Hospital Regional de Afogados está com 100% de ocupação da UTI; 90% dos pacientes estão intubados.


O diretor do Hospital Regional Emília Câmara, Sebastião Duque, informou, nesta quarta-feira (26), em entrevista ao repórter Marcony Pereira, para o programa A Tarde é Sua da Rádio Pajeú, que a UTI da unidade está com 100% de ocupação.
Ainda segundo o diretor, 90% dos pacientes internados na UTI estão intubados.
“Então são pacientes relativamente graves. A nossa Ala Respiratória, tá com 125%, mas como pode? Tem paciente pelo corredor, em maca? Não, não tem tem. Nós adicionamos camas. Ontem à tarde a gente já fez alguma alteração na emergência porque você sabe que a nossa emergência ela está sendo dividida, a Ala Respiratória e Ala não respiratória”, explicou.
Ainda segundo Sebastião Duque, a ampliação da Ala Respiratória foi necessária por conta do grande aumento pessoas com queixas respiratórias que procuraram a unidade na tarde desta terça-feira.
“Mas a gente também não deve esquecer que, por exemplo, a nossa Sala Vermelha, sem ser respiratória, também tá cheia, esta manhã estávamos com 100%. A nossa Ala Amarela de pacientes não respiratório também está com o fluxo alto esses dias e pediatria e maternidade está com mais de 100% de ocupação”, informou Duque.
Sebastião Duque também comentou sobre o número de funcionários que são afastados por testarem positivo para a Covid-19. “O funcionário vem trabalhar na unidade. Chega aqui no dia do plantão e aí vai fazer o teste porque tá sintomático o teste dá positivo e ele é afastado, naquele dia fica mais difícil. Por exemplo, a gente encontrar um obstetra que esteja naquele dia disponível de encontrarmos, um clínico, então também tem esse gargalo. Estamos passando por esse problema que não passávamos por isso. Antes eu não tinha uma quantidade tão alta de profissionais contaminados”, informou o diretor da unidade.
Sebastião Duque também informou que na semana três médicos foram afastados no mesmo plantão. Para ele isso gera um transtorno porque gera diminuição do quadro. “Estamos hoje com 18 funcionários positivos para covid na unidade”, destacou.
Para o diretor do HREC, as vacinas tem sido a grande salvação. Segundo ele, isso é perceptível diante do grande números de pessoas infectadas, mas do baixo grau de mortalidade.
“A gente percebe sim as pessoas positivando, mas o grau de morte é bem mais baixo. A gente não vê, eu pelo menos acho que da semana passada para essa nenhuma pessoa morreu na UTI”, afirmou.
Por André Luis / Nill Júnior

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232