Especialistas alertam: "Vamos ter pessoas morrendo em casa e na porta dos hospitais"

Em meio ao temor de um colapso no sistema público de saúde provocado pela alta demanda da Covid-19, especialistas ouvidos pela CNN Brasil alertaram que em duas semanas o Brasil poderá viver um cenário de guerra.
"Vamos ter pessoas morrendo em casa ou morrendo na porta dos hospitais, porque não vamos ter onde interná-las. Vamos ter um cenário de guerra”, disse Thaís Guimarães, médica infectologista e presidente da Comissão de Infectologia do Hospital das Clínicas.
Já Raquel Stucchi, professora da Unicamp e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, disse à emissora que "o cenário da pandemia para as próximas semanas se revela dramático. O que foi vivenciado em Manaus é o que devemos ter no resto do país nas próximas semanas".
Para a professora de epidemiologia Ethel Maciel, da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), as variantes da Covid-19 em circulação no país tendem a aumentar o índice de contaminação nas próximas semanas. “O que podemos supor é que a P1 (variante identificada em Manaus) vai se tornar dominante e se espalhar rapidamente. Temos curvas epidêmicas diferentes em cada estado, por causa da adoção de medidas diferentes. É possível que a gente arraste essa pandemia no pior nível por mais tempo. Eu acredito que março vai ser muito ruim”, prevê a professora. (Via: Agência Brasil)