Ministros do STF batem boca em decisão sobre Moro e sessão acaba aos gritos


O clima pesou hoje entre os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) no debate sobre confirmação da incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em lados opostos, Luís Roberto Barroso bateu boca com Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, e a sessão acabou interrompida pelo presidente Luiz Fux em meio a gritos.
Durante julgamento, que já formou maioria para manter a decisão que considerou o ex-juiz federal Sergio Moro parcial ao julgar Lula, Barroso e Lewandowski se desentenderam inicialmente sobre os efeitos da Operação Lava Jato para o Brasil. Ao final, o ministro discutiu ainda com Gilmar sobre questões processuais.
A sessão foi encerrada pouco depois das 19h sob gritos de Barroso, revoltado com o uso do termo “moralismo”, dizendo que Gilmar “manipulou a jurisdição”.