Gleisi Hoffmann, Siqueira, Paulo Câmara e Humberto debatem chapa no domingo

Sem alarde, as cúpulas nacionais do PT e do PSB se reúnem, no próximo domingo (27), em encontro virtual, cuja pauta é, exatamente, debater a formação da chapa majoritária da Frente Popular.
Estarão pesentes, na ocasião, os presidentes nacionais do PT e do PSB, Gleisi Hoffmann e Carlos Siqueira, respectivamente, além do governador Paulo Câmara, do senador Humberto Costa e do presidente estadual do PT, Doriel Barros.
O pré-candidato socialista ao Governo do Estado, Danilo Cabral, também estará presente. O debate se dará três dias depois de o governador ir à mesa, no Palácio das Princesas, como a coluna antecipara, com a comissão do PT-PE responsável por tratar das questões eleitorais no Estado.
O referido colegiado inclui Doriel, Teresa Leitão e Oscar Barreto. Nesta quinta (24), no entanto, não se abordou a questão do Senado. A conversa, a primeira após Marília Arraes decidir trocar o PT pelo Solidariedade, rejeitando indicação dos petistas para concorrer à Casa Alta, foi mais em tom de nivelamento político e de reafirmação da unidade.
Cuidou-se de buscar caminhos para reforçar essa aliança, no sentido de assegurar que não haja mais qualquer defecção na Frente Popular.
Representantes das duas siglas trataram, ontem, de reafirmar que estão juntos no projeto e que nada mudou, a despeito da mudança de planos resultante da saída de Marília.
No domingo (27), a conversa será focada em decisão sobre a chapa. À coluna, Doriel já havia registrado que segue de pé a resolução da Executiva estadual no sentido de o PT indicar um nome para o Senado. Humberto, por sua vez, passou a defender “discussão mais ampla, que envolva prefeitos, deputados…”.
Não está descartado, ele declarara, “querer continuar com a vaga do Senado, desistir ou surgir outro nome”. Nas coxias do PSB, se aposta que a indicação de André de Paula para o Senado pode se consolidar. “Está praticamente certo isso”, relata, à coluna, uma graduada fonte do PSB em reserva.
Presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab assegurou, a Paulo Câmara, na última quarta-feira (23), que seu partido está dentro do projeto da Frente Popular. Antes do dia 31, realça uma fonte socialista, nada deve ser cravado, mas as reunião do domingo deve servir de catalisador.
Marília deve lançar irmã
Como a coluna cantara a pedra, Marília Arraes se filia, nesta sexta-feira, ao Solidariedade e concede coletiva de Imprensa, às 9h, no Recife Praia Hotel, sobre o tema. Presidente nacional da legenda, Paulinho da Força estará presente. Nos bastidores, crescem os rumores de que a irmã de Marília, Maria Arraes, pode concorrer a deputada federal, enquanto Victor Fialho, braço direito da deputada, deve disputar vaga de estadual.
Convergências > Em Brasília, na última quarta, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, não esbarrou só no adversário Danilo Cabral. Ao encontrar dificuldades para adentrar em salão da Câmara, onde ocorria solenidade de 100 anos do PCdoB, quem apareceu e a ajudou a entrar foi o deputado Wolney Queiroz. Os dois são adversários, mas, na hora H, ele estendeu a mão.
Nacional > Nesta eleição, o senador Humberto Costa deve desempenhar papel importante para a campanha de Lula. O petista, agora, integra o Grupo de Tática Eleitoral do partido e vai acompanhar as eleições em alguns estados. Além disso, é um dos coordenadores do programa de governo na área de Saúde.
Folhape

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232