Mostrando postagens de Agosto 7, 2012Mostrar tudo

A DIFUSORA, AS NOVENAS E A SAUDADE DA TERRA DE MACIEL MELO

 Maciel Melo, Trepidant's e Festa de Janeiro
 Fotos: Sérgio Coelho


Por Magno Martins:
A sabedoria nos faz levar ao passado para viver o presente. O passado é o lugar onde moram as coisas amadas que nos foram tomadas. Não se trata de saudosismo ou reminiscências. Dizem que o poeta escreve para invocar a saudade. Saudade é passado. Já me disseram que ausência de saudade é quando o corpo não está onde está.

Cecília Meireles dizia que escrevia o que não era. Fernando Pessoa disse que o poeta é um fingidor. “Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente”, escreveu. Eu sou diferente. Sou igual ao que escrevo.

Não sei a razão, mas nunca escrevi nada sobre Iguaracy, uma pequenina cidade no Pajeú, que tem um pedaço do meu corpo dilacerado que deixei em Afogados da Ingazeira, minha terra. Maciel Melo, filho ilustre e amado de Iguaracy, fez uma bela música em homenagem à sua terra relembrando as novenas e a festa de São Sebastião.

Curti muito a festa de São Sebastião de calça curta, menino bobão, atrás de tubiba, nosso suco engarrafado numa sacolinha que a gente tomava para matar a sede e aliviar o calor das vidas secas. Como Afogados, nos anos 70, Iguaracy tinha um cordão de isolamento com o mundo. Não havia televisão, jornal era coisa do outro planeta. A falação e as fofocas chegavam pelas ondas sonoras da Rádio Pajeú, pioneira no Sertão.

As únicas importações modernas eram as músicas da Jovem Guarda. E de muita dor-de-cotovelo. Não me sai da memória Waldick Soriano, Antônio Marcos, Fernando Mendes, Amelinha, Ângela Maria e Aguinaldo Timóteo tocadas numa velha radiola e chegada aos nossos ouvidos sem pedir licença através de uma difusora pregada num poste.

Waldick soava bem aos ouvidos da matutada, que enchia a cara de cana contando causos e prosas nas barracas de feira. O relógio da vida não tem ponteiros. Só se houve o tique-taque. A alma tem sede de recordações. Perguntado se a sua alma teria sede de alguma coisa, Bernardo Soares sapecou: “Dos brinquedos mortos”.

Iguaracy não era brinquedo para mim. Nem vivo nem morto. Era trabalho, lugar onde minha família ganhava o pão. Meu pai tinha um pequeno comércio de miudezas, que só funcionava às segundas-feiras, dia da feira livre.

Ainda lembro. A loja de “seu Gastão” estava instalada numa casinha bem modesta, de cor branca, ao lado da Igreja, com um balcão nos separando dos fregueses, que eram muitos. Nunca me esqueço da cena rotineira do meu irmão Tasso, de portas fechadas ao final do dia, contando pacotes e mais pacotes de dinheiro do apurado do dia. Isso sem falar no fiado, anotado em duas cadernetas – a de casa e a do freguês.

Tasso, meu irmão mais velho, seguia cedo de Afogados em direção a Iguaracy numa velha rural fretada, que voltava empoeirada e mal cheirosa. Eu ou Marcelo, meu irmão encostado, com quem fiz muitas travessuras na infância e adolescência, recebia a missão do meu pai para levar a boia de Tasso numa marmita bem quentinha.

Diferente de Marcelo e eu, Tasso era requintado. Não comia nas biroscas da feira, não chambregava pelas esquinas com as matutinhas feito nós, não tomava umas carraspanas nem fumava escondido. Comida? Só a caseira da minha mãe Margarida.

Fazer chegar a ele a comidinha deliciosa preparada em Afogados da Ingazeira era uma aventura. A condução era um velho ônibus apinhado de gente e animais na Realeza de “seu” Pedro, que aceitava porcos, galinha, bezerros, tudo que coubesse na mala. Para ganhar uns trocados a mais, “seu” Pedro só não vendia a alma.

Meu tempo de Iguaracy também revela tristezas. Perdi ali Vicentinho, quase primo-irmão, esfaqueado por um monstro depois de uma noite boemia. Era um garoto de bem com a vida, dócil, amado por todos, incapaz de matar uma formiga. Rubem Alves diz que Minas tem mar. Lá, ele toma banho de mar olhando para o céu.

Em Iguaracy, eu olhava para cima, via as nuvens, navios que o vento tocava. Via as estrelas, que não se tocam, mas se contemplam. Maciel Melo, pode apostar, quando cantou a sua terra estava olhando para as estrelas, as estrelas de Amelinha.

Os olhos são a porta pela qual a beleza entra na alma. As canções da radiola na difusora de Iguaracy me chegam pelo vento e me fazem chorar de tão verdadeiras. Sempre que passo em Iguaracy, roteiro obrigatório para minha Afogados, ainda sinto o cheiro e vejo a beleza das flores que ali florescem com seu perfume todo especial na sua delicadeza.

Felizmente, o passado não é uma coisa que morre em nós e seca uma vez cumprido o seu ciclo. É o mais vivo dos tesouros e continua a nos enriquecer sem que saibamos. Envelhecendo, tenho medo que o meu passado se perca. Por isso, esta homenagem a Iguaracy, um passado feliz que o tempo ainda não me roubou.

Moradora de Iguaracy se reclama da farra de fogos soltado nas comemorações políticas

POLUIÇÃO SONORA? TEM ALGUMA COISA ERRADA NA INTERPRETAÇÃO DESSA LEI!
SE EXISTE UMA LEI QUE LIMITA OS BARULHOS ABUSIVOS TÁ NA HORA DE VERIFICAR E LIMITAR OS FOGOS QUE SÃO MUITO MAIS BARULHENTOS E ASSUSTAM AS CRIANÇAS, COMO TAMBÉM VERIFICA-SE OS HORÁRIOS, EM FIM IMPOR LIMITE TAMBÉM!
É MUITO BONITO PARA UMA DATA FESTIVA, NUM DETERMINADO HORÁRIO PROGRAMADO! MESMO ASSIM AINDA INCOMODA AS CRIANÇAS!!!!!! E ELAS TAMBÉM ADOECEM, OS MEUS JÁ ESTÃO COM PROBLEMA
CADÊ A LEI! POLUIÇÃO SONORA E POLUIÇÃO NO AR, COM TODO RESPEITO TÁ NA HORA DA DRA. PROMOTORA TOMAR UMA ATITUDE!

Esquemas serão montados para flagrar compra de votos em Afogados da Ingazeira

Os sabotadores da política que se cuidem. Já tem gente armando esquema para flagrar os salafrários que tentarem negociar o voto em troca de favores nesta eleição na cidade pólo do Pajeú. Gravadores de bolso e aparelhos similares serão utilizados em vários pontos da cidade. A idéia é inibir os candidatos de atuarem nessa prática. Depois de registrado o ato de oferecimento de vantagem em troca do voto, o material será entregue na justiça para as providências cabíveis. Cientes de que o Ministério Público desta vai atuar com rigor, os articuladores dessa idéia vão trabalhar minuciosamente para levar a justiça o maior número de provas.
Itamar França

Aguarde, falta pouco para sair a programação da Festa de Jabitacá

http://a4.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/394575_338992986186400_1300931456_n.jpg

Frente popular de São José do Belmonte comete crime eleitoral

O Promotor de Justiça da cidade, Mario Cunha Costa Gomes de Barros, presenciou uma atitude ilícita de distribuição de combustível, no Posto Vercol 03, na noite desse domingo (05). Segundo testemunhas, a distribuição estava sendo feita pela “Coligação Frente Popular de São José do Belmonte”. No local, encontrava-se também o Bloco Parlamentar, que afirmou ser verdadeira a situação, foram tiradas fotos do frentista José Francisco Monteiro Vital, 28 anos, efetuando a distribuição. As partes envolvidas foram entregues na DPC de Serra Talhada onde foi realizado o flagrante.
Jornalista Luiz Carlos

DUPLA TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM AFOGADOS DA INGAZEIRA

Por volta de 00h20 deste domingo os agricultores Sueli Pereira da Silva, 31 anos, casada, res. na Travessa Izídio Ferreira, nº73, bairro Pe. Pedro Pereira e João Batista de Almeida, 33 anos, casado, endereço não informado foram vitimas de tentativa de assassinato na Rodovia PE 320, s/nº, Próximo ao Lixão de Afogados da Ingazeira. Já no hospital as vitimas informaram a policia que estavam em uma moto quando dois homens, ambos usando casacos de frio, se aproximaram atirando. Sueli Pereira da Silva foi alvejada com um disparo de raspão na perna esquerda e João Batista de Almeida foi alvejado com dois disparos, um no abdômen e outro no braço esquerdo. As vítimas informaram ainda que o autor dos disparos seria um deles seria o elemento conhecido por “LIÊ”, pois João Batista já teve anteriormente uma desavença com o mesmo. Foram realizadas diligências no intuito de prender os acusados, porém sem êxito. Ocorrência passada à disposição da DP local.
23BPM

Vendedor sofre traumatismo craniano após tentar ultrapassar barreira colocada por assaltantes em Carnaíba

Um homem foi vítima de uma tentativa de assalto na estrada de acesso ao sítio Roça de Dentro, zona rural, Carnaíba-PE, às 21h50 desse domingo (05). John Lennon Bezerra Santana, 23 anos, amasiado, residente no bairro são Sebastião, Afogados da Ingazeira, encontrou a estrada bloqueada com pedras e arame farpado.

