PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

“A indústria pornô é a escravidão moderna” - Estudo mostra como a pornografia e o tráfico sexual estão ligados

Para a maioria das pessoas, o tráfico sexual é um problema de países estrangeiros distantes. Contudo, estudiosos apontam como toda pessoa que consume pornografiaonline acaba tendo algum tipo de envolvimento indireto.
O tráfico sexual e a pornografia têm fortes ligações, sendo um negócio lucrativo. Estima-se que somente nos Estados Unidos – maior produtor de filmes pornográficos do mundo – a indústria do tráfico sexual movimente US$ 3 bilhões por ano.
Um estudo divulgado pela Universidade da Nova Inglaterra aponta que trata-se do terceiro maior negócio criminoso do mundo, atrás apenas de drogas e armas. Para os especialistas, o tráfico sexual é uma forma global de escravidão moderna, onde os indivíduos são coagidos a realizar atos sexuais contra sua vontade.
De acordo com a Organização Internacional do Trabalho, existem cerca de 4,8 milhões de pessoas forçadas a viver em situação de exploração sexual. Destes, mais de 99% são mulheres. Outro dado relevante é que mais de 21% das pessoas traficadas para o sexo são crianças.
⏩    Mostrar matéria completa  
Como a pornografia está ligada ao tráfico sexual?
Segundo o jornalista John-Henry Westen, “enquanto os homens forem treinados a pensar que a pornografia violenta e perturbadora é sexualmente aceitável, todos os dias uma enorme clientela de traficantes sexuais está sendo formada em casas, dormitórios de faculdades e apartamentos por todo o país”.
A lei norte-americana de proteção às vítimas do tráfico define tráfico sexual como “o recrutamento, abrigo, transporte, oferecimento ou obtenção de uma pessoa para fins de ato sexual comercial”. Isso inclui “induzir atos sexuais comerciais por força, fraude ou coação”.
Um “ato sexual comercial” ocorre quando “qualquer ato sexual pelo qual qualquer valor seja dado ou recebido por qualquer pessoa”. Como os artistas pornôs recebem dinheiro e outros itens de valor, a definição certamente se aplica à indústria pornográfica.
Shelley Lubben, uma ex-atriz pornô revelou anteriormente que “As mulheres são atraídas, coagidas e forçadas a fazer atos sexuais que nunca concordaram em fazer. Drogas e álcool são dadas para ‘ajudá-las’ em cenas pesadas… A indústria pornográfica é a escravidão moderna” .
Por sua vez, o Dr. Mahri Irvine, professor da American University, assegurou: “Eu desejo que as pessoas que assistem pornografia soubessem mais sobre como ela funciona. Elas acreditam que estão participando disso tudo de maneira muito passiva. Provavelmente pensam: ‘Estou fazendo isso na privacidade da minha própria casa e apenas assistindo a um vídeo’. Eles não estão associando isso ao fato de que a pornografia é muitas vezes a violação de vítimas de tráfico sexual”.
Em seu blog, Katie Tomkiewicz lembra: “Vários estudos mostram que, quando o conteúdo pornográfico é assistido, a mente do espectador vai ficando cada vez mais insensível às brutalidades da indústria do tráfico sexual. Isso inclui estupro, coerção, violência sexual e a ideia geral de que as mulheres são objetos cujo propósito é proporcionar prazer sexual”.
Ela defende que “é fundamental abordar a cultura pornográfica como ela realmente é: um canal para o tráfico sexual e uma porta de entrada para futuros cafetões”.
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão
...............................................................
AFOGADOS VEÍCULOS.COM - Lojas, Peças e Serviços em Afogados (CLICK AQUI)

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...