Mostrando postagens de Outubro 17, 2016Mostrar tudo

Garis em Tabira estão com salários atrasados e sem previsão para receber

 
Uma comissão dos Garis diaristas e contratados procurou a Redação do Radar e produção do Programa Show da Tarde para relatar as dificuldades que estão passando por conta do atraso no pagamento de seus salários. “Nós temos compromissos, precisamos fazer feira, pagar contas e sem dinheiro como a gente faz isso?”, reclamou um gari.
Procurado pela Redação do Radar, o Tesoureiro Jandson Menezes confirmou que a Prefeitura de Tabira ainda não pagou o mês de setembro aos funcionários da limpeza pública que são diaristas e contratados. Os garis efetivos estão com seus salários em dia.
Outra notícia ruim, também passada pelo tesoureiro, é que não há previsão de quando será feito o pagamento. Segundo Jandson, não há dinheiro para pagar porque “os repasses estão vindo abaixo da média”. (REdação Radar / Imagem Ilustrativa)
Outubro será pago no início do mês de novembro e se até lá a prefeitura não tiver resolvido o problema, os garis vão amargar dois meses de salários atrasados.

Para quem gosta de Festa: Vem ai a FESTA DA VITÓRIA em Tuparetama com Saia Rodada, Vozes do Forró, Acorde Matuto,Zé Doidim,João Márcio, Adelmo Aguiar e Denilson Nunes.

 
Participações:Zé Doidim,João Márcio, Adelmo Aguiar e Denilson Nunes.

Mulheres oram durante assalto e arma de bandido falha 3 vezes

Segundo Datena, foi milagre, pois não havia nada de errado com a pistola
Exibido ao ar durante o programa “Brasil Urgente”, da Band, um vídeo está chamando atenção na internet. Durante o programa, apresentado por José Luiz Datena, foi exibida uma gravação de câmeras de segurança, por isso não há som. As imagens mostram o que seria apenas mais uma tentativa de roubo na violenta cidade de São Paulo. Contudo, o que se viu na tela foi um “milagre”.
Era perto das dez da noite do último sábado (9). Mãe e filha voltavam da igreja quando, em frente à sua casa foram abordadas por um homem armado. O bandido tenta entrar na casa de todo jeito, mas as mulheres reagem. Surge uma terceira mulher, que estava no interior da residência.
O homem acaba sendo enfrentado por elas, que começam a orar em voz alta, pedindo ajuda a Deus. Perdendo a paciência, o homem resolve atirar. São dois disparos à queima-roupa, mas a arma falha. As mulheres começam a gritar e ele atira uma terceira vez. Novamente o tiro não sai.
A mãe passa mal e desmaia. O homem não se comove e continua tentando realizar o roubo. Consegue entrar na casa, mas sai minutos depois sem levar nada. Todo esse episódio dura cerca de dois minutos. A identidades das mulheres e do ladrão não foram reveladas.
Segundo o próprio Datena “A oração valeu a pena. Por que a arma que falhou três vezes, funciona, por que depois ele trocou tiros com a polícia”.
Assista:

Papa diz que evangelização é “o maior veneno contra o caminho ecumênico”

Francisco quer que católicos e evangélicos deixem doutrina de lado e trabalhem juntos
Na manhã desta quinta-feira (13), o papa Francisco recebeu no Vaticano, cerca de mil luteranos que participam de uma visita a Roma. “Estou feliz em recebê-los em sua peregrinação ecumênica, iniciada na região de Lutero, na Alemanha, e terminada aqui junto à sede do Bispo de Roma”, afirmou o pontífice.
Em seu discurso, sublinhou a necessidade de “agradecer a Deus porque hoje, luteranos e católicos estão caminhando juntos pela mesma estrada, saindo do conflito para a comunhão. Ao longo do caminho provamos sentimentos contrastantes: a dor pela divisão que ainda existe entre nós, mas também a alegria pela fraternidade reencontrada”.
Francisco afirmou aos presentes que no final de outubro fará uma visita apostólica a Lund, na Suécia. Juntamente com a Federação Luterana Mundial, dará início à comemoração dos 500 anos da Reforma Protestante. Também agradecerá os 50 anos de diálogo oficial entre luteranos e católicos.
A proposta do líder máximo dos católicos é que eles se unam aos evangélicos. O testemunho que o mundo espera de nós, afirmou, “é que tornemos visível a misericórdia que Deus tem para conosco através do serviço aos pobres, aos doentes, aos que abandonaram a sua terra natal em busca de um futuro melhor para si e para os seus. Vamos servir juntos os mais necessitados, assim experimentamos o que é estar unidos, pois é a misericórdia de Deus que nos une”, sublinhou na parte final do seu discurso.
Além de dizer que rezaria pelos jovens, pediu orações por sua pessoa. Também deixou uma mensagem controversa. “Enquanto os teólogos levam avante o diálogo no âmbito doutrinal, continuem a procurar com insistência, ocasiões para se encontrar, se conhecer melhor, rezarem juntos e ajudarem uns aos outros e a todos aqueles que estão em situação de necessidade. Assim… Deus nos conduzirá à plena comunhão”.
Antes de terminar o encontro, Francisco respondeu a perguntas dos jovens luteranos. Ele classificou as tentativas de evangelização de “o maior veneno contra o caminho ecumênico”.
Além de pedir que os europeus recebam os refugiados muçulmanos, ele fez um questionamento aos presentes: “Quem são os melhores: os evangélicos ou os católicos?”. A resposta oferecida por ele mesmo foi “O melhor é todos juntos”.
Lutero estava presente
No local, chamava a atenção a presença de uma estátua de Martinho Lutero, segurando um documento que seriam suas teses. Francisco parece ignorar que a maioria dos ensinos de Lutero, pregados na porta da catedral de Wittenberg em 31 de outubro de 1517 eram justamente contra o que ensinava o papa.
O líder do movimento que resultaria nas igrejas evangélicas de hoje foi excomungado por Leão X numa bula papal de 3 de janeiro de 1521. A Europa viveu por quase 100 anos uma guerra religiosa entre católicos e protestantes que resultou em milhares de mortos.
No ano passado, líderes da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD) pediram desculpas aos católicos e ortodoxos por atos cometidos por luteranos durante a Reforma Protestante, entre eles a destruição de imagens religiosas, chamados de “ídolos”. Com informações de Rádio Vaticana

Após 10 anos, Transnordestina ainda está pela metade

Controlada pela siderúrgica CSN, a ferrovia Transnordestina, uma das grandes promessas do governo Lula, tem sido bancada basicamente por recursos federais. Até agora, 79% dos R$ 6,3 bilhões investidos na obra - que está seis anos atrasada e só concluiu metade do traçado - saíram dos cofres de órgãos públicos. A CSN colocou R$ 1,3 bilhão, sendo metade financiada pelo BNDES.
Na estrutura societária, o poder público detém 50,98% do capital total e a siderúrgica, 49,02%. Pelas regras do contrato, apesar dessa equação, o controle da ferrovia continua nas mãos da empresa de Benjamin Steinbruch. "É uma obra pública transvestida de concessão", diz o presidente da consultoria InterB, Claudio Frischtak.
O problema é que, em tempos de ajuste fiscal, o governo tem revisado uma série de práticas adotadas até agora. Nos últimos dias, além de limitar novos aportes no empreendimento - que deveria ligar a cidade de Eliseu Martins, no interior do Piauí, aos portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco -, já levantou a hipótese de intervenção na ferrovia, uma ameaça também feita no início do governo de Dilma Rousseff. Uma série de reuniões marcadas para esta semana pode traçar o futuro do megaprojeto.
O mal-estar dentro do governo se deve à sequência de cronogramas frustrados e à constante necessidade de financiamento. Há dez anos em obras, a Transnordestina ainda está pela metade e com o orçamento estourado. Os primeiros estudos apontavam que o valor mais razoável da obra girava em torno de R$ 8 bilhões. Mas o governo pediu mudanças no projeto e reduziu o valor para R$ 4,5 bilhões. Em 2012, o valor já estava em R$ 5,4 bilhões, e subiu para R$ 7,5 bilhões depois de uma série de negociações entre os acionistas.
Apesar do rearranjo feito em 2012, que elevou o valor da obra, fontes afirmam que o novo orçamento não foi suficiente para concluir a ferrovia, que tem um traçado de 1.753 quilômetros. Executivos ligados ao projeto destacam que, mesmo na época da renegociação com o governo federal, já se sabia que o projeto beirava os R$ 10 bilhões.
O entrave atual gira em torno de uma liberação de R$ 300 milhões pelo Fundo de Investimento do Nordeste (Finor), que detém 0,4% de participação no projeto. No final de setembro, a Transnordestina enviou uma carta para a estatal Valec, sócia na ferrovia com 41%, para iniciarem a aprovação de mudanças na estrutura de capital da empresa. Para receber o valor do Finor, seria necessário converter algumas ações preferenciais (sem direito a voto) detidas pela Valec em ordinárias (com direito a voto) até meados deste mês.
Em resposta à Transnordestina, a estatal afirmou que não poderia autorizar tal medida sem a aprovação dos ministérios dos Transportes e da Integração Nacional. Além disso, afirma que não foi informada sobre a realização do aporte de R$ 300 milhões pelo Finor. Na CSN, a informação é de que esses recursos já estavam previstos e que os aportes estão atrasados, prejudicando o andamento das obras. Projetada para iniciar operação em 2010, a ferrovia não tem previsão para ficar pronta antes de 2020.
O bloco de acionistas públicos é formado por BNDES, BNDESPar (o braço de participações do banco de fomento), Valec, Finame e Finor. Pelos dados apresentados pela Valec, até agora, apenas 31,9% do volume acordado em 2012 foi liberado pelo Finor e 57% pelo BNDES. Em compensação, o volume liberado pela Valec aumentou 489%. "O problema de ter uma obra pública em forma de concessão é que fica difícil a fiscalização para garantir que está sendo tocada sob os melhores métodos de engenharia e custos ideais. Afinal, o dinheiro é público", destaca Claudio Frischtak
Segundo ele, em qualquer lugar do mundo, ferrovias são construídas com dinheiro público. Mas não nesse modelo. Fontes próximas à Transnordestina afirmam que, embora o controle esteja com a CSN, o governo federal tem um forte poder político dentro da empresa.
Para o ex-diretor executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça, apesar de todo imbróglio envolvendo a obra, o governo precisa tomar uma medida que permita seu término. "Se a opção for um novo sócio, é necessário um cronograma fiel do projeto, pois nenhum investidor estrangeiro vai querer entrar no empreendimento na situação atual." (Via: JC Online)

Horário de Verão causa mudanças na rotina de quem vive em Pernambuco

O horário de verão brasileiro, que tem o objetivo de economizar energia elétrica no país a partir de um maior aproveitamento da luminosidade natural, começou à 0h de domingo (16). Até o dia 19 de fevereiro de 2017, moradores de dez estados e do Distrito Federal terão que adiantar o relógio em uma hora. Pernambuco não faz parte desse grupo, mas quem vive no estado deve sentir o efeito da mudança.
Confira a seguir, algumas áreas em que o horário de verão provoca mudanças na rotina dos pernambucanos:
Televisão
Como 2016 é um ano eleitoral e em algumas cidades pernambucanas vai acontecer o segundo turno, a principal mudança na programação televisiva é que a propaganda eleitoral deverá considerar o horário de Brasília. Ou seja, será veiculada em Pernambuco às 12h e às 19h30.
Na Globo Nordeste, a programação começará uma hora mais cedo apenas aos domingos. “De segunda a sábado, não haverá alteração na grade da manhã e da tarde. Já à noite, o Jornal Nacional será dividido em duas partes por causa do horário político e será exibido após o telejornal local, seguido pelas novelas das 19h e das 21h. A quarta-feira será uma exceção devido ao futebol: o jogo começa às 20h45 e depois da partida vem o capítulo da novela das nove”, explica o supervisor de programação Fernando Esdras.
Rádio
Em Pernambuco e nos outros estados onde não haverá horário de verão, as emissoras de rádio devem gravar o programa ‘A Voz do Brasil’ para retransmissão no horário local das 19h às 20h. Já a transmissão do Guia Eleitoral para o segundo turno acontece no horário de Brasília, o que equivale às 6h e às 11h nas rádios pernambucanas.
Voos
Os passageiros das companhias aéreas devem redobrar a atenção aos horários de embarque e de conexões durante o período de vigência do horário de verão. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o bilhete aéreo apresenta a hora local, já que a informação da partida se refere ao horário na cidade de origem e, a da chegada, refere-se ao horário da cidade de destino. Isso vale, inclusive, para os estados que não aderem ao horário de verão, como é o caso de Pernambuco.
A Infraero (sigla para Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) recomenda que, em caso de dúvidas sobre horários de voos durante o horário de verão, os passageiros entrem em contato com as companhias aéreas por meio dos canais de atendimento de cada uma delas.
Bancos
Em Pernambuco, e nos demais estados das regiões Norte e Nordeste que não participam do horário de verão, o atendimento nas agências bancárias será antecipado em uma hora para acompanhar o funcionamento dos bancos no restante do país.
Enem
As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que neste ano são aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro, seguem o horário oficial de Brasília. Entãso, os estudantes devem ficar atentos: em Pernambuco, os portões serão fechados às 12h, e o início das provas será às 12h30 no horário local. (G1)

Famílias abandonam casas e drama de ‘Vidas Secas’ se repete no Sertão

O romance ‘Vidas Secas’ de Graciliano Ramos foi publicado em 1938. Na obra mais famosa do autor, ele retrata histórias vividas por retirantes que deixavam o Sertão para fugir da seca. Quase 80 anos depois, a história se repete no Sertão Pernambucano. De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, cerca de um milhão e meio de pessoas sofrem com a seca no estado.
Na Zona Rural de Dormentes, no Sertão pernambucano, é possível encontrar vilarejos com casas abandonadas. No município existem, pelo menos, quatro comunidades rurais abandonadas. Das 60 famílias que moravam no povoado de São Domingos, só restaram 20.
A família do agricultor José Ângelo Barbosa é uma das que ainda resiste na localidade. ” É porque a gente não teve oportunidade ainda, mas várias pessoas já foram, né?. Várias casas fechadas aqui nessa vila, e sempre acontece isso, porque a oportunidade é pouca para gente viver, né?. E com certeza isso aí a gente tem certeza que foi gente que foi trabalhar fora. Não tem de onde tirar o sustento pra manter a família, né?”.
Os moradores deixaram as propriedades, as terras e tudo que tinham para fugir da seca. Eles foram tentar uma vida melhor em outras cidades e até mesmo em outros estados, já que a situação não está boa em Pernambuco.
De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, dos 185 municípios do estado, 125 renovaram recentemente o decreto de emergência por causa da estiagem e 56 deles ficam no Sertão. No total, são cerca de um milhão e meio de pessoas sofrendo com a seca.
Muitos reservatórios de água já entraram em colapso. Quem plantou este ano, não colheu nada. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Dormentes, Auricélio Damasceno, disse que está dificil produzir na região. “O que os agricultores plantam perdem. É muita falta de água. Os moradores estão deixando as suas propriedades e indo pra outras regiões, em busca de melhorias de vida”.
A salvação de muitas famílias chega através de carros-pipa das operações mantidas pelos governos estadual e federal. A agricultora Gildete Gomes comemora quando enchem as cisternas do sítio. “Eu me sinto muito bem, porque água aqui é muito difícil e quando aparece aí eu sempre gosto de poupar, que eu laboro com minhas coisas poupando muita água, que aqui é muito difícil de água”.
A Coordenadoria de Defesa Civil do estado de Pernambuco (Codecipe) não divulgou o que a instituição pretende fazer para ajudar as famílias que sofrem com a falta de água no Sertão.
Do G1 Petrolina

Boa Notícia: Escolaridade dos prefeitos sobe no Brasil; mais da metade tem ensino superior