Segundo informações de parentes da vítima, ao diminuir a velocidade, notou que saiu de repente dois indivíduos de dentro da caatinga, neste momento ao tentar ultrapassar os obstáculos, perdeu o controle do veículo vindo a cair, onde foi socorrido para o Hospital local, vindo a sofrer traumatismo craniano e escoriações pelo corpo.

A Polícia Militar realizou rondas no intuito de localizar os suspeitos, obtendo êxito. Após interrogados e devido as contradições das declarações acabaram por confessar que haviam bloqueado a estrada para prática de delito. Os suspeitos, afirmaram serem menor de idade, ambos com 17 anos. Pelo fato de serem menores de idade não podemos dizer a residência dos mesmos, mas adiantamos que são da Zona Rural do mesmo município. eles foram conduzidos a DPC de Afogados da Ingazeira-PE.
Luiz Carlos

Igreja Evangélica Assembléia de Deus constrói templo em Afogados da Ingazeira para mil pessoas

A Igreja Assembléia de Deus está construindo um novo templo, em Afogados da Ingazeira. A previsão é de que o prédio estará pronto até o final deste ano. Depois de construído, o local será considerado um dos maiores templos da igreja na região. O templo terá capacidade para receber cerca de mil pessoas. A área total de construção é de 610.53 m2. A obra está localizada na Rua Gustavo Fitipalde, Bairro São Sebastião. De acordo com o pastor Genivaldo Marques (Gestor Local), a Igreja Assembléia de Deus tem mais de cinqüenta anos de fundação na cidade de Afogados da Ingazeira e conta com aproximadamente 1.200 membros.
Blog do Itamar

Motorista estupra filha de 15 anos na Zona da Mata

(Imagem Ilustrativa)
Uma adolescente de 15 anos foi estuprada pelo pai na noite desse domingo (5), no município de Ribeirão, na Zona da Mata de Pernambuco.

Por volta da 19h, a polícia foi informada que um motorista havia estuprado a filha, uma menor de 15 anos, em um motel localizado na rodovia BR 101, no bairro Bandeirante, no município. Ainda segundo a polícia, a mãe da menina, ao saber do abuso, foi falar com o acusado que lhe agrediu com vários socos. Ao perceber a chegada dos policiais, o acusado conseguiu fugir.

As vítimas foram encaminhadas para a delegacia local. O acusado está foragido.

Homem é morto à tiros no Bairro das Misões em Tabira.

O policiamento de Tabira foi informado por populares que havia um corpo no  Bairro das Missões, próximo aos terrenos de Beliato. Quando os Policiais chegaram no local encontraram a vítima Samuel B. da Silva, de 26 anos, no chão, alvejado com vários disparos na região da cabeça e das costas, Samuel era morador do mesmo bairro, e segundo testemunhas por volta de 01h30, ouviram disparos de arma de fogo próximo ao local onde foi encontrado o corpo. As mesmas não souberam informar a autoria dos disparos. O corpo foi conduzido ao Hospital de Tabira e a ocorrência foi passada a Delegacia local para que sejam tomadas as medidas cabíveis.
Informações do 23º BPM para o Jornal Tabira

Casal sofre tentativa de homicídio próximo ao lixão de Afogados da Ingazeira

Um casal foi baleado na Rodovia PE 320, s/nº, Próximo ao Lixão do município, às 00h20 desse domingo (05). Sueli Pereira da Silva,31 anos, e João Batista de Almeida, 33 anos, residentes no bairro Pe. Pedro Pereira, Afogados da Ingazeira-PE foram socorridos por populares para o Hospital Regional Emília Câmara, onde relataram que dois homens, ambos usando casacos de frio, se aproximaram atirando. Sueli foi alvejada com um disparo de raspão na perna esquerda e o João Batista foi alvejado com dois disparos de arma de fogo, um no abdômen e outro no braço esquerdo. As vítimas informaram que o autor dos disparos seria um deles seria o elemento conhecido por “LIÊ”, pois o João já teve anteriormente uma desavença com o mesmo. Foram realizadas diligências no intuito de prender os acusados, porém sem êxito.
Por Luiz Carlos Fernandes