PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

Verdejante é a cidade com maior taxa de mortalidade infantil em Pernambuco

O aumento nos índices de desnutrição ocorre no mesmo momento em que o Brasil diminui investimentos em programas sociais. Isso é o que indicam dados recentemente divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Só em Pernambuco, quase 34 mil crianças sofrem com a desnutrição crônica. Para acompanhar os casos e entender mais sobre quais os problemas que o país enfrenta no âmbito da saúde, a série Desnutrição, realizada pela equipe de reportagem da TV Jornal/Recife mostra alguns casos graves em Pernambuco e no Brasil.
Há cerca de 511 quilômetros da capital pernambucana, a cidade de Verdejante, no Sertão, é onde se registra a maior taxa de mortalidade infantil no Estado, com 44,78%. O valor é 30% maior do que a taxa registrada em Pernambuco. Sem emprego, o pedreiro Antônio Carlos Nogueira e a família vivem uma realidade de luta pela sobrevivência, dependendo do auxílio do Bolsa Família para levar comida para dentro de casa e alimentar seus sete filhos. Sem expectativa para conseguir um trabalho, o medo de seu Antônio de perder o benefício é grande. “Se eles cortarem, eu vou dizer uma coisa, tem de pegar nos braços de tudinho e ir para as praças, para as rádios pedir a quem tem”, desabafa.
Assim como ele, outras famílias passam pelas mesmas necessidades. Segundo os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social, no país, 22% da população recebe o Bolsa Família, o que equivale a 13,7 milhões de famílias. Apenas no Nordeste, concentram-se 6,9 milhões dessas famílias cadastradas no programa.
⏩    Mostrar matéria completa  
Pobreza e desnutrição – Seis a cada dez crianças vivem na pobreza, e a condição das mais graves nesta situação é a má nutrição, que acontece quando a criança fica abaixo do peso e da altura esperada para a idade. Somente em Pernambuco, são mais de 9,5 mil crianças que estão abaixo do peso, ou seja, desnutrição grave. Quando fala-se em desnutrição crônica, quando a criança está com a altura abaixo da média para a idade, o número sobe para 33,8 mil jovens.
Segundo a diretora da Unicef Nordeste, Jane Santos, a alimentação deveria estar entre uma das prioridades garantidas pelo governo para a população. “O direito a alimentação é básico, tem de ser respeitado por todos os governos e a sociedade de forma geral. Esse direito se caracteriza pelo acesso a políticas que garantam alimentação de qualidade de forma contínua”, explica. Enquanto o país passa por uma crise econômica e política, grupos individuais de apoio se juntam para garantir direitos básicos para a população.
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão
...............................................................
AFOGADOS VEÍCULOS.COM - Lojas, Peças e Serviços em Afogados (CLICK AQUI)
ANÚNCIOS WEB SERTÃO - Veja os anúncios comerciais em nosso Blog (CLICK AQUI)
ELITE DIGITAL FESTAS E EVENTOS - Vai fazer festa? (CLICK AQUI)

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...