Motivação de assassinato de filho de líder rural em Barreiros é revelada


Foi informado, durante coletiva de imprensa da Polícia Civil nesta quinta-feira (17), que o garoto Jonatas Oliveira, de 9 anos, foi assassinado em Barreiros, Mata Sul do Estado, por traficantes.
De acordo com informações apuradas pela reportagem do Jornal do Commercio (JC), os criminosos queriam comprar as terras do pai dele, o líder rural Geovane da Silva Santos, para criar cavalos.
"Os suspeitos disseram que fazem parte de uma rede de tráfico de drogas na região e que seus líderes estariam interessados em um pedaço de terra que seria do pai da vítima para que eles criassem cavalos. Foram com um valor que é pouco para o valor da terra, e o dono, então, teria rejeitado. Eles ficaram 'na mágoa', como disseram, e foram cobrar ao pai da criança", contou o delegado Marcelo Queiroz, titular da Delegacia de Palmares, designado para o caso.
Ainda segundo a polícia, pelo menos 7 pessoas participaram do crime. O mandante já estaria cumprindo pena por outros delitos. Entre os dois que foram presos e o menor apreendido, o menor e um maior de idade confessaram o homicídio. Eles disseram à polícia que ficaram do lado de fora da casa enquanto outros homens entraram e atiraram. De acordo com o coronel Paulo César Gonçalves, os suspeitos foram encontrados em um esconderijo na área rural de Tamandaré, próximo ao local do crime.
Busca pelos suspeitos
A polícia continua à procura dos outros suspeitos. De acordo com o delegado Marcelo Queiroz, outras linhas de investigação não estão descartadas.
O garoto Jonatas Oliveira, de 9 anos, foi morto no último dia 10 de fevereiro. Ele estava escondido embaixo de uma cama quando foi alvejado por suspeitos que estavam tentando matar o pai da vítima. O crime aconteceu dentro do engenho Roncadorzinho.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232