Governo vai antecipar 13º de aposentados e autorizar saque no FGTS

O governo federal prepara o lançamento, para esta semana, do que está sendo chamado de “pacote de bondades” para socorrer a economia. São medidas para injetar dinheiro e tentar reaquecer o mercado num momento de pressões, como a da guerra na Ucrânia.
Entre os beneficiados pelas medidas estão os 31 milhões de aposentados e pensionistas, que terão as duas parcelas do 13º antecipadas para abril e maio. Outro estímulo que deverá ser apresentado até a próxima quinta-feira (17/3) é a liberação de um novo saque nas contas dos segurados pelo Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A ideia é permitir saques de até R$ 1 mil das contas ativas.
Deve ser lançado ainda, no âmbito do Ministério da Economia, um pacote de crédito para pequenas e médias empresas que o ministro Paulo Guedes tem dito que poderá emprestar até R$ 100 bilhões. Mas o governo quer ainda lançar um microcrédito para pessoas físicas que têm dificuldade em conseguir crédito nos bancos comerciais.
Uma maior flexibilização das regras de empréstimo consignado para segurados do INSS também é planejada.
Os aposentados pensionistas do INSS costumam receber o 13º em agosto e novembro, mas os repasses têm sido antecipados para o primeiro semestre desde o início da pandemia de coronavírus. A antecipação, portanto, ocorrerá pelo terceiro ano consecutivo e deverá injetar mais de R$ 50 bilhões na economia brasileira.
Já o saque do FGTS, que poderá ser feito por até 44 milhões de trabalhadores que optarem por isso, pode colocar R$ 30 bi na economia.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232