Andrée Perazzo e o importante legado deixado para todos nós que somos filhos de Iguaracy.

A pequena e amável cidade de Iguaracy, que repousa pacata e serena no Alto Sertão do Pajeú, sente a ausência de uma de suas filhas mais ilustres, que desde esta última quarta-feira, 31 de julho de 2019, já não se encontra acessível em nosso meio. Natural de Iguaracy e nascida em 15 de agosto de 1945, mesmo residindo em Recife, capital do Estado, Andrée Perazzo, sempre foi presença, tanto pessoalmente, onde ocasionalmente era vista com sua simpatia de sempre, elegância e glamour visitando a terra natal, como também, através de suas redes sociais, onde mantinha laços de amizade com muitas pessoas, ao qual, muitos de sua terra natal, onde, me honro a dizer que, por algumas vezes troquei figurinhas com a mesma.
Para quem não teve o prazer de conhecer a ilustre figura ao qual retrato nesta matéria, deixo abaixo uma modesta transcrição que ela mesma fez sobre sua pessoa no livro de sua autoria: "Iguaracy - A Cidade Deus do Sol":
"Quem sou.
Senti a necessidade de fazer algumas indagações.
Quem sou?
Do que gosto?
O que quero?
O que aprendi?
Profissionalmente, sou um instrumento do Direito e da Justiça, hoje atuando em parceria com meu filho, Advogado Paulo Emanuel Perazzo Dias, especialmente nas áreas do Direito Administrativo e Previdenciário, ramos nos quais me especializei desde os 23 anos dedicados à CELPE e à CELPOS (entidade de seguridade social da CELPE) quando tive ocasião de sedimentar meus conhecimentos pela prática e ampliar o currículo através de congressos, simpósios e minicursos.
Ao nível pessoal, sou uma mãe realizada e penso que cumpri bem a minha tarefa de educar e orientar os filhos. E, na medida do possível, tento ser o porto seguro que meus familiares procuram. Agora, aguardo a vinda de netos, aos quais pretendo encher de mimos...
Reconheço que não sei administrar o meu ócio: não cultivo uma vida social ativa, leio menos do que desejaria e vou pouco ao cinema e ao teatro. Ao que parece, gasto minha energia no trabalho e no convívio familiar.
Ultimamente dedicava a maior parte do tempo ao preparo deste livro: pesquisa, escrita, revisão, escolha de capa, preparativos para o lançamento. Finda a tarefa, sinto um misto de alívio e urgência de abraçar novos empreendimentos. A vida me ensinou que não posso ficar parada.
Este é o meu jeito de estar viva."

Um povo sem história é um povo sem identidade - Quem tem a satisfação de ter em mãos um exemplar do livro "Iguaracy - A Cidade Deus do Sol", que foi lançado no ano de 2005, pode-se vangloriar que possui o primeiro registro formalmente editado com a memória de Iguaracy, sendo pois sem sombra de dúvidas, o mais importante legado deixado por Andrée Perazzo para todos nós iguaracienses, como mesmo escreveu a saudosa autora: "percebo que as vivências que relatei estão se perdendo no tempo... Estou dando um exemplo. Espero - e desejo - que outros me sigam, resgatando, ainda mais as lembranças".
Pela sua história de vida, sendo filha de Manoel Pinto Torres, primeiro prefeito da cidade de Iguaracy em 1964, com mandato provisório enquanto se organizava a primeira eleição do município, Andrée Perazzo ainda foi secretária executiva do segundo prefeito, Sebastião Duarte de Melo, ou Tenente Tião, interventor que foi nomeado para substituir seu pai quando estourou o golpe militar. Andrée ainda teve a honra de secretariar e redigir a ata de posse do 3º prefeito do município, Valdecy Magalhães Arruda, vencedor da primeira eleição municipal. Sem sombra de dúvidas, ninguém melhor que ela, testemunha ocular e participante destes acontecimentos, para nos narrar com riqueza de detalhes, fatos tão importantes da História Política de nosso município.
Andrée sem dúvidas era fã nº 1 do filho Paulo Perazzo, renomado advogado pernambucano.
A minha amizade com Andrée Perazzo, ao qual presto esta humilde homenagem póstuma na Web Sertão, sendo a mesma pelo que nos legou merecedora de muito mais, deu-se através de ser amigo de juventude do seu filho, Paulo Perazzo. 
Quando jovens, nos encontrávamos durante as férias para desfrutarmos das festas tradicionais da cidade, onde nos empenhávamos na difícil missão de arrumarmos as nossas primeiras namoradas, momentos difíceis aqueles, rs. 
Naqueles bons tempos, cheguei por muitas vezes a frequentar a residência da senhora Neuza Perazzo, ou Neuza Pinto, como era mais conhecida e de saudosa memória. Dona Neuza era avó de meu amigo "Paulinho", se me permite assim chamá-lo, onde por momentos saboreei inesquecíveis e deliciosos doces, bolos e outras guloseimas, que ela gentilmente fazia questão de oferecer aos visitantes com muita doçura e carinho.
Como trata-se de uma saudosa homenagem que tem cunho histórico, um fato que nunca consegui esquecer, foi da vez que a senhora Andrée me convidou para passar uns dias com eles no Recife, de pronto aceitei o convite, e ainda auxiliei na viagem conduzindo o carro da família, um Ford Escort. Mas algo aconteceu durante a viagem que até a data de hoje não lhes havia confidenciado, em determinado momento, quando descíamos a Serra das Russas, ao pisar no freio do veículo, o pedal ficou em baixo, após um rápido momento de suor frio e silenciado desespero, o pedal voltou a subir para meu alívio, pois já estava com o coração na mão, o fato passou despercebido por todos os demais que se encontravam no veículo. 
Família reunida em almoço de Fim de Ano na casa de Paulo Perazzo em Olinda (Dez de 2018)
Nossos sentimentos - Sei que no momento não existem palavras de conforto que possa amenizar a dor de meu amigo Paulo Perazzo, de sua irmã Cláudia Marcela e dos demais familiares e amigos íntimos. 
Só Deus através do tempo é que pode abrandar a angústia e amenizar a enorme saudade que todos sentimos nestes momentos iniciais de perca. Me solidarizo com o mais profundo sentimento de tristeza e pesar, uma enorme perca, mas que ficará para sempre eternizada no gesto de carinho que teve pela sua terra natal, contribuindo valorosamente para que momentos tão preciosos de nossa história não fosse jogada ao esquecimento. 
(Sérgio Coelho - Web Sertão) 
...............................................
Abaixo deixo algumas imagens do livro "Iguaracy - A Cidade Deus do Sol", para apreciação de todos: