O mau cheiro nas axilas pode apresentar diversas causas

Muitas vezes, nós percebemos mau cheiro proveniente das nossas axilas ou mesmo das axilas de outras pessoas próximas a nós. Sem dúvida, é algo extremamente desagradável de se perceber ou saber que outros estão percebendo o mau cheiro proveniente de nós. Você já se perguntou por que ocorre o mau cheiro nas axilas de uma pessoa? Essa é uma pergunta muito importante que necessita de uma resposta esclarecedora. O famoso “cecê” é explicado tanto pela Química quanto pela Biologia.
A Biologia explica que, na região das axilas, existe um grupo de glândulas sudoríparas chamadas de apócrinas, que contribuem, e muito, para o mau cheiro nessa região. A função de toda e qualquer glândula sudorípara é eliminar o suor para abaixar a temperatura interna do corpo.
O suor apresenta algumas substâncias químicas comuns, como a água, sais minerais, ureia etc. Todavia, o suor eliminado pelas glândulas apócrinas é diferente, pois, junto às substâncias já relatadas, elas também eliminam restos celulares. Como na região das axilas existem diversas bactérias, estas acabam realizando o metabolismo dos restos celulares e produzindo algumas substâncias químicas denominadas de ácidos carboxílicos. Veja a estrutura química desses compostos:
Fórmula geral de um ácido carboxílico
Fórmula geral de um ácido carboxílico
Os ácidos carboxílicos produzidos pela metabolização dos restos celulares apresentam odores fortes característicos. Veja alguns ácidos e os cheiros que eles provocam:
  • Ácido butírico (cheiro de manteiga rançosa)
Fórmula estrutural do ácido butírico
Fórmula estrutural do ácido butírico
  • Ácido caproico (cheiro de cabra)
Fórmula estrutural do ácido caproico
Fórmula estrutural do ácido caproico
CURIOSIDADE: Existem pessoas que apresentam suor excessivo na região axilar, condição conhecida como hiper-hidrose. Esse fator pode aumentar a proliferação bacteriana e, consequentemente, o mau odor.
Existe ainda a possibilidade de substâncias que apresentam enxofre na sua composição serem produzidas quando consumismos alimentos como álcool, cebola, alho e pimenta. Após a digestão, os componentes químicos desses alimentos são transformados em substâncias que apresentam odor forte e são eliminados por vários poros do corpo e também pelas glândulas sudoríparas.
Alho, cebola e pimenta contribuem para o mau cheiro nas axilas
Alho, cebola e pimenta contribuem para o mau cheiro nas axilas
Para resolver o problema do mau cheiro nas axilas, é necessário tomar alguns cuidados e medidas, a saber:
  • Uso de sabonetes antibacterianos e desodorantes com ação antibacteriana (as substâncias com ação antibacteriana eliminarão a presença das bactérias nas axilas);
  • Não usar esponjas muito ásperas. Elas podem irritar a pele na região axilar e provocar uma maior produção de suor;
  • O uso de desodorantes ajuda a melhorar o cheiro na região em virtude da presença de substâncias com odor agradável;
Os desodorantes são grandes aliados contra o mau cheiro nas axilas
Os desodorantes são grandes aliados contra o mau cheiro nas axilas
  • Ter menos pelos na região axilar diminui a proliferação de bactérias, mas a retirada desses pelos não pode ser feita de forma agressiva (como na depilação com cera);
A depilação com cera agride e irrita a região axilar
A depilação com cera agride e irrita a região axilar
  • Utilizar bicarbonato de sódio dissolvido em água na região axilar e nas roupas que utilizamos neutraliza os ácidos carboxílicos produzidos pelas bactérias.

Por Me. Diogo Lopes Dias

Share/Bookmark

0 comentários: