Caso Lázaro: Disque denúncia recebe mais de mil ligações por dia e informações falsas atrapalham polícia


A força-tarefa que atua nas buscas por Lázaro Barbosa, conhecido como ‘serial killer do Distrito Federal’, enfrenta obstáculos nas regiões de buscas e também com a circulação de informações falsas. O Disque-Denúncia da Polícia Civil de Goiás recebeu mais de mil ligações nesta segunda (21), mas a maioria era trote.
Conforme apurado pelo Correio Braziliense, as declarações dadas nas chamadas desponta para uma maioria sem relevância para a investigação.
Segundo o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, o vestígio mais recente completa quatro dias quando as equipes o viram. Apesar dos desafios, o titular considera que o cerco está mais estreito para Lázaro.
O Exército Brasileiro enviou à megaoperação 40 rádios-comunicadores, para ajudar nas buscas. “A força-tarefa tem recebido doações, apoio material e moral de vários setores da sociedade. Os policiais nunca estiveram desamparados”, informou a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), em nota. Nesta terça-feira (22) completam-se duas semanas desde que o suspeito desapareceu, após matar uma família em Ceilândia Norte.