https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Veja como identificar aplicativos não oficiais que prometem auxílio emergencial de R$ 600

http://www.afogadosveiculos.com/search/label/LOJAS%20DE%20VE%C3%8DCULOS%20COM%20SITE?&max-results=500?m=1/
O aplicativo oficial da Caixa Econômica Federal, para que trabalhadores informais, autônomos e Microempreendedores Individuais (MEIs) solicitem o auxílio emergencial de R$ 600, foi lançado nessa terça-feira (7). No entanto, os usuários que buscaram pelo termo “auxílio emergencial” na Play Store, em celulares com sistema operacional Android, ainda na terça, puderam se deparar com diversos apps não oficiais.
É importante que os usuários fiquem atentos ao aplicativo que vão fazer o download, já que, além de não servir para o propósito original, que é solicitar o auxílio emergencial, ao se cadastrar em aplicativos não oficiais, há o risco de ter seus dados, como nome, endereço e CPF, expostos ou roubados. Para evitar estes enganos, há algumas dicas a serem seguidas, como observar o desenvolvedor do aplicativo, que no caso do auxílio emergencial é a Caixa Econômica Federal.
Outra opção é observar os comentários feitos naquele app na Play Store, e a imagem atribuída ao aplicativo. Em pesquisas realizadas nesta terça-feira, por volta das 17h, foi possível ver que a Play Store, inicialmente, direcionava a pessoa a plataformas não oficiais. Na manhã desta quarta-feira (08), foi realizado uma busca pelo termo “auxílio emergencial”, e a primeira opção dada pela loja do Google foi o oficial, apesar de aplicativos não oficiais ainda serem indicados como resultado.De acordo com a Caixa, até às 21h desta terça-feira (7), 18,3 milhões de brasileiros já haviam feito o cadastro para receber o auxílio emergencial. Desse contingente, 38% optaram por receber os recursos na poupança digital. São brasileiros que não têm conta bancária ou preferiram não utilizar as existentes. No caso dos depósitos feitos na poupança digital, ainda não será possível sacar os valores em espécie, apenas fazer transações digitais. Um calendário de saques ainda está em elaboração pelo governo.
Ainda segundo a Caixa, foram registrados 93,9 milhões de acessos ao site. Também foram feitas 780 mil ligações à Central 111 para informações e consultas. Os trabalhadores que não tiverem acesso à internet poderão fazer o cadastro nas agências da Caixa ou nas casas lotéricas.