“Muitas pessoas merecem morrer”, diz trecho de carta encontrada pela polícia em esconderijo do ‘serial killer do DF

Policiais que fazem parte da força-tarefa para capturar o ‘serial killer do DF’, Lázaro Barbosa, encontraram uma carta abandonada onde o maníaco teria usado como esconderijo na região de Edilândia (GO). A folha de papel A4, com um texto escrito à mão, estava sobre a mesa da residência.
“Muitos que vivem merecem morrer, alguns que morrem merece viver”, diz parte do texto. A carta foi apreendida e levada para perícia. Os policiais investigam se Lázaro escreveu ou somente carregava o manuscrito que reproduz falas de um personagem da trilogia Senhor dos Anéis.
Algumas frutas foram deixadas em cestos de palha junto com a carta. De acordo com o Metrópoles, o casebre teria sido utilizado como ponto de apoio por Lázaro até ser descoberto pela polícia. Próximo à residência, há uma região de mata ciliar, o que teria facilitado a fuga do maníaco.
Ao final da carta, o texto diz que “outras forças agindo neste mundo, além da vontade do mal”. Familiarizado com a mata, Lázaro tem diversas estratégias para despistar a polícia, como queimar todo tipo de objeto que carrega e que não irá mais usar. Segundo relatos policiais, ele incendeia roupas velhas e molhadas, além de restos de comida, e costuma caminhar pelos leitos dos riachos e córregos, para dificultar o trabalho dos cães farejadores utilizados na caçada.

Na tarde de quinta-feira (17), a força-tarefa trocou tiros com o criminoso após ele fugir das proximidades da casa do pai. Antes do confronto, cães farejadores localizaram um pano ensanguentado, indicando que o suspeito está ferido.