Por conta do coronavírus, IBGE adia Censo para 2021

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou o adiamento da realização do Censo Demográfico para 2021. A decisão foi uma orientação do Ministério da Saúde e leva em consideração a natureza de coleta da pesquisa, domiciliar e predominantemente presencial.
Estima-se que mais de 180 mil recenseadores iriam trabalhar no recolhimento de dados em cerca de 71 milhões de domicílios. Também foi considerada a impossibilidade de realização, em tempo hábil, dos treinamentos. O processo seletivo para contratação de recenseadores e supervisores também está suspenso. Candidatos que já efetuaram pagamento de inscrição serão reembolsados, orientações serão publicadas nos próximos dias.
O IBGE estabeleceu formalmente com o Ministério da Saúde o compromisso de realocar o orçamento do Censo 2020 em prol das ações de enfrentamento ao coronavírus, mantidas por aquele Ministério. Em contrapartida, no próximo ano, o Ministério da Saúde realocará orçamento no mesmo montante com vistas a assegurar a realização do Censo pelo IBGE.
A coleta de dados está prevista prevista para acontecer entre 1º de agosto e 31 de outubro de 2021.