PE: Por causa de gripe e Covid, pedidos por leitos sobem 858% em duas semanas e ocupação de UTIs volta a nível de junho de 2021

 
O número de solicitações ativas de leitos de UTI e de enfermaria para pacientes com problemas respiratórios cresceu 858%, em duas semanas, em Pernambuco. Segundo dados de painel com informações públicas elaborado pelo governo, a quantidade de pedidos saiu de 43 para 412, na comparação entre a terça (4) e o dia 21 de dezembro.
Pernambuco vive uma epidemia de gripe dentro da pandemia de Covid-19, que chega ao terceiro ano em 2022. Com a transmissão comunitária da Influenza A H3N2, o estado também teve um aumento de ocupação de leitos de UTI.
De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), com dados da terça, do total de pedidos de leitos feitos no quarto dia de 2022, foram 188 para UTIs e outros 224 para enfermarias.
Médicos explicam que a solicitação ativa mostra que o paciente pediu uma vaga na rede de saúde, mas não tinha sido contemplado até o momento do registro.
A última vez em que o estado teve um número de pedidos por internação tão expressivo foi em 27 de maio de 2021, quando houve 411 solicitações simultâneas para a Central de Regulação de Leitos de Pernambuco.
Em toda a pandemia, o pico, ou seja, o maior número de pedidos de internação ao mesmo tempo, foi em 25 de maio de 2021.
No entanto, o volume de doentes esperando por um leito não era tão distante do que há atualmente. Naquele dia, houve 468 solicitações.
O aumento da ocupação de leitos de UTI na rede pública se deve também a casos de infecção simultânea pela gripe e pela pandemia.
Ocupação de UTI em 79%
O boletim de acompanhamento da pandemia, divulgado na terça pelo estado, apontava que as Unidades de Terapia Intensiva estavam com 79% de ocupação.
Ainda de acordo com o governo, havia 1.646 vagas disponíveis de UTI e enfermaria na rede pública de Pernambuco na terça (4).
A última vez que esse patamar de ocupação de leitos tinha sido alcançado no estado foi no dia 24 de junho de 2021, quando acabava uma das fases mais agudas da pandemia até aquele momento.
Naquela data, a rede pública estadual disponibilizava 3.037 leitos de enfermaria e UTIs. Ao todo, 73% deles estavam ocupados nos hospitais administrados pelo governo. (Via: G1 PE)

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232