 
Por Clara Velasco/ G1
Mais da metade dos prefeitos eleitos no primeiro turno das eleições deste ano tem ensino superior completo, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dos 5,5 mil eleitos, quase 2,9 mil fizeram um curso de graduação, o que representa 52,2% do total. O grau de instrução dos prefeitos eleitos neste ano é maior se comparado com 2012, quando 48,9% dos eleitos cursaram uma universidade.
A proporção de prefeitos que declaram não ter o ensino médio completo também caiu. Em 2012, 17,4% dos eleitos se enquadraram como tal; já em 2016, o índice é de 16,1% do total. O grau de instrução mais baixo, o de candidatos que apenas leem e escrevem, também teve queda de 0,1 ponto percentual – de 0,8% dos eleitos no primeiro turno para 0,7%.
Além do percentual de prefeitos com nível superior completo, o único índice que teve alta entre as duas eleições foi o de ensino fundamental completo, que passou de 6,5% em 2012 para 6,6% neste ano.
A escolaridade dos vereadores eleitos também subiu no pleito de 2016. Os números do TSE mostram que 26,1% dos candidatos têm superior completo – percentual maior que o da eleição passada, quando 23,7% tinham completado um curso universitário.
Proporção das eleições – Os números mostram que a proporção de prefeitos eleitos com ensino superior é similar à de candidatos ao posto: 51% dos postulantes declararam ter uma faculdade.
A média dos políticos, no entanto, está acima da brasileira. Segundo o IBGE, metade da população não tem o ensino médio completo e só 12% têm ensino superior.

Previsão de chuvas já em outubro

Do Diário do Sertão. Está previsto para esse mês de outubro, fortes chuvas na região Nordeste do país. O famoso fenômeno climático La Niña está se formando no Pacífico, e deve ser tão prejudicial para a agricultura quanto El Niño.
Segundo os meteorologistas, a mudanças significativas nos padrões de precipitação e temperatura ao redor da Terra, o que poderá ocorrer uma grande seca no Sul, fazendo com que haja um aumento das chuvas no Norte e Nordeste.
La Niña é a fase fria de um fenômeno atmosférico-oceânico, caracterizada pelo esfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Os especialistas projetam que La Niña já esteja presente no Brasil nesse mês de Outubro, permanecendo até ao longo de 2017.

Políticas sociais perderão R$ 868 bilhões com a PEC 241, diz novo estudo do Ipea

 
Novo estudo de pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que as perdas das políticas sociais do governo federal seriam gigantescas, caso a proposta a PEC 241 seja aprovada; pela projeção, ao fim dos próximos 20 anos sob o teto, recursos para programas como Bolsa Família, Segurança Alimentar, BPC (previdência para pessoas de baixa renda) e serviços de Proteção Social Básica, que consumiram 1,26% do PIB em 2015, cairiam para 0,7% do PIB; “A assistência social contaria com menos da metade dos recursos que seriam necessários para manter a oferta de serviços nos padrões atuais”, projeta o estudo para 2036; em números, a perda seria de R$ 868 bilhões.

Com o horário de verão, veja a hora local de fechamento dos portões do Enem 2016

Neste domingo (16), dez estados brasileiros entraram no horário de verão.
Os horários indicados no edital do Enem são todos referentes ao horário oficial de Brasília. Nos dias 5 e 6 de novembro, os portões vão fechar às 13h. As provas terão início às 13h30, mas só poderá participar do exame quem entrar na local de prova antes de os portões serem fechados. Como parte do Brasil aderiu ao horário de verão neste domingo, o país tem estados em quatro fusos horários diferentes. Isso quer dizer que, para alguns candidatos, o horário local de fechamento dos portões é diferente.
Veja a abaixo a lista de estados, segundo o horário local de fechamento.
13h (horário local)
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Minas Gerais
Paraná
Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
São Paulo
12h (horário local)
Alagoas
Amapá
Bahia
Ceará
Maranhão
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Pará
Paraíba
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte
Sergipe
Tocantins
11h (horário local)
Amazonas
Rondônia
Roraima
10h (horário local)

Acre