Secretário de Saúde orienta para que o feriadão da Semana Santa seja celebrado sem grandes reuniões

Mesmo com indicativo de melhora nos números da Covid-19, de acordo com o Governo de Pernambuco, a celebração da Páscoa deve ser realizada de forma mais intimista este ano. Assim como em 2020, o momento será celebrado durante uma Pandemia mundial que põe em risco a vida de todos.
Em coletiva virtual nesta quarta-feira (31), o secretário estadual de Saúde, André Longo, informou que consequências graves podem ser colhidas durante um feriado como esse da semana santa. "Um ambiente que você tenha aglomeração pode gerar pessoas que vão para o sistema de saúde, pessoas que vão ter que ir para UTI. Isso a gente viu acontecer em vários feriados anteriores. Consequências terríveis no seio de várias famílias, de várias confraternizações de amigos, de pessoas que depois morreram por conta de um comportamento inconsequente num determinado feriado", informou o gestor.
Longo lembrou que o feriado da semana santa, que se inicia nesta sexta-feira (2), é um momento de reflexão cristã, geralmente comemorado no ambiente familiar.
Além de pedir para que as pessoas comemorem de forma mais contida a páscoa, o secretário comentou que é um momento de realizar orações pedindo para que possamos resistir à pandemia. "Neste feriado, tão simbólico, tão importante para as famílias, procure se reservar com o menor núcleo familiar possível, com aquelas pessoas que normalmente convivem com você, na sua casa, fazendo a reflexão cristã, orando, pedindo a Deus para a gente superar esse momento de dificuldade que é o enfrentamento da pandemia ", encerrou.