perfil ainda está sendo investigado outras pessoas, que se associarem a mais de três responderão ao crime de Associação Criminosa, além dos crimes de calúnia, injúria e difamação em sua forma continuada.
Existe a possibilidade de representação pela prisão temporária, com a identificação dos outros responsáveis pelas condutas criminosas, caso a investigação perceba alguma manobra para apagar provas ou risco de fuga.
Enquanto que os proprietários de provedores que deixaram de responder a requisições da Autoridade Policial serão responsabilizados criminalmente.