Único padre exorcista do DF é proibido de atuar pela Arquidiocese

Único exorcista do Distrito Federal, padre Vanilson da Silva perdeu, temporariamente, a permissão para realizar missas e sessões de exorcismo na capital federal. A decisão, que passou a valer na última quinta-feira (10), é da Arquidiocese de Brasília.
Em mensagem enviada aos fiéis, e que circula nas redes sociais, o religioso faz um desabafo sobre a sentença da cúria e afirma não saber o motivo. “Os senhores bispos se reuniram com o meu superior provincial e exigiram a minha retirada imediatamente. Me senti violentamente desrespeitado porque todas as reuniões foram feitas sem a minha presença. Nunca fui ouvido”, disse no texto.
O padre também falou sobre a relação que mantém com o arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar Costa. “Fui até ele, falei do ministério de exorcista e da missão com a comunidade. Ele me recebeu muito bem e deixou marcada visita na associação para nos conhecer. Nunca foi. No dia 23 de setembro, marquei outra conversa. Horas antes, ele desmarcou”, desabafou.
“Sei que vivemos fins dos tempos, e muita coisa ainda vai acontecer. Diante dessa realidade, eu entendo por que os padres se suicidam. Tudo passa. Até os grandes impérios passaram. Eu mexi diretamente com o inferno, ele se levantou contra mim. E ainda veremos coisas horrorosas acometendo”, completou.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232