Exército em Iguaracy: Com a ajuda dos militares, agentes da Secretaria de Saúde entram na “guerra” de combate ao mosquito da dengue

Militares do 71º Batalhão de Infantaria Motorizado (71º BIMTz), sediado em Garanhuns, chegaram em Iguaracy na segunda (21).
O combate à dengue no Município de Iguaracy conta com o importante reforço de homens do 71º Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro, de Garanhuns. Eles vão atuar nas residências, junto aos agentes de endemias que já percorrem a região.
A intenção, com a união de forças, é eliminar os focos e possíveis criadouros do mosquito, e orientar a população sobre os devidos cuidados.
Nas atividades de campo, os homens desempenham as mesmas funções dos agentes de endemias que já atuam na localização de possíveis focos da dengue e criadouros do mosquito, e na aplicação de inseticida. Foram traçadas estratégias com a equipe da Secretaria de Saúde e antes de vir para Iguaracy, o grupamento passou por uma capacitação.
De acordo com a Secretaria de Saúde, o trabalho dos agentes e do Exército depende da colaboração e da efetiva participação da comunidade para ter o êxito desejado. E a ajuda é simples, basta eliminar possíveis pontos de acúmulo de água, tirando do quintal tudo que pode acumular água como baldes, potes plásticos, garrafas. Um mínimo recipiente com água limpa é suficiente para o mosquito depositar seus ovos.
Segundo o Coord. Do setor de Endemias, Manoel Braz da Silva (Maninho), ao todo são 11 militares, 7 agentes de endemias e 4 agentes comunitários de saúde atuando em conjunto, com o suporte de servidores das demais secretarias.
Mesmo com o clima de medo, ainda existe muitos moradores descuidados acumulando objetos passíveis de acumular água parada em seus quintais, o que aumenta os focos do mosquito
Eles estão atuando na fiscalização dos bairros, área central e nos próximos dias também estarão nos distritos. As equipes precisão entrar nas casas dos moradores para verificar a presença de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus.
Até o momento, uma parte da área central e os bairros São Sebastião, Cohab e o conjunto de casas populares já foi coberto pelos agentes. Algumas residências não puderam ser vistoriadas porque estavam fechadas. Por isso, a Secretaria de Saúde pede à população que receba os soldados e os agentes, para que possam fazer o trabalho. (Por Bruno Júnior)
A previsão é de que o Exército permaneça em Iguaracy até o início de 2016, com pausa no natal e no ano novo, em função do retorno dos militares à Garanhuns durante esses dois períodos.
O acúmulo de latinhas por exemplo, é um risco eminente
Todo o material suscetível a ser criadouro está sendo recolhido de terrenos baldios e ambientes abertos
Clique abaixo e veja todas as imagens


 
Prevenção

A dengue é uma doença infecciosa febril transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele.

A Dive orienta que pessoas que estiveram nos últimos 14 dias em uma cidade com presença doAedes aegypti ou com transmissão da dengue e apresentar os sintomas devem procurar uma unidade de saúde para diagnóstico e tratamento.

Entre as recomendações da Dive para evitar a disseminação do vírus da dengue estão evitar usar pratos nos vasos de plantas e, caso utilize, colocar areia nas bordas; guardar garrafas e objetos que possam armazenar água sempre com a abertura virada para baixo.

Também é necessário manter as lixeiras tampadas, bem como as caixas d’água. Plantas que acumulam água, como bromélias, devem ser evitadas. O acúmulo de lixo também deve ser evitado, pois pode se tornar foco do mosquito da dengue.

Além disso, é importante tratar a água da piscina com cloro e limpá-la uma vez por semana; rolos devem ficar fechados e desentupidos. Os potes de comida e de água dos animais devem ser lavados com escova, também semanalmente.

Share/Bookmark

0 comentários: