Mostrando postagens de Junho 1, 2016Mostrar tudo

Escravidão moderna atinge 45,8 milhões de pessoas no mundo

Segundo o documento, 58% dessas pessoas vivem em apenas cinco países: Índia, China, Paquistão, Bangladesh e Uzbequistão
Cerca de 45,8 milhões de pessoas em todo o mundo estão sujeitas a alguma forma de escravidão moderna. A estimativa é do relatório Índice de Escravidão Global 2016, da Fundação Walk Free, divulgado nesta terça-feira (30).
Segundo o documento, 58% dessas pessoas vivem em apenas cinco países: Índia, China, Paquistão, Bangladesh e Uzbequistão. Já os países com a maior proporção de população em condições de escravidão são a Coreia do Norte, o Uzbequistão, o Camboja e a Índia. De acordo com a Walk Free, o Brasil tem 161,1 mil pessoas submetidas à escravidão moderna - em 2014, eram 155,3 mil.
A escravidão moderna ocorre quando uma pessoa controla a outra, de tal forma que retire dela sua liberdade individual, com a intenção de explorá-la. Entre as formas de escravidão estão o tráfico de pessoas, o trabalho infantil, a exploração sexual, o recrutamento de pessoas para conflitos armados e o trabalho forçado em condições degradantes, com extensas jornadas, sob coerção, violência, ameaça ou dívida fraudulenta.Embora seja difícil verificar as informações sobre a Coreia do Norte, as evidências são de que os cidadãos são submetidos a sanções de trabalho forçado pelo próprio Estado. No Uzbequistão, apesar de algumas medidas de combate à escravidão na indústria do algodão, o governo ainda força o trabalho na colheita do algodão.

Dirigir cinquentinha sem habilitação dá multa de R$ 574 a partir desta quarta-feira

Agora é para valer. A partir desta quarta-feira (1º), o condutor das motos de até 50 cilindradas, conhecidas popularmente como cinquentinhas, terá que estar habilitado. Quem for pego sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A ou ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor) pagará multa de R$ 574, estará cometendo infração gravíssima (7 pontos) e terá o veículo apreendido. A multa equivale ao valor da penalidade por infração gravíssima, R$ 191,54, multiplicado por três.
A exigência da habilitação deveria ter entrado em vigor em fevereiro, mas o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) voltou atrás e prorrogou o prazo para o dia 31 de maio. Desde o dia 1º de março o Detran-PE estava realizando blitzes para fiscalizar a habilitação dos ciclomotores e só no primeiro dia de abordagens 13 veículos foram apreendidos. Porém, com a decisão do Contran a ação foi suspensa.
Para facilitar a formação do condutor de cinquentinha, o Contran reduziu a carga horária prática e teórica exigida para tirar a ACC, tornando o processo mais ágil e barato. A resolução reduziu a carga horária exigida para a autorização de 45 horas/aula teóricas e 20 horas/aula práticas para apenas 20 horas/aula teóricas e 10 horas/aula práticas. As provas tiveram uma redução de 30 questões para 15, exigindo um percentual de acerto de 60%. O candidato precisa acertar apenas nove e não mais 21 questões. Com isso, o valor para tirar uma ACC foi reduzido. Até então, retirar uma ACC significava seguir o mesmo processo e pagar o mesmo valor de retirada de uma CNH na categoria A. Estima-se que uma ACC esteja custando, em média, R$ 300.
Nas ruas, entretanto, a população questiona o valor. Diz que é muito alto para os condutores de ciclomotores. “Quem dirige cinquentinha é pobre, é gente humilde. Você não vai ver ricos numa 50 cilindradas. Concordo com o emplacamento, mas não com a cobrança da habilitação. Eu, por exemplo, perdi meu emprego por causa da crise e não tenho condições de pagar nada. Aliás, agora, não poderei nem usar o veículo para vender alguma coisa ou procurar emprego”, reclama Gutemberg de Lima, 33 anos, morador de Chão de Estrelas, na Zona Norte do Recife.
Os condutores, entretanto, não têm procurado o Detran-PE para tirar a ACC. A habilitação começou a ser exigida com a regulamentação dos ciclomotores, no dia 31 de julho do ano passado. Porém, em 15 de outubro, a 5ª Vara Federal em Pernambuco, suspendeu a exigência por liminar. A decisão foi derrubada, também em caráter liminar, um mês depois pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). O documento chegou a ser exigido em dezembro, mas poucos dias depois a exigência foi suspensa novamente.
A reportagem passou o dia tentando entrevistar a direção do Detran-PE para saber se haverá fiscalização nas ruas, mas ninguém do órgão se pronunciou e nenhuma operação foi anunciada. (Via: JC)

Senado aprova projeto de lei que tipifica estupro coletivo e aumenta pena para esse tipo de crime de um a dois terços

:
Casos recentes de estupro coletivo no Rio de Janeiro e no Piauí, que ganharam repercussão nacional nos últimos dias, deram fôlego para as bancadas femininas da Câmara e do Senado aprovarem projetos de combate à violência contra as mulheres. Nesta terça-feira, 31, os senadores aprovaram matéria de autoria da senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM) que tipifica o estupro coletivo e aumenta a pena para esse tipo de crime de um a dois terços. Uma emenda da relatora Simone Tebet (PMDB-MS) também criminaliza a divulgação do crime internet, com pena de dois a cinco anos de reclusão. O projeto segue para apreciação na Câmara.
O projeto que tipifica o estupro coletivo estava parado no Senado desde o mês de setembro do ano passado e só entrou na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado após ser divulgado o caso da jovem de 16 anos que teria sido estuprada por 33 homens, na semana passada. O presidente da Casa Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu acelerar a tramitação da matéria e propôs a apresentação de um requerimento assinado pelos líderes para que a votação fosse levada diretamente ao plenário hoje. Mais cedo, foi aprovada na Câmara a criação de uma comissão especial para acompanhar as investigações do caso carioca.
“A reprovabilidade da conduta nos estupros perpetrados por diversas pessoas, na mesma ocasião, é mais elevada que nos demais crimes contra a dignidade sexual, pois a pluralidade de agentes importa, além da covardia explícita e da compaixão inexistente, em ainda mais sofrimento físico e moral, medo e humilhação para a vítima”, argumentou Simone Tebet. Para a senadora, a divulgação do estupro deve ser penalizada também pelo Código Penal, pois “perturbará o convívio familiar da vítima, desestabilizará suas relações sociais, deixará sequelas em futuros relacionamentos amorosos e na imagem que a vítima buscará construir a respeito de si mesma”.

Ocorrências registradas na área do 23º BPM , no dia 31 de maio de 2016.

Cidades com Ocorrências registradas
- Furto / Localização de veículo em Afogados da Ingazeira.
- Posse de entorpecente em São Jose do Egito
- Vias de fato / Agressão em Santa Terezinha
- Dirigir veículo sob a influência de álcool / Ameaça / Desacato em Ingazeira
- Porte ilegal de arma de fogo em Tuparetama
- Direção perigosa e desobediência em Itapetim
Click em LEIA MAIS para ver detalhes

CONTA DE LUZ DE JUNHO TERÁ BANDEIRA VERDE

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a bandeira tarifária verde nas contas de luz dos consumidores brasileiros em junho, o que não gera cobrança adicional; segundo a agência, as boas chuvas no início do ano, que recuperaram os reservatórios das hidrelétricas, a redução da oferta e a entrada de novas usinas em operação contribuíram para manter a bandeira verde, vigente desde abril.

Suspeito do assalto a casa lotérica em Afogados e 18 crimes na região é preso em Serra Talhada

Na noite desta terça-feira (31), por volta das 18h30, a Polícia Civil Serra Talhada capturou o foragido de justiça, identificado como Tony Deyvik, de idade não revelada, suspeito de assaltos e homicídio na cidade de Serra Talhada e região.
Ao Portal NN, o Comissário Barbosa informou que a prisão aconteceu na residência da irmã do acusado, localizada em uma rua por trás do 14º BPM, onde os policiais civis cercaram a casa e ele empreendeu fuga, pulando para o muro vizinho, adentrando na residência, fazendo uma pessoa de refém. Os policiais fizeram a negociação e conseguiram prender o suspeito. “Tony Deyvik é investigado pela participação em um homicídio, além 18 crimes diversos na região, inclusive é suspeito de haver participado do último assalto à casa lotérica da cidade de Afogados da Ingazeira“, informou o Comissário. O acusado foi preso em cumprimento a um Mandado de Prisão por roubo de cargas, na cidade de São José do Belmonte.
Fonte: Portal Nayn Neto

Yane Marques foi estrela da passagem da tocha olímpica pelo Recife

Depois de uma viagem de 35 quilômetros por todas as regiões da cidade, a Tocha Olímpica foi acesa no Marco Zero do Recife, dando fim ao revezamento na capital pernambucana, nesta terça-feira (31). Os 176 condutores oficiais do revezamento passaram por símbolos da cidade e dividiram espaço com uma espécie de minimaratona espontânea que seguiu todo o percurso programado.
A participação do Recife na condução da tocha pelo Brasil começou no bairro Ponto de Parada, zona norte da cidade. O início do revezamento estava previsto para as 13h, mas começou com meia hora de atraso. O primeiro condutor da tocha foi José Filho, funcionário da fábrica de refrigerante que é um dos patrocinadores das Olimpíadas.
O primeiro atleta a receber o símbolo olímpico foi o goleiro do Sport Recife, Alessandro Beti Rosa, o Magrão, em frente ao campo do time rival, o Santa Cruz. Assim, a rua se dividia em aplaudir, de um lado, e vaiar, do lado próximo à sede do Santinha, como o Santa Cruz é chamado pelos torcedores.
O trajeto de 35 quilômetros foi da zona norte à zona sul, atravessando a zona oeste e passando por bairros populares, até a orla marítima de Boa Viagem, quando retornou para o centro da cidade e teve como destino final o Recife Antigo, bairro que preserva as características históricas da capital pernambucana.
Entre os176 condutores, estavam anônimos e famosos, como a atriz Fabiana Karla e o artista plástico Romero Britto, ambos pernambucanos, até atletas inspiradores como Breno Viola, que tem síndrome de Down e é campeão mundial de Judô. Cada um levava a tocha por 200 metros. A professora de educação física Edilce Monteiro dançou frevo com a tocha, e o público em volta cantou clássicos para acompanhar a dança.
As últimas a conduzir a pira olímpica foram as atletas Yane Marques, do pentatlo moderno, e Roseane Ferreira dos Santos, a Rosinha, medalha de ouro nas Olimpíadas de Sidney (2000) em arremesso de peso e lançamento de disco. A pira olímpica foi acesa no Marco Zero às 20h30, aproximadamente.
Atletas amadores do Recife aproveitaram o revezamento na cidade para improvisar uma quase maratona no percurso da tocha: o percurso oficial da prova tem 42km195m e nesta terça-feira foram percorridos 35 km.
O primeiro município pernambucano a receber a tocha olímpica foi Petrolina, na divisa com a Bahia, no dia 26 de maio. Passou também no estado por Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó, Cabrobó, Garanhuns, Lajedo, Caruaru, Gravatá e Jaboatão dos Guararapes. Nesta quarta-feira (1º), o revezamento continua em Ipojuca, no dia 02 em Igarassu e Goiana, e segue para a Paraíba.
Olinda também deveria receber a Tocha Olímpica, mas o município cancelou a participação em decorrência dos temporais que causaram mortes e estragos na cidade nesta segunda-feira (30). No dia 05 de junho ainda há uma última passagem pelo estado, desta vez em Fernando de Noronha.
Ao todo, 300 cidades brasileiras recebem a tocha ao longo de três meses. O ponto final do trajeto é o Rio de Janeiro, cidade-sede dos Jogos Olímpicos 2016, na abertura da competição mundial, dia 05 de agosto. O Estádio Mário Filho, o Maracanã, será o palco da cerimônia de abertura, onde a tocha do último condutor acenderá a pira olímpica.

Afogados: Motorista Jassanã está desaparecido

O motorista Antonio Valêncio de Farias, popularmente conhecido por Jassanã, de 65 anos, está desaparecido desde o último fim de semana.
Pedimos a quem tiver alguma informação entrar em contato com a polícia (87) 99937-5670.

Advogado do Diabo: Advogado é morto após não conseguir tirar clientes da cadeia

Um advogado foi morto no Rio de Janeiro após não conseguir libertar traficantes da prisão. Roberto Viegas Rodrigues, de 26 anos, desapareceu no dia 22 de dezembro do ano passado, mas somente agora a polícia concluiu o inquérito da morte dele.
De acordo com a Delegacia de Descoberta de Paradeiros, Roberto era advogado do traficante Jean Carlos Nascimento dos Santos, conhecido como Di Menor, e foi até o Morro do Dezoito para encontrá-lo. Depois disso, ele não foi mais visto.
O carro dele foi encontrado na entrada do Morro do Fubá, que é dominado por uma facção rival. Mas após investigação, a polícia descobriu que o grupo comandado por Jean que deixou o automóvel no local.
Os investigadores descobriram que Roberto tinha se comprometido a tirar dois comparsas de Jean da cadeia até 21 de dezembro, o que ele não conseguiu fazer. Ele, então, foi no morro, mas percebeu que seria morto e lutou com um traficante conhecido como Diguinho. O advogado tomou a arma e matou o rapaz, mas acabou sendo morto por outros bandidos. A polícia indiciou Jean e um comparsa Claudio Rosa dos Santos. Eles estão foragidos.

Participantes de fraude de concurso da PM pagariam R$ 30 mil por gabarito

Após desarticular um grupo que tentava fraudar um concurso da Polícia Militar (PM) no domingo (29), a Polícia Civil informou, nesta terça (31), que os beneficiados pelo repasse de gabaritos no momento da prova pagariam entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil pela utilização do ponto eletrônico. Em caso de êxito no concurso, os aprovados que usufruíram do esquema desembolsariam R$ 30 mil com a ajuda de empréstimos consignados.
Durante as investigações, a moderna tecnologia utilizada para repassar as respostas do certame aos compradores do gabarito chamou a atenção da Polícia. “As informações eram transmitidas para os candidatos por meio de um ponto eletrônico auricular, com um transmissor com chip semelhante a um cartão de crédito. Cada um dos vendedores tinha um número de celular e repassaria, através do ponto, o gabarito das provas”, explica o delegado João Gustavo Godoy, responsável pelo caso.
O gabarito seria feito por professores com conhecimentos específicos de cada conteúdo abordado no certame e o esquema seria comandado por um dono de cursinho. Ainda assim, a Polícia esclarece que o concurso não foi prejudicado.
“O que seria repassado não era o gabarito oficial, mas sim uma série de respostas feitas por professores e vendidas a terceiros. Não existiu divulgação de gabarito oficial”, assegura o delegado.
“Ainda estamos investigando e vamos trabalhar duramente para que não aconteçam ações semelhantes a essa nos próximos concursos”, explica. “Nosso trabalho será quadruplicado durante o concurso da Polícia Civil”, garante Godoy. Após audiência de custódia, os envolvidos no esquema irão responder em liberdade pelos crimes de estelionato, formação de quadrilha e fraude de concurso público.

DE BOLSO CHEIO: Aumento para vereadores, prefeito e vice aprovado em Itapetim: é legal, porém imoral

A mesa da Câmara de Vereadores de Itapetim apresentou um projeto de resolução aumentando os subsídios deles próprios e do prefeito em 87,5%. Os vereadores passariam dos R$ 4.000,00 para R$ 7.500,00 e o prefeito dos R$ 8.000,00 para R$ 15.000,00.
Submetido a votação, com a exceção do voto de Mario José, o projeto foi aprovado a semana passada. O prefeito, que é candidato à reeleição, para não ficar feio no retrato, vetou o projeto.
O veto levado à apreciação de suas excelências, como já era esperado, fora derrubado pelos próprios interessados. O único voto destoante fora o de Mário José, líder da oposição, que votou a favor do veto, concordando com o prefeito, mas, sobretudo, em defesa do povo, pois esse é o papel primordial daquele que o representa em assembleias.
Nesse ponto, deve ser observada a postura do nobre líder da oposição, vereador Mario José, pela posição correta e responsável por que se pautou agora e vem se pautando em todo exercício do mandato.
Não se concebe que uma cidade do nosso porte, sem recursos próprios para sequer se manter, se dê ao luxo de conceder um aumento “salarial” desse tamanho, onde nenhuma classe de trabalhadores do País teve aumento que chegasse ao patamar dos 10%, e até porque a situação econômica e atual da nação não oferece lastro para isso, revelando-se numa medida tosca e irresponsável por parte de suas excelências.
Destaque-se, por ilustração, que uma cidade riquíssima como Londrina, no Paraná, com quase 500.000 habitantes, a Câmara de vereadores concedeu o reajuste de 11%. Mesmo assim, há uma pressão popular para reduzir os valores dos subsídios para que se adequem à crise nacional.
Voltando ao nosso caso, pior que a irresponsabilidade da nossa edilidade é a imoralidade clara e transparente do conteúdo da lei ali votada e aprovada. Observe, gente! O que se chama legislar em causa própria ou fazer lei para se beneficiar foi realmente o que aconteceu no fatídico dia de ontem. Aumentar o pão da própria mesa com o dinheiro do povo, pode até virar lei por aqueles que a promulgam, porém se torna um ato repugnante e moralmente inaceitável aos princípios éticos e morais da sociedade.

Polícia prende falso padre em Sousa na Paraíba

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho executado pelo Grupo Tático Especial (GTE) da 19ª Delegacia Seccional, com sede na cidade de Sousa, deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Antonio Artagnan de Lima, de 40 anos, conhecido por ‘Frei Rodrigues’ ou ‘Missionário Artagnan’. 
De acordo com a delegada titular da seccional, Patrícia Forny, a prisão foi possível após um trabalho em conjunto da Polícia Civil da Paraíba com a as Polícias dos Estados do Ceará (CE) e ainda no Distrito Federal (DF). “Recebemos a denúncia que ele se passava por padre em cidades do Sertão da Paraíba. Ele se identificava como Frei, e chegou a celebrar casamentos e batismos. O golpe já teria sido aplicado em outros Estados e a prisão aconteceu após uma investigação conjunta das Polícias da Paraíba, Ceará e Brasília”, disse a autoridade policial.
Ainda segundo a delegada Patrícia Forny, Antonio Artagnan informava que era um ex-Padre e viajava pelo país pregando e dando testemunhos em igrejas católicas e evangélicas. O suspeito foi preso em uma pousada na cidade de Sousa, no Sertão paraibano, onde ele também aplicava golpes. Ele pedia dinheiro aos fiéis para hospedagens e alimentação.
O preso é cearense e tinha residência em Brasília, mas viajava por outros Estados. “A investigação em conjunto se deu depois que recebemos a informação da Polícia Civil de Brasília informando que ele estava aplicando golpes em cidades do Sertão da Paraíba e começamos as buscas pela região”, disse a delegada, acrescentando que o suspeito já possuía um mandado de prisão expedido pela Justiça da cidade de Fortaleza, no Ceará. Ele também responde processo por corrupção de menores. Depois de preso, Antonio Artagnan foi conduzido para a Colônia Penal Agrícola de Sousa, mas deve ser transferido para uma Unidade Prisional do Ceará.

PODE TUDO: Homem(sexual) quebra garrafa na cabeça de PM durante a Parada Gay

Um homem quebrou uma garrafa de vidro na cabeça de um policial militar na tarde do último domingo (29), na Rua da Consolação, perto do cruzamento com a Avenida Paulista, na região central de São Paulo, durante a 20ª edição da Parada do Orgulho LGBT (Parada Gay).
Dois policiais faziam a prisão de um suspeito de furtar celulares no meio da multidão quando um homem usando um boné creme e uma camisa de botão azul de manga comprida se aproximou e quebrou a garrafa na cabeça do PM. O policial sofreu um corte na cabeça e ficou sangrando.
Nas imagens do vídeo acima, tudo indica que a PM prendeu o "ser protegido da nação" errado...