Você sabia que o atual Ministro da Cidadania, João Roma, tem parentes em Iguaracy?


Muita gente não sabe, mas o atual ministro da Cidadania, João Inácio Ribeiro Roma Neto, tem parentescos bem próximos aqui na cidade de Iguaracy. O mesmo foi nomeado em 12 de fevereiro deste ano para compor o primeiro escalão da Presidência da República.
Em conversa com a minha amiga Cledileusa Roma, esta disse que João Roma é seu primo em segundo grau, o pai do mesmo é seu primo de primeiro grau, e que o avô deste era irmão do seu pai. Disse que ele tem o mesmo nome do avô, por isso a complementação "Neto" em seu nome. Cledileusa relatou que costuma ter contato com seu primo ilustre e que ficou muito feliz com a sua nomeação para um cargo tão importante a nível de Brasil.
Sobre o Ministro - O deputado federal João Roma (Republicanos-BA), de 48 anos, assumiu o Ministério da Cidadania com a saída de Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que foi deslocado para a Secretaria Geral da Presidência, numa primeira fase da reforma ministerial acordada com aliados.
Deputado de primeiro mandato, João Roma é católico, embora o partido dele seja um dos mais fortes na bancada evangélica. É formado em Direito, nascido em Recife (PE), casado e pai de dois filhos.
É ainda neto do ex-deputado federal por três mandatos João Roma (PE), de quem herdou o nome. Nos anos 1960, o avô foi filiado ao PSD e à Arena, partido de sustentação do regime militar, ele deixaria a secretaria-geral da Arena em 1968, em discordância com o Ato Institucional Número 5 (AI-5).
O atual deputado Roma foi filiado ao antigo PFL, no qual militou na juventude. Nos anos 1990 e 2000, passou por cargos de confiança nos governos de Pernambuco, Ministério da Administração, Ministério da Cultura e Agência Nacional de Petróleo (ANP).
Antes de assumir uma cadeira na Câmara Federal, João Roma foi chefe de gabinete na prefeitura de Salvador, durante a administração de ACM Neto, presidente do Democratas. Em cinco anos no cargo, era considerado um dos homens fortes da gestão do prefeito baiano e teve seu apoio para disputar o primeiro mandato de deputado federal, eleito em 2018.
O ingresso do Republicanos no primeiro escalão de Bolsonaro é a primeira “entrega” a partidos do bloco do Centrão que apoiaram a eleição de Arthur Lira (Progressistas-AL) como presidente da Câmara dos Deputados. A costura foi realizada por Pereira, presidente nacional do Republicanos, que deixou o grupo do ex-presidente da Casa Rodrigo Maia (DEM-RJ), para aderir à campanha do candidato do Palácio do Planalto.
O acordo para dar mais espaço ao Republicanos, partido conservador, vinha sendo construído numa aproximação desde o ano passado. O Republicanos nasceu durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e apoiou os governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB). Políticos filiados ao partido já foram ministros da Pesca, do Esporte e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
João Roma venceu uma espécie de corrida interna no Republicanos, que também avaliava para o Ministério da Cidadania os deputados Márcio Marinho (RJ) e Jhonatan de Jesus (RR). Roma foi escolhido por ter maior experiência em gestão pública e pela capacidade de articulação nos bastidores.