Globo é acusada de apoiar Macron e internet reage: ‘Lixo, traidora da pátria’

Internautas mobilizam série de boicotes ao grupo Globo.
Nesta terça-feira, 27, por meio das redes sociais, internautas acusaram à Rede Globo de apoiar o presidente Francês Emmanuel Macron.
A hashtag #GloboLixoTraidoradaPatria alcançou o 1° entre os assuntos mais comentados do Twitter.
O motivo, desta vez, seria pela omissão da emissora ao destacar a fala de Macron sobre criar um “status internacional” da Amazônia, mas não alertar os telespectadores sobre a ameaça que o discurso do presidente francês apresenta à Soberania Nacional do Brasil.
Ao mesmo tempo que propagandeou o ataque de Macron à Soberania Nacional, a Globo teceu duras críticas à política ambiental do Governo brasileiro.
Ainda no Twitter, o procurador da República, Ailton Benedito, escreveu:
Lei de Segurança Nacional. Art. 8º – Entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil. Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.
E acrescentou:
Art. 9º – Tentar submeter o território nacional, ou parte dele, ao domínio ou à soberania de outro país. Pena: reclusão, de 4 a 20 anos.
A verdade seja dita: O que a França e a Alemanha querem é fragilizar ainda mais a soberania nacional brasileira, aproveitar a condição de pária do Brasil para se apropriar da Amazônia, fazer pirataria com ainda mais liberdade, se apropriar ainda mais das nossas terras.
Confira alguns tweets!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